Urgência e Emergência em Radioterapia: Síndrome de Compressão Medular e Síndrome da Veia Cava Superior

1
2418
DOI: ESTE ARTIGO AINDA NÃO POSSUI DOI SOLICITAR AGORA!
Classificar o Artigo!
ARTIGO EM PDF

MORAES, Jeferson Cesário de  [1]

SOARES, Wanessa Danielle Barbosa [2]

MORAES, Jeferson Cesário de; SOARES, Wanessa Danielle Barbosa. Urgência e Emergência em Radioterapia: Síndrome de Compressão Medular e Síndrome da Veia Cava Superior. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. Ano 2, Vol. 13. pp 482-485 Janeiro de 2017 ISSN: 2448-0959

RESUMO

Este artigo versa sobre como o câncer tornou-se uma das principais causas de mortes no Brasil e no Mundo e seu diagnóstico, mais frequente com o aumento da sobrevida da população. A Radioterapia é uma modalidade bem indicada no tratamento dos sintomas agudos, nos casos de tumores localmente avançados e alguns casos metastáticos. A utilização da Radioterapia no cenário de Urgência e Emergência tem por finalidade dar ao paciente considerável alívio da dor e melhor qualidade de vida. Tanto a Síndrome de Compressão Medular (SCM) quanto a Síndrome da Veia Cava Superior (SVCS) são Emergências/Urgências oncológicas graves que requer reconhecimento e tratamento imediatos. O objetivo da Radioterapia no tratamento da SCM e SVCS é a redução do volume tumoral, melhorando a qualidade de vida do paciente pelo alívio parcial ou completo da dor, tratando a causa base, e preservando as funções neurológicas e respiratórias. A metodologia aplicada para este estudo baseia-se em Pesquisa Exploratória de análise Qualitativa e Quantitativa e Pesquisa Bibliográfica. Temos por finalidade definir e salientar a importância do tratamento oncológico imediato em situações como a SVCS e a SCM. No Brasil, foi observado que cerca de aproximadamente 17% dos pacientes com SVCS tem uma sobrevida global mediana de seis meses a um ano após o tratamento radioterápico. Estima-se que cerca de 5% a 14% dos pacientes com câncer pode vir desenvolver a SCM. Consideramos que o câncer pode levar a situações clínicas que necessitam de atendimento e tratamento imediatos e a Radioterapia em alguns casos continua a ser a principal arma terapêutica.

Palavra chaves: Radioterapia, Compressão Medular, Veia Cava Superior.

INTRODUÇÃO

Segundo dados levantados pela a Organização Mundial da Saúde (OMS), no ano de 2030 serão 21,4 milhões de casos novos de câncer e 13,2 milhões de mortes por câncer, em consequência do crescimento e do envelhecimento da população, uma vez que o câncer é a segunda causa de morte no mundo, ficando atrás apenas da doença cardiovascular. Estimativas apontam drasticamente que em bem pouco tempo o câncer já seja a principal causa de morte no mundo, caso medidas preventivas não forem adotadas e instaladas de fato na população mundial.

A Síndrome da Veia Cava Superior (SVCS) é causada quando há uma diminuição ou obstrução do fluxo venoso da cabeça, pescoço e extremidades superiores através da veia cava superior. Descrito pela primeira vez na literatura por William Hunter no ano de 1757, a SVCS dar-se pela consequência da diminuição do fluxo sanguíneo da Veia Cava para o átrio direito, da qual é formada pelas veias braquiocefálicas direita e esquerda, que é responsável pelo retorno do sangue da cabeça, pescoço, tórax e membros superiores.

A Compressão Medular por sua vez também representa uma emergência oncológica que necessita de tratamento o quanto antes. Os canceres de próstata, mama e de brônquios são responsáveis por mais de 60% dos casos de compressão na medula.

Figura 1 - (A) Ressonância Magnética da coluna lombar evidenciando Metástase no corpo da vértebra.  (B) Ilustrando paciente com a SVCS.
Figura 1 – (A) Ressonância Magnética da coluna lombar evidenciando Metástase no corpo da vértebra.  (B) Ilustrando paciente com a SVCS.

MATERIAL E MÉTODOS

A metodologia aplicada para este estudo baseia-se em Pesquisa Exploratória de análise Qualitativa e Quantitativa e Pesquisa Bibliográfica. O objetivo no presente artigo é analisar não só os aspectos gerais das Síndromes da Veia Cava Superior e Compressão Medular, mas aprofundar o diagnóstico e tratamento destas complicações oncológicas. Para compreensão do contexto abordado foi utilizado os artigos Síndrome da veia cava superior como apresentação de neoplasia, Perfil dos pacientes oncológicos atendidos em uma unidade de emergência, entre outros artigos em português na Biblioteca Virtual em Saúde, nas bases de dados LILACS (Literatura Latino-Americana do Caribe em Ciências da Saúde) e SciELO (Scientific Eletronic Library Online).

RESULTADOS

Pesquisas realizadas durante o levantamento desse trabalho apontam que a principal causa de SVCS e SCM está relacionada ao câncer e a sua incidência pode variar dependendo do tipo de tumor primário. Além disso, foram observados também alguns sinais e quadro clinico mais incidentes nesses tipos de síndromes. Tabelas 1 e 2.

Tabela 1 - Sinais e Sintomas da Síndrome da veia cava superior.
Tabela 1 – Sinais e Sintomas da Síndrome da veia cava superior.
Tabela 2 - Sinais e Sintomas da Síndrome de compressão medular (SCM). (%) * Aproximadamente.
Tabela 2 – Sinais e Sintomas da Síndrome de compressão medular (SCM). (%) * Aproximadamente.

CONCLUSÃO

As urgências/emergências radioterápicas são estabelecidas em situações em que há risco de vida e/ou perda da função de um órgão, constituindo assim a necessidade de um tratamento o mais rápido possível. Em síntese, tanto para a SVCS quanto para a SCM a radioterapia vem a ser uma opção terapêutica com finalidade paliativa que visa buscar a remissão do tumor, isto é, aliviar de forma considerável a dor, evitar complicações neurológicas, redução mais rápida da compressão e consequentemente melhorar a qualidade de vida do paciente. Indubitavelmente, a eficácia da radioterapia vai depender muito do estadiamento clínico do tumor (se primário ou metastático), das condições gerais do paciente e se a doença já está em um estágio agudo ou subagudo, dentre outros fatores. Da mesma forma, o grande índice de mortalidade associada à SVCS e a SCM não está rigorosamente relacionada à síndrome em si, mas sim, com a patologia casual. Haja vista o fato de existir outros métodos de tratamento para tais síndromes, a radioterapia em alguns casos é e continuará a ser a principal arma terapêutica.

REFERÊNCIAS

BRAGA, Sandrina Figueiredo et al . Síndrome da veia cava superior: caso clínico. AngiolCirVasc,  Lisboa ,  v. 10, n. 1, p. 12-15,  mar.  2014 .   Disponível em <http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?Script=sci_arttext&pid=S1646706X2014000100005&lng=pt&nrm=iso>. Acessos em  01  out.  2016.

PIRES, Nuno Filipe; MORAIS, António; QUEIROGA, Henrique. Síndroma da veia cava superior como apresentação de neoplasia. RevPortPneumol,  Lisboa ,  v. 16, n. 1, p. 73-88,  jan.  2010 .   Disponível em <http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?Script=sci_arttext&pid=S087321592010000100004&lng=pt&nrm=ISO>. Acessos em  01  out.  2016.

CIRINO, Luís Marcelo Inacoetal . Tratamento da síndrome da veia cava superior. J. Bras. Pneumol. São Paulo, v. 31, n. 6, p. 540-550, Dec.  2005.   Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S180637132005000600013&lng=en&nrm=iso>.access on 01 Oct.  2016.  http://dx.doi.org/10.1590/S1806-37132005000600013.

SEIDEL, Amélia Cristina; MIRANDA JR, Fausto; SOUZA, Daniela Franco de. Síndrome da veia cava superior em criança. Rev. Col. Bras. Cir.,  Rio de Janeiro ,  v. 31, n. 6, p. 402-403,  Dec.  2004 .   Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010069912004000600014&lng=en&nrm=iso>.access on  01  Oct.  2016.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-69912004000600014.

FALAVIGNA, Asdrubaletal . Metástases do segmento torácico e lombar da coluna vertebral: estudo prospectivo comparativo entre o tratamento cirúrgico e radioterápico com a imobilização externa e radioterapia. Arq. Neuro-Psiquiatr.,  São Paulo ,  v. 65, n. 3b, p. 889-895,  Sept.  2007 .   Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004282X2007000500033&lng=en&nrm=iso>.access on  01  Oct.  2016.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2007000500033.

HERNANDEZ OCHOA, Jaqueline; FUENTES VEGA, Zaihlín. Síndrome de compresión medular enel paciente conpatologías oncológicas. ccm,  Holguín ,  v. 19, n. 1, p. 85-97, marzo  2015 .   Disponible en <http://scielo.sld.cu/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S156043812015000100009&lng=es&nrm=iso>.accedido en  01  oct.  2016.

[1] Faculdade Maurício de Nassau/ Curso Tecnólogo em Radiologia/Departamento de Radiologia

[2] Faculdade Maurício de Nassau/ Curso Tecnólogo em Radiologia/Departamento de Radiologia

 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here