A acupuntura e quiropraxia no tratamento das patologias da coluna vertebral

DOI: ESTE ARTIGO AINDA NÃO POSSUI DOI
SOLICITAR AGORA!
Rate this post
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
WhatsApp
Email

CONTEÚDO

REVISÃO INTEGRATIVA

BARROS, Jocsã Nascimento [1], LEITE, Cristina Limeira [2], PEREIRA, Domingos Magno Santos [3]

BARROS, Jocsã Nascimento. LEITE, Cristina Limeira. PEREIRA, Domingos Magno Santos. A acupuntura e quiropraxia no tratamento das patologias da coluna vertebral. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. Ano 05, Ed. 11, Vol. 09, pp. 47-60. Novembro de 2020. ISSN: 2448-0959, Link de acesso: https://www.nucleodoconhecimento.com.br/saude/quiropraxia-no-tratamento

RESUMO

As patologias da coluna vertebral integram um conjunto de sintomas que na sua maioria estão associados ao quadro de dores, alguns provocados por disfunções mecânicas como hérnias de disco sub luxações, contusões de deslizamento vertebral, provocando o bloqueio tanto energético como fisiológico. A acupuntura no uso terapêutico tem um valor significativo no tratamento das dores na coluna vertebral por estabelecer processos de analgesia, estimulação e liberação de alguns neurotransmissores. Por outro lado a quiropraxia que vem sendo utilizada há muito tempo no processo de desbloqueio das vértebras, bem como nas várias sintomatologias da coluna e articulações, por meio da aplicação de manobras manipulativas. A análise das duas técnicas podem ser de grande importância para construir um raciocínio clínico e terapêutico. Este trabalho teve por objetivo analisar a importância da acupuntura e quiropraxia no tratamento das patologias da coluna vertebral, bem como os seus efeitos terapêuticos. Para isso utilizou-se de dados bibliográficos de caráter exploratório e investigativo com uma abordagem qualitativa, onde foram analisadas literaturas relacionadas às terapêuticas aplicadas no quadro de dores. Com base na pesquisa e na prática baseada em evidências observou-se que a acupuntura e quiropraxia possuem um valor terapêutico de grande importância, que podem ser integradas no tratamento das patologias da coluna vertebral com bons resultados.

Palavras-Chave: Acupuntura, quiropraxia, coluna vertebral, lesões e dor.

INTRODUÇÃO

As patologias da coluna vertebral são umas das grandes queixas da população adulta, estando relacionadas às condições como cervicalgias, lombalgias, doenças osteomusculares, discopatias, espondilose, entre outras (REIS et al., 2000), sendo responsáveis pelos custos elevados, tanto de demanda de serviços de saúde, como em despesas oriundas de afastamentos dos serviços e aposentadoria precoce (FERREIRA et al., 2011). Em 2003, conforme a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, 13,2% da população adulta já apresentava doenças na coluna (BARROS et al., 2006), em 2008, a taxa foi para 13,5% (BARROS et al., 2011).

Estima-se que no Brasil cerca de 10 milhões de pessoas terão a realização de suas atividades da vida diária afetada em decorrência de problemas na coluna lombar. Apesar da grande quantidade de tratamentos existentes, pacientes com dores na coluna vertebral, muitas das vezes, não obtém resposta eficaz na medicina tradicional (GODOY et al., 2014). Por isso, as práticas integrativas e complementares (PIC) torna-se uma forma de tratamento alternativo que podem ser utilizadas como procedimentos para combater e tratar as doenças na coluna, como a acupuntura e quiropraxia.

A acupuntura é um dos métodos terapêuticos mais antigos e utilizados pelos pacientes de lombalgia, em que se utilizam agulhas para estimular determinados pontos do corpo (REGO et al., 2011). A quiropraxia é outro método utilizado como tratamento alternativo, em que se utiliza da terapia manipulativa espinhal. Esse tratamento é muito comum entre os adultos norte-americanos, estimados entre 8% e 14% (WEEKS et al., 2015; DOWELL et al., 2016), ambas apresentam baixo risco e custo benefício.

Toda prática clínica deve ser baseada em evidências, e diante disso, surgiu a necessidade de analisar os seus efeitos terapêuticos e o grau de importância de ambos os métodos no tratamento de doenças da coluna vertebral. Nesse sentido, este trabalho teve por objetivo analisar a importância da acupuntura e quiropraxia no tratamento das patologias da coluna vertebral, bem como os seus efeitos terapêuticos.

METODOLOGIA

Trata-se de uma revisão integrativa da literatura, visto que permite fazer o levantamento sistemático das publicações, de forma que possibilita a síntese e a incorporação dos resultados de forma clara, objetiva e de fácil compreensão, e por ser um método baseado em evidências. Para a elaboração e revisão foram seguidas algumas etapas das quais foram: identificação do tema e seleção da questão norteadora da pesquisa; a elaboração dos critérios de inclusão e exclusão; a identificação dos estudos pré-selecionados; categorização dos estudos selecionados; a análise e interpretação dos resultados e a apresentação da revisão (MENDES; SILVEIRA; GALVÃO, 2008; SOUZA; SILVA; CARVALHO, 2010).

Para o norteamento deste estudo, foi formulada a seguinte pergunta: qual a produção científica sobre os efeitos da acupuntura e quiropraxia no tratamento de patologias da coluna vertebral nos últimos cinco anos, período de 2015 a 2020?

Para a realização do estudo foram consultadas as bases de dados eletrônicos Biblioteca Virtual da Saúde, Portal de Periódicos CAPES, Scientific Electronic Library Online (SciELO) e PubMed, utilizando como descritores em ciência da saúde (DeCS):  “acupuntura+quiropraxia”, “coluna Vertebral”, “lesões e dor”, de forma isolada e combinada.

Como critérios de inclusão foram determinados artigos científicos nacionais e internacionais, nos idiomas português e inglês, indexados e disponíveis na íntegra nas bases de dados, relacionado ao uso das técnicas de acupuntura e quiropraxia aplicada ao tratamento das patologias da coluna vertebral, no período de 2015 a 2020. Foi utilizado como critério de exclusão: artigos científicos anteriores ao ano de 2015, artigos que relacionassem outras terapias, que fugissem do escopo de nosso estudo.

Para a inclusão do estudo realizou-se uma leitura criteriosa do título e resumo a fim de verificar a adequabilidade ao objetivo e a questão norteadora. Os dados extraídos dos artigos selecionados foram transcritos, contendo as variáveis como: título, fonte de publicação, ano de publicação, método, resultados e conclusão.

RESULTADOS

Conforme os descritores estabelecidos foram encontrados 237 nas bases de dados selecionadas, que ao aplicar os critérios de inclusão chegou-se a 95 artigos científicos. Ao fazer a leitura minuciosa foram excluídas 83 publicações, por estarem repetidas na mesma base e em outras, e não atingirem o objetivo estabelecido. Desta forma, para esta revisão foram incluídos 12 artigos científicos (tabela 1).

Tabela 1: Distribuição dos artigos selecionados nas bases de dados

Bases de dados Utilizando os descritores estabelecidos

acupuntura/quiropraxia/dor/lesão/coluna vertebral

Critérios de inclusão Selecionados
BVS 43 15 2
CAPES 109 37 1
SCIELO 57 25 3
PUBMED 28 18 6

Das publicações selecionadas seis são nacionais e seis internacionais no idioma inglês, sendo que encontrados na base da PUBMED. A seguir será apresentada a tabela que corresponde a descrição dos estudos selecionados para a revisão (tabela 2).

Tabela 2 – Descrição dos estudos incluídos na revisão integrativa segundo o título, fonte, ano de publicação, método, resultados e conclusão 

Artigo Título Fonte/ano de publicação Método Resultados Conclusão
COMACHIO, J. et al. Effectiveness of manual and electrical acupuncture for chronic nonspecific low back pain: A randomized controlled trial Journal of Acupuncture and Meridian Studies, 2020 Ensaio clínico controlado randomizado com 66 pacientes entre 20 e 60 anos de idade com dor lombar crônica inespecífica com duração de pelo menos três meses anteriores. Os participantes relataram melhora após-tratamento na intensidade da dor e incapacidade. No entanto, não foram observadas diferenças entre os grupos. Em relação aos desfechos secundários, observou diferença entre os grupos apenas para cinesiofobia em favor do grupo de acupuntura manual. O estudo fornece evidências de que a EA não é superior ao tratamento com MA. Ambas as terapias tiveram eficácia semelhante na redução da dor e incapacidade para dor lombar crônica inespecífica
GAMA, C. E; GONÇALVES, G. B; DAVID, R. F. Efeito da quiropraxia sobre a dor e mobilidade de pacientes com espondiloartrose cervical Brazilian Journal of health Review, 2019 estudo quantitativo. Foram avaliados antes e após o tratamento quiroprático com o questionário de auto avaliação de queixa cervical, a EFIPC, goniometria dos movimentos da cervical (flexão, extensão, rotação e flexão lateral) ativo e passivo e a Escala Analógica Visual Antes do tratamento 10% dos participantes apresentaram Incapacidade leve, 30% Incapacidade Leve a Moderada, 30% Incapacidade Moderada e 30% Incapacidade Moderada a intensa da EFIPC. Após o tratamento 50% dos participantes apresentaram Incapacidade Mínima, 30% incapacidade leve e 20% Incapacidade Leve à Moderada A quiropraxia tem efeito positivo sobre a dor e mobilidade de pacientes com espondiloartrose cervical. Com diminuição do quadro álgico, melhora da incapacidade cervical e aumento da amplitude de movimento
GOERTZ, C. M. et al. Effect of Usual Medical Care Plus Chiropractic Care vs Usual Medical Care Alone on Pain and Disability Among US Service Members with Low Back Pain A Comparative Effectiveness Clinical Tria JAMA Network Open. 2018 Ensaio clínico pragmático, prospectivo, multi site, de eficácia comparativa de grupos paralelos com alocação adaptativa As diferenças médias ajustadas nas pontuações na semana 6 foram estatisticamente significativas a favor de cuidados médicos usuais mais cuidados quiropráticos em comparação com os cuidados médicos usuais apenas em geral para a intensidade da dor lombar O tratamento quiroprático, quando adicionado ao tratamento médico usual, resultou em melhorias moderadas de curto prazo na intensidade da dor lombar e na incapacidade dos militares na ativa
Artigo Título Fonte/ano de publicação Método Resultados Conclusão
MAHMOUDZADEH, A. et al. The effect of dry needling on the radiating pain in subjects with discogenic low‑back pain: A randomized control trial Journal of Research in Medical Sciences, 2016 Cinquenta e oito indivíduos com lombalgia radicular discogênica foram selecionados e randomizados em controle (fisioterapia padrão, n = 29) e grupo experimental (fisioterapia padrão e DN, n = 29). intensidade da dor e os escores de incapacidade diminuíram significativamente nos grupos experimentais e controle após a intervenção. Ambas as estratégias de intervenção parecem melhorar significativamente a dor e incapacidade imediatamente após a intervenção, onde a melhoria continuou durante 2 meses após a última intervenção ativa.
MARTINS E. S. et al. Tratamento com acupuntura: avaliação multidimensional da dor lombar em gestantes Rev Esc Enferm USP. 2018 Estudo quase-experimental, antes e depois, realizado no Centro de Desenvolvimento Familiar (CEDEFAM) da Universidade Federal do Ceará,  Mais sessões de acupuntura representaram menos descritores marcados e melhores resultados na diminuição da dor. Considera-se que mais estudos, utilizando a intervenção de acupuntura, devam ser realizados na população de gestantes, não somente para avaliar a dor lombar, mas também outros desconfortos
MOURA C. de C. et al. Ação da auriculoacupuntura em pessoas com dor crônica na coluna vertebral: ensaio clínico randomizado Rev. Latino-Am. Enfermagem 2018 ensaio clínico com amostra de 110 pessoas, randomizadas em três grupos: Tratado, Placebo e Controle. Os voluntários tiveram redução de 66,66% do nível de incapacidade na avaliação final, quando comparada com a inicial. Efeito esse que perdurou durante 15 dias, momento de avaliação follow up, em que a redução de 50% nos níveis de incapacidade foi observada. Houve diferença estatisticamente significativa entre os grupos e ao longo do tempo em relação à incapacidade física e, em relação à temperatura tissular. Tais achados demonstram que a AA é intervenção passível de ser implementada na prática clínica, a fim de auxiliar o tratamento
MOURA C. C. et al. Acupuntura auricular para dor crônica nas costas em adultos: revisão sistemática e metanálise Rev Esc Enferm USP · 2019ª Revisão sistemática da literatura e metanálise A acupuntura auricular foi capaz de reduzir a intensidade da dor em 80% dos estudos A AA é uma prática integrativa e complementar em saúde promissora para o tratamento da dor crônica nas costas, uma vez que diminuiu significativamente os escores de intensidade da dor, em relação a um grupo-controle.
Artigo Título Fonte/ano de publicação Método Resultados Conclusão
MOURA C. C. et al. Efeitos da auriculoacupuntura na dor crônica em pessoas com distúrbios musculoesqueléticos nas costas: ensaio clínico randomizado.

 

Rev Esc Enferm USP  2019b Ensaio clínico randomizado, do tipo paralelo e mascarado, Houve redução na intensidade da dor nos grupos tratados e placebo entre as avaliações inicial e final, e no grupo tratado entre a avaliação inicial e o follow-up. Também ocorreu diminuição da interferência da dor nas atividades cotidianas nos grupos tratado e placebo ao longo do tempo. auriculoacupuntura apresentou efeitos positivos ao reduzir a intensidade da dor crônica e sua interferência nas atividades cotidianas em pessoas com distúrbios musculoesqueléticos nas costas.
SHIN, J.Y. et al. Short-Term Effect of Laser Acupuncture on Lower Back Pain: A Randomized, Placebo-Controlled, Double-Blind Trial Evidence-Based Complementary and Alternative Medicine Volume 2015 estudo duplo-cego randomizado, controlado por placebo. Não houve diferenças significativas em qualquer resultado entre os dois grupos, embora os participantes de ambos os grupos tenham mostrado uma melhora significativa em cada parâmetro avaliado em relação aos valores basais Embora não tenha havido diferença significativa nos desfechos entre os dois grupos, os resultados sugerem que laseracupuntura pode fornecer um alívio eficaz da dor e pode ser considerada uma opção para alívio da dor lombar.
YANG, Li–Hua et al. Efficacy of Auricular Acupressure for Chronic Low Back Pain: A Systematic Review and Meta-Analysis of Randomized Controlled Trials Evidence-Based Complementary and Alternative Medicine Volume 2017, testes controlados randomizados mostrou que, para o efeito imediato, a acupressão auricular teve efeitos amplos e significativos na melhora da dor em 12 semanas. Mas, para o nível de incapacidade, o efeito terapêutico não foi significativo. A evidência indica que é recomendado fornecer acupressão auricular para pacientes com dor lombar crônica. No entanto, uma estimativa mais precisa do efeito exigirá mais RCT rigorosamente projetado em grande escala sobre LBP crônico para melhorar a dor e a incapacidade.
YU, S. et al. Acupuncture Treatment Modulates the Connectivity of Key Regions of the Descending Pain Modulation and Reward Systems in Patients with Chronic Low Back Pain J. Clin. Med. 2020 Este estudo aplicou um método baseado em hipóteses Houve remissão do incômodo da dor em todos os grupos de tratamento após quatro semanas, com maior alívio da dor após a acupuntura real em comparação com a acupuntura simulada. Os autores relatam que o resultado não é um efeito agudo da estimulação com agulha, mas sim um efeito de longo prazo de vários tratamentos.

Observa-se na tabela supracitada que apenas dois estudos eram de revisão sistemática, os demais se referiam às pesquisas clínicas, em sua maioria ensaios randomizados. Em relação ao ano de publicação, houve predomínio dos anos 2018 e 2019 com três publicações cada ano, seguidos pelos anos de 2015 e 2020 com duas publicações. O ano de 2016 e 2017 com apenas uma publicação cada ano. A maior incidência de publicação se deu nos períodos da Revista Esc. Enfermagem USP com três artigos e Evidence Based Complementary and Alternative Medicine, com duas publicações. Os demais periódicos, cada um publicou um estudo.

DISCUSSÃO

Ao analisar as informações coletadas nos estudos pesquisados dois tratavam sobre a quiropraxia e os demais sobre a acupuntura, como método para o tratamento de patologias da coluna vertebral, avaliando os seus efeitos em duas vertentes na intensidade da dor e na incapacidade (tabela 3). Os principais problemas observados foram às lombalgias crônicas, lombalgia não específica, discogênica, distúrbios musculoesqueléticos das costas e espondiloartrose cervical.

Tabela 3 – Distribuição das vertentes que a acupuntura e quiropraxia apresentaram efeitos e seus respectivos estudos

Categoria Variáveis Artigos
Acupuntura e suas técnicas intensidade da dor Moura et al. (2019a);

Moura et al. (2019b);

Martins et al. (2018);

Nakata; Fontana e Rezende (2015);

Yu et al. (2020);

Yang et al. (2017);

Shing et al. (2015);

Mahnoudzadeh et al. (2016);

Comachio et al. (2020)

Incapacidade/mobilidade Yang et al. (2017)

Moura et al. (2018)

Mahmoudzadeh et al. (2016)

Comachio et al. (2020)

Quiropraxia e suas técnicas intensidade da dor Goertz et al. (2018)
Incapacidade/mobilidade Gama; Gonçalves e David (2019)

Goertz et al. (2018)

A acupuntura apresentou efeito significativo tanto na redução da dor quanto na redução da incapacidade em quase todos os estudos, com excerção do estudo de Yang et al. (2017) que não apresentou índice significativo, apesar do relato dos indivíduos participantes do estudo. Existem várias técnicas da acupuntura, uma delas é a auriculoacupuntura que tem se mostrado eficiente no alívio da dor, além de ser um recurso terapêutico de fácil aplicação, baixo custo e sem efeitos colaterais, sendo muito útil na prática clínica como método auxiliar para a reabilitação das pessoas (MOURA et al., 2018). No estudo de Moura et al. (2019) a sua aplicação mostrou-se totalmente eficaz, reduzindo significativamente os escores de intensidade da dor, com aplicação da técnica em 5 sessões semanais.

Segundo Moura et al. (2019b) a auriculoacupuntura baseada nos preceitos da MTC, produz efeitos positivos sobre a intensidade e o alívio da dor crônica em pessoas que apresentam distúrbios musculoesqueléticos nas costas, reduzindo assim, a interferência dessa condição nas atividades diárias, cujo estudo mostrou uma redução da dor de 80% durante a intervenção, e alívio da dor de 60% após 15 dias. Conforme a visão da MTC, o pavilhão auricular está relacionado com todas as partes do corpo, e os 12 meridianos corporais convergem para este local, restabelecendo o equilíbrio entre o Qi (energia vital) e o Xue (sangue) (NEVES, 2019). As gestantes com lombalgia participantes do estudo Martins et al. (2018) apresentam resposta significativa a partir da segunda sessão, e após seis sessões, a média de descritores para diminuição da dor  reduziu de 30,23 para 5,83. Além do alívio da dor, apresentou melhoras em outros aspectos como estresse, sono e ansiedade.

A acupuntura a laser também se mostrou eficaz e segura na redução da dor e na qualidade de vida de pacientes com lombalgia (SHIN et al., 2015), assim como a eletroacupuntura e acupuntura manual, evidenciadas no estudo de Comachio et al. (2020), mostrando eficaz não somente na redução da dor, mas também na redução da incapacidade da dor lombar crônica.

Uma das grandes vantagens da acupuntura no tratamento de patologias na coluna vertebral, é que não apresenta nenhum efeito prejudicial ou indesejado ao indivíduo. Vale mencionar que o seus efeitos terapêuticos são vistos em longo prazo, pois apresentam componente cíclico e cumulativo (NAKATA; FONTANA; REZENDE, 2015), como observado no estudo de Yang et al. (2017) que apresentou grande efeito na redução da dor em 12 semanas. Por isso, deve-se realizar um acompanhamento mais prolongado para examinar os seus efeitos positivos (MAHMOUDZADEH et al., 2016)

Dessa forma fica evidente, o efeito que a acupressão auricular apresenta no tratamento de patologias da coluna vertebral, principalmente nas lombalgias crônicas. Apesar de que no estudo de Yang et al. (2017) o efeito terapêutico não é significativo comparado a outros métodos. Acredita-se que a analgesia da acupuntura esteja associado à conectividade funcional da amígdala VTA/PAG, sendo apontado por Yu et al. (2020) como um nó chave responsável por ligar o sistema de modulação da dor e o sistema capaz de produzir efeitos antinocicepetivos.

Apesar de poucos estudos incluídos acerca da quiropraxia, ela também apresenta evidências para o tratamento de patologias da coluna vertebral. No estudo de Gama, Gonçalves e David (2019) o tratamento quiroprático, os indivíduos apresentam aumento da amplitude de movimento da coluna cervical, além da redução da dor nessa região, obtendo melhoras nas atividades diárias. Convém mencionar que os pacientes participantes desse estudo já tinham realizado fisioterapia anteriormente antes de iniciar o tratamento da quiropraxia.

Goertz et al. (2018) compararam os cuidados médicos usuais como o autocuidado, medicamentos, fisioterapia e encaminhamento para clínica de dor, com o tratamento quiroprático como a terapia manipulativa espinhal na região lombar e nas regiões adjacentes e procedimentos terapêuticos adicionais, como exercícios de reabilitação, crioterapia, calor superficial e outras terapias manuais por um período de seis semanas, e observaram que a quiropraxia em conjunto com tratamento médico usual, apresentaram melhorias de curto prazo na intensidade da dor na lombar e na incapacidade.  Esses resultados são possíveis porque a manipulação quiroprática estimula a produção de interleucinas, aumentando assim a produção de proteína C-reativa, ocasionando melhora no processo inflamatório, e redução da sensação de dor (PEREIRA et al., 2016).

CONCLUSÃO

O tratamento das patologias da coluna vertebral por meio da acupuntura e da quiropraxia mostram-se eficientes e seguras tanto para a redução do alívio da dor, quanto para a melhoria da incapacidade e mobilidade. Porém, no que se refere ao tratamento quiroprático, seus melhores resultados são observados quando associados a outros tratamentos. Dessa forma, conclui-se que ambas apresentam um grande valor terapêutico podendo ser aplicado na prática clínica baseada em evidências.

REFERÊNCIAS

BARROS, M. B. A.; et. al. Desigualdades sociais na prevalência de doenças crônicas no Brasil, PNAD-2003. Cienc Saude Coletiva. 2006;11(4):911-26. https://doi.org/10.1590/S1413-81232006000400014.

BARROS, M. B. A.; et. al. Tendências das desigualdades sociais e demográficas na prevalência de doenças crônicas no Brasil, PNAD: 2003-2008. Cienc Saude Coletiva. 2011;16(9):3755-68. https://doi.org/10.1590/S1413-81232011001000012

COMACHIO, J.; et. al. Effectiveness of manual and electrical acupuncture for choronic non-specific low back pain: A randomized controlled trial. Journal of Acupuncture and Meridian Studies, 13 (2020), 87-93.

DOWELL, D.; HAEGERICH, T. M.; DIRETRIZ, C. R. CDC para prescrição de opioides para dor crônica – Estados Unidos, 2016.   JAMA . 2016; 315 (15): 1624-1645.
ArtigoPubMedGoogle ScholarCrossref

FERREIRA, G. D.; et. al. Prevalência de dor nas costas e fatores associados em adultos do Sul do Brasil: estudo de base populacional. Rev Bras Fisioter. 2011;15(1):31-6. https://doi.org/10.1590/S1413-35552011005000001.

GAMA, C. E.; GONÇALVES, G. B.; DAVID, R. F. Efeito da quiropraxia sobre a dor e mobilidade de pacientes com espondiloartrose cervical . Braz. J. Hea. Rev., Curitiba, v. 2, n. 3, p.  1773-1787, mar./apr. 2019

GODOY, J.R.P.; et. al. Efeito da acupuntura na dor lombar. Universitas: Ciências da Saúde, Brasília, v. 12, n. 1, p. 49-57, jan./jun. 2014.

GOERTZ, C. M.; et al. Effect of Usual Medical Care Plus Chiropractic Care vs Usual Medical Care Alone on Pain and Disability Among US Service Members With Low Back Pain A Comparative Effectiveness Clinical Trial. JAMA Network Open. 2018;1(1):e180105. doi:10.1001/jamanetworkopen.2018.0105

MAHMOUDZADEH, A.; et. al. The effect of dry needling on the radiating pain in subjects with discogenic low‑back pain: A randomized control trial. Journal of Research in Medical Sciences, 2016;21:94.

MARTINS, E. S.; et. al. Acupuncture treatment: multidimensional assessment of low back pain in pregnant women. Rev Esc Enferm USP. 2018;52:e03323. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1980-220X2017040303323

MOURA, C. C.; et. al. Ação da auriculoacupuntura em pessoas com dor crônica na coluna vertebral: ensaio clínico randomizado. Rev. Latino-Am. Enfermagem 2018;26:e3050

MOURA, C. C.; et. al. Auricular acupuncture for chronic back pain in adults: a systematic review and metanalysis. Rev Esc Enferm USP. 2019a;53:e03461. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1980-220X2018021703461

MOURA, C. C.; et. al. Effects of auricular acupuncture on chronic pain in people with back musculoskeletal disorders: a randomized clinical trial. Rev Esc Enferm USP. 2019b;53:e03418. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1980-220X2018009003418

NAHIN, R. L.; et. al. Avaliação baseada em evidências de abordagens complementares de saúde para o tratamento da dor nos Estados Unidos.  Mayo Clin Proc . 2016; 91 (9): 1292-1306.PubMedGoogle ScholarCrossref

NAKATA, C. H.; FONTANA, K. E.; REZENDE, A. L G. Efeitos agudos da acupuntura no controle de lombalgias inespecíficas  em razão do número de sessões semanais. Rev Med Saúde Brasilia 2015; 4(1):27-36

NEVES, M. L. Acupuntura auricular e neuromodulação. 1ed. Editora Merithus, 2019.

PEREIRA, J.; et al. Efeito do tratamento quiroprático na concentração sérica de proteína C-Reativa e nos sintomas de indivíduos com cervicalgia. Salusvita, Bauru, v. 35, n. 2, p. 243-257, 2016.

REIS, R. J.; et. al. Perfil da demanda atendida em ambulatório de doenças profissionais e a presença de lesões por esforços repetitivos. Rev Saúde Pública. 2000;34(3):292-8. https://doi.org/10.1590/S0034-89102000000300013.

RIGO, J. L.; et. al. Evidências da acupuntura no tratamento da dor lombar. Geriatria & Gerontologia, 2011;5(3):175-9.

SHIN, J. Y.; et. alShort-Term Effect of Laser Acupuncture on Lower Back Pain: A Randomized, Placebo-Controlled, Double-Blind Trial. Evidence-Based Complementary and Alternative Medicine Volume 2015, Article ID 808425, 8 pages

WEEKS, W. B.; et. al. Percepções públicas dos médicos de Quiropraxia: resultados de uma pesquisa nacional e exame da variação de acordo com a probabilidade dos entrevistados de usar a Quiropraxia, experiência com Quiropraxia e fornecimento de Quiropraxia nos mercados locais de saúde.  J Manipulative Physiol Ther . 2015; 38 (8): 533-544.PubMedGoogle ScholarCrossref

YANG, L. H.; et. al. Efficacy of Auricular Acupressure for Chronic Low Back Pain: A Systematic Review and Meta-Analysis of Randomized Controlled Trials. Evidence-Based Complementary and Alternative Medicine Volume 2017, Article ID 6383649, 14 pages

YU, S; et. al. Acupuncture Treatment Modulates the Connectivity of Key Regions of the Descending Pain Modulation and Reward Systems in Patients with Chronic Low Back Pain. J. Clin. Med. 2020, 9, 1719; doi:10.3390/jcm9061719

[1] Graduando em Biomedicina pela Universidade Ceuma.

[2] Enfermeira, Docente na Universidade Ceuma, Campus Imperatriz-MA, Mestre em Ciências Ambientais e Saúde – PUC/GO Doutorando em Enfermagem e Biociências – UNIRIO/RJ.

[3] Farmaceutico, Docente na Universidade Ceuma, Campus Imperatriz – MA, Mestre em Biologia Parasitaria (CEUMA) Doutor em Biotecnologia em (Imunofarmacologia), (UFMA).

Enviado: Outubro, 2020.

Aprovado: Novembro, 2020.

Rate this post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

DOWNLOAD PDF
RC: 64808
POXA QUE TRISTE!😥

Este Artigo ainda não possui registro DOI, sem ele não podemos calcular as Citações!

Solicitar Registro DOI
Pesquisar por categoria…
Este anúncio ajuda a manter a Educação gratuita
WeCreativez WhatsApp Support
Temos uma equipe de suporte avançado. Entre em contato conosco!
👋 Olá, Precisa de ajuda para enviar um Artigo Científico?