Por que Ler Artigos Científicos?

Muitos de nós julgamos artigos científicos como uma leitura chata e cansativa, optamos por blogs que não provem de nenhuma fonte e nem comprovação. Se baseiam em falsas afirmações ou até mesmo em coisas que não foram comprovadas cientificamente.

Nos dias de hoje e de maneira muito rápida, encontramos informações sobre inúmeros assuntos. A dificuldade em sair procurar livros em bibliotecas, fazer pesquisas e ser a sua própria fonte sem ter certeza de que a sua conclusão é a correta, não existe mais. Com a tecnologia avançada você pode facilmente acessar a internet e se deparar com milhões de informações.

Alunos, acadêmicos, pessoas que buscam informações para elaborar pesquisas e artigos, na maioria das vezes buscam esse tipo de informação em qualquer site, sem antes mesmo de olhar qual a fonte, se o que diz ali é verdadeiro e foi comprovado. Simplesmente faz anotações correndo o risco de estar completamente errado. Infelizmente nós leitores, não somos estimulados a leitura científica. Nossa cultura não nos ensina a ler coisas mais complexas e a falta de entendimento futuramente se torna bem maior.

Buscar informações através de artigos científicos te trás conhecimentos sólidos, comprovados cientificamente e 100% confiáveis. A partir de artigos científicos você consegue construir pouco a pouco o tipo de assunto que pensa em colocar no papel.

Um acadêmico que quer ou pensa em fazer seu próprio artigo, procura também conhecimentos reais, informações que venham de uma fonte verdadeira. O seu trabalho, o que você pensa em passar para frente é muito importante! É importante que você se baseie ao escrever em coisas reais, e que o leitor ao ler o seu artigo esteja confiante e protegido.

Você sabe como surgiu o Artigo Científico?

De maneira bem simples, imagine que agora você vive em um século onde a única forma de comunicação é escrevendo. Você é um crítico curioso e está sempre procurando saber o por que de tudo, de onde veio, como surgiu. Ao fazer uma experiência e descobrir algo surpreendente, estuda-lo e compreende-lo completamente, decide que precisa repassar esse conhecimento para alguém, que essa informação precisa ser espalhada. Mas como? Se na sua época a tecnologia é totalmente inexistente?

O seu amigo que também procura sempre descobrir algo, se questionar, procurar saber, também precisa compartilhar com você uma nova descoberta, uma nova experiência. A partir disso, começam a trocar cartas, compartilhando ali suas novas descobertas e delas tiram novas conclusões. Começam a trocar entre si, artigos científicos.

Mito ou verdade?

Se você ainda não ouviu o ditado popular que diz “manga com leite faz mal’’ acabou de ler e provavelmente ouvirá um dia. Alguns mitos alimentares como esses percorrem por aí nos fazendo questionar e realmente ter medo. Não há nenhuma evidência científica que comprove que esta combinação provoque danos à saúde.

Esse mito surgiu á anos e anos atrás, quando os escravos só podiam tomar leite, que era um dos ingredientes mais empregados em suas alimentações. Já as mangas

como eram frutas originárias da índia, eram consideradas nobres e só podiam ser servidas as elites. Foi aí então que surgiu o famoso ‘’manga com leite faz mal.’’

Aqui em nossa revista científica na categoria saúde, temos inúmeros artigos interessantes e curiosos, como por exemplo:

  • Os benefícios do aleitamento materno exclusivo para o lactente e para a nutriz até o sexto mês.
  • As contribuições do Pilates para a qualidade de vida dos idosos.
  • Síndrome do desconforto respiratório agudo: definição de Berlim e ventilação protetiva.
  • Depressão pós-parto: o papel do enfermeiro durante o pré-natal.

Artigos Científicos são só para aqueles que estão fazendo pesquisas, alunos ou acadêmicos?

A melhor parte disso tudo é que você pode estar se formando do colégio, se formando da faculdade, apenas com vontade de ler, pode ser mais novo ou mais velho, pode trabalhar na área de saúde e querer ler algo sobre a área de exatas. Um artigo cientifico não tem restrições com idade nem é categórico. Sabendo disso, basta simplesmente repassar informações verdadeiras e comprovadas cientificamente.

Como confiar que os Artigos Científicos são realmente Científicos?

A revista científica núcleo do conhecimento garante que os artigos postados aqui sejam antes avaliados por doutores fluentes e formados na área do assunto. Doutores que também foram avaliados por outros, que tiveram uma banca construindo e avaliando o material. São várias cabeças investigando e construindo para que um autor se encontre naquele conhecimento e tenha como base informações reais. Doutores competentes e que não deixarão com que o artigo que você leia provenha de informações falsas.

Vale a pena optar por ler os Artigos Científicos?

É fácil. Se faça a seguinte pergunta: vale a pena ter uma informação válida? Vale a pena esclarecer sua duvida com uma resposta cientificamente comprovada? Vale a pena ter a certeza de que o que procura não te faça sentir que ainda precisa dar uma olhadinha em outros sites?  Se essa facilidade existe e é de fácil acesso, então sim, optar por ler artigos científicos vale muito pena!

Como tornar o entendimento de um artigo científico menos difícil?

artigos cientificosDesde muito cedo são poucas as crianças que são ou foram estimuladas a lerem, consequentemente essa falta de estimulação, causa a dificuldade em interpretações de textos. Quando grandes, esse abito tende á aumentar. A todo momento você é obrigado a ler, desde uma mensagem no celular, placas na rua, jornais e entre outros.

Em algum momento da sua vida você vai se sentir na necessidade de esclarecer alguma dúvida na internet que contribua ou te ajude em algo. Para um artigo científico tornar-se uma leitura agradável em sua vida é necessário criar o abito da leitura. Logo após isso, você pode procurar sobre temas curiosos e que te chamem a atenção. Com o passar do tempo você estará lendo dois ou mais artigos por dia.

Quer uma dica? Faça suas escolhas se baseando no que é melhor para você.

Sabemos que criar o hábito da leitura é algo que se conquista pouco a pouco. É muito comum e normal estar familiarizado com outras fontes de informações e tipos de leitura, porém, posso afirmar que quando esse hábito se tornar seu melhor amigo, irá se surpreender de como é agradável e acima de tudo, frutífero. Vai perceber que ter optado por um artigo científico te proporcionou muito além do que imaginou. Você não terá apenas uma expansão de novas ideias, como também crescimento pessoal e profissional.

Risque de vez a ideia de que artigos científicos são chatos e monótonos. Experimente coloca-los em suas preferências de leituras, são informações de qualidade e valor.

O que uma falsa informação causaria?

As informações vindas de blogs, sites que não tem uma fonte ou fundamentos específicos, podem trazer um conhecimento errado. O que pode gerar um prejuízo enorme para a sociedade e para o indivíduo. O cuidado com a fonte que você está lendo é fundamental para que seu conhecimento e o conhecimento que você deseja que chegue ao outro, tenha uma fonte sólida. Você precisa ficar atento com o tipo de informação que tem em mãos, porque uma vez que repassada errada, a próxima pessoa que a ler ou ouvi-la repassará da mesma forma.

É necessário pagar para ler os Artigos Científicos?

Antigamente a produção de um artigo científico envolvia uma série de questões burocráticas. A impressão, a dificuldade da informação em chegar até o leitor. Tudo isso foi quebrado através da tecnologia. Hoje os artigos são produzidos através de uma velocidade muito rápida. A partir do momento em que ele segue um padrão, é analisado e aceito, logo ele está na rede disponível para todo tipo de público sem custo algum.

Quanto vale o seu conhecimento?

Sempre ouvimos dizer que as únicas coisas que realmente pertencem a nós mesmos e ninguém é capaz de tirar, são os momentos e o nosso conhecimento. O conhecimento não é ideia que se vai com o tempo, os momentos em que se permitiu a buscar algo frutífero, apesar de não voltar, tem o poder de enriquecer. Rico de objetivo, rico de informação, rico de aprendizagem, rico até de imaginação. Não se adquire do nada e em segundos se vai, depois de conquistado se torna amigável e fica normal a vontade de querer saber mais. Ele te presenteia sem que perceba, olhares de admiração.

Uma pessoa inteligente conquista muita gente, conhecimento é presente sem custo. Você pode se presentear todos os dias, não é preciso nem sair para muito longe. Quer saber de uma coisa? Se entendeu a importância de ler um artigo, acabou de se presentear. É possível repassa-lo e ainda telo. Ele é a chave para um mundo melhor, para novas oportunidades. Assim como colírio, o conhecimento é capaz de desembaçar a sua visão, te refazendo com novos olhos, enxergando novas perspectivas e com outra interpretação.

Conhecimento é a mãe da inteligência. Se doa por inteira, para o rico, para o pobre, velho e o novo, homem ou mulher. Conhecimento é para quem quiser, para quem está disposto, é ferramenta valiosa, e olha só, ninguém lhe rouba e nem te tira seja qual for o esforço.

Quanto vale garantir que o que esteja lendo e repassando seja algo verdadeiro para si e para outros? Quanto vale a certeza de algo concreto?

Pode parecer que uma coisa tão pequena não seja tão influenciadora, mas pense: você não procura pelo pior médico para se consultar, não busca qualquer profissional, você quer o melhor! E se você tem acesso ao melhor é previsível que opte por ele. Trate a informação da mesma forma. Busque sempre em artigos científicos, pois são eles quem te trarão bases sólidas para construir o seu conhecimento e construir o conhecimento que você está planejando colocar no papel.

Existe apenas um tipo de Artigo Científico?

Não!!! Existem muitos tipos de artigos científicos, veja abaixo alguns deles:

Vale lembrar que os tipos de artigos colocados acima não são os únicos, existem vários outros deles. Cada tipo de artigo se refere a algum tipo de assunto. Para cada um deles o padrão que deverá seguir é diferente.

Aqui está um Vídeo que poderá te explicar melhor e com mais clareza os tipos de artigos científicos:

Consigo acessar aos artigos científicos sem o uso de internet?

Já se pegou impaciente por ter que estudar para uma prova que será aplicada semana que vem, e você ainda não tem total noção do assunto? Isso ocorre quase sempre, não é? Todo tempo é sagrado e há aqueles que estudam em qualquer intervalo de pouco tempo que tenha. Uns no horário de almoço ou café do trabalho, outros no ônibus a caminho da faculdade, no intervalo de aula, nas trocas de professores, 5 minutos antes de ir dormir, enfim… O problema é quando se está em um desses lugares e sem conexão com a internet. Como acessar a revista cientifica sem conexão com a internet?

Pensando em toda essa dificuldade, pensamos que você poderia começar a baixar esses artigos em PDF. Então em casos como esses, que estão sujeitos a acontecerem a todo momento, a opção de baixar o artigo já é válida.

Caso você ainda não saiba baixar artigo, aqui está um vídeo explicativo passo a passo de como fazer o Download dos artigos científicos em PDF:

 

Artigos científicos nos trás quais tipos de conhecimento?

Existem inúmeros tipos de artigos científicos, você não precisa necessariamente pesquisar só por um deles. Está livre para procurar qualquer tipo de informação em qualquer área, seja ela humanas, exatas, biológicas. Você tem a chance de se encontrar em muitos artigos com vários tipos de abordagens. Um dos benefícios de ler um artigo científico é que você tem a chance de se informar melhor sobre muitos assuntos.

O artigo científico é uma fonte totalmente eficácia e confiável para sua pesquisa. Nela contém verdades que não te trarão dores de cabeça futuramente. Não precisará ter dúvidas se a fonte em que pesquisou é realmente a verdadeira e nem estará repassando informações incorretas!

Opte sempre por uma revista científica, por informações comprovadas e verdadeiras. Expanda seu conhecimento com fatos!

Por que Ler Artigos Científicos?
5 (100%) 15 vote[s]
Como publicar Artigo Científico

Dúvidas? Sugestões? Deixe seu Comentário!

Digite seu comentário!
Informe seu Nome aqui