Por que transformar seu TCC em Artigo Científico?

O artigo científico hoje, é divulgado e publicado da maneira certa, pois serve como base de informação de pesquisa sobre uma comunidade global. Nada mais justo do que você depois de tanto esforço para fazer o seu TCC ter o direito de sintetizar esse conhecimento para que as outras pessoas possam ler.

Outra coisa, é muito mais fácil ler um artigo científico de 15 páginas, 10 páginas, do que um TCC de 40 ou 70 páginas.

Então artigos científicos em seu formato sintetizado sobre a sua pesquisa de trabalho de conclusão de curso vão servir para que você possa deixar um legado na academia.

A segunda resposta do por que transformar em artigos científicos seu TCC é: trata-se de uma forma de efetivar a sua contribuição social e científica, pois, a partir do momento que você sintetiza esse conhecimento, você dá acesso para outras pessoas lerem o seu material, bem como possibilita que elas saibam mais sobre a sua pesquisa, isso é considerado uma enorme contribuição social.

Em termos de contribuição acadêmica, seu artigo vai servir para que outros pesquisadores que estejam investigando o mesmo tema ou que venham antes e que venham depois de você utilizem o seu material como base, então ele serve, também, como contribuição acadêmica.

Por fim, como prometi um vídeo mais rápido, qual dica eu possa dar para você que já decidiu publicar o TCC ou transformar o TCC em um artigo científico?

Para você que deseja ter visibilidade profissional e acadêmica, isso vale tanto para quem trabalha de forma mais autônoma, quanto para quem está numa empresa, gostaria de dizer que se você desenvolve, se você publica um artigo científico, é sinal que você torna-se o detentor, ou, demonstra que você detém aquele determinado conhecimento, além do mais, muitas provas de ingresso de mestrado e doutorado já contabilizam a produção científica como parte da pontuação.

Então, quanto mais você publica, mais visibilidade acadêmica e profissional você tem. No caso de concursos públicos, carreiras públicas e instituições privadas a produção científica já está contando como pontuação e em alguns casos até como forma de se obter uma melhor remuneração.

Agora que já falamos com vocês sobre a importância de se transformar qualquer tipo de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) em artigo acadêmico, gostaria de comentar um pouquinho sobre os caminhos que você pode seguir para isso. Uma vez que você já tenha encerrado o TCC, é um desperdício muito grande que a pesquisa seja abandonada e/ou esquecida dentro dos arquivos da universidade.

Assim, as muitas horas que você se dedicou para ler e escrever precisam ter valido a pena, então, nesse sentido indicamos que você transforme o seu TCC em um artigo acadêmico, assim, nesse momento, você pode aproveitar para acrescentar ideias que não foram tão exploradas antes de forma mais específica, uma vez que cada tópico do seu artigo pode se transformar em um artigo diferente.

Essa ideia é uma forma de validar e divulgar o seu trabalho de forma mais ampla, contudo, muitas das pessoas que defendem o seu TCC acreditam que essa transformação do trabalho em um artigo é uma tarefa muito pesada e difícil, uma vez que cada revista científica possui as suas próprias regras de diagramação e formatação de textos. Essa tarefa não é tão difícil como parece, uma vez que ela pode ser feita de forma prática ao se seguir algumas dicas e técnicas, bem como determinadas ferramentas.

Adaptar seu TCC nas Normas do Artigo Científico

A primeira coisa que você precisa fazer após aceitar transformar o seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) em um artigo científico é o enxugamento de sua estrutura, uma vez que ele é um trabalho menor do que o TCC, não podendo ultrapassar a margem de 20 páginas.

É importante dizer aqui que a base de um TCC segue a seguinte estrutura: capa, folha de rosto, folha de aprovação, resumo, introdução, desenvolvimento em vários capítulos (contexto, fundamentação teórica, metodologia e análise), conclusão e referências bibliográficas, entretanto, os artigos científicos, por sua vez, precisam ser mais breves, pois o seu principal objetivo é apresentar, de forma rápida, uma pesquisa em andamento ou já concluída, então, é exigido que para que um artigo seja publicado a sua extensão seja menor do que qualquer uma das modalidades de TCC maiores (Monografia, Dissertação de Mestrado e/ou Tese de Doutorado).

Antes de apontarmos alguns passos que você pode seguir para transformar o seu Trabalho de Conclusão de Curso em um artigo é necessário que você saiba o que é, de fato, um TCC, uma Monografia e um Artigo Científico. TCC é a abreviação de Trabalho de Conclusão de Curso e aplica-se, principalmente, para estudantes universitários. Ao terminar o curso, seja de graduação ou pós-graduação, o aluno deve apresentar um trabalho de conclusão de forma a utilizar todos os conhecimentos adquiridos durante o curso.

Assim, o TCC poderá ser feito das seguintes formas: monografia, um artigo cientifico, uma tese para cursos de doutorado, um relatório de estágio ou uma dissertação no caso de cursos de mestrado. O tipo de TCC a ser produzido, executado e defendido vai depender, exclusivamente, do curso e da instituição.

O que é monografia?

A monografia é um trabalho escrito sobre os resultados de uma pesquisa focalizada em um tema único. Geralmente, apresenta a delimitação de um campo de atuação da área ou um recorte de uma realidade. Além disso, a monografia deve seguir um formato e uma estrutura lógica apresentando dados sobre a hipótese criada, a metodologia desenvolvida e os resultados da pesquisa, assim como precisa de um problema de pesquisa norteador.

Já o artigo científico é um trabalho que deve ser apresentado de forma sucinta e objetiva. Ele ainda pode ser resultado de uma pesquisa independente ou um desenvolvimento acadêmico.

O artigo é separado em “acadêmico” e “não acadêmico”. No formato acadêmico deve obedecer aos critérios de pesquisa para sua elaboração e apresentação. Não sendo acadêmico pode ser uma publicação destinada a órgãos ou revistas especializadas em determinado assunto, geralmente, eles possuem regras que variam de acordo com o órgão e/ou revista.

Feito isso, podemos, finalmente, conversarmos sobre as etapas que norteiam essa transformação do TCC em artigo. O primeiro passo para a realização dessa transformação da estrutura já pronta em algo menor, é a releitura da sua Monografia. Nessa releitura é importante que você grife tudo que pode ser cortado sem grandes perdas para o entendimento integral do texto.

Caso você esteja pensando em transformar a sua Dissertação de um Mestrado e/ou uma Tese de Doutorado em um artigo, pode ser um pouco mais difícil devido a sua extensão, contudo, não é possível, apenas é necessária uma leitura mais atenta e detalhada.

A próxima etapa depois do enxugamento da estrutura é a determinação do que é importante para se trazer nesse artigo em específico, uma vez que você pode transformar o seu TCC em vários artigos. O ranqueamento do que é importante para o tema do artigo pode ser uma tarefa complexa, assim, o primeiro passo para começar a escrever o artigo é uma marcação do que é essencial e importante, mas que pode ser aproveitado em um outro trabalho, assim, trata-se de grifos para se eliminar o que é dispensável neste momento.

No entanto, essa tarefa irá, em geral, exigir algumas releituras do seu trabalho inteiro, bem como recomendo que você utilize um sistema inteligente de diferenciação do que deve ser trazido e/ou descartado neste artigo em específico, assim marcações com cores diferentes podem te ajudar bastante nesta etapa. Uma vez que houve a coleta dos dados relevantes e/ou descartáveis, é possível seguir para a próxima fase.

O próximo passo é a cópia de todas as informações que você grifou como relevantes para este artigo, uma vez que são consideradas partes essenciais para que haja a compreensão integral da ideia do seu Trabalho de Conclusão de Curso. Esse texto virará uma espécie de esqueleto para a sua versão final, entretanto, você irá precisar fazer revisões posteriores para melhorá-lo em termos gramaticais, bem como em termos de coerência textual.

Não pode faltar!

Não se esqueça, também, de sempre trazer as referências que você desejar utilizar em seu artigo, para que você não seja acusado de plágio. Então é muito importante que você já vá fazendo as citações devidas para não ter que voltar ao texto, ao final do trabalho, apenas para corrigir as citações.

Quando você trouxer algum tipo de texto base, ou seja, aquelas ideias que não são suas, mas você as citou, lembre-se de anotar onde estavam para que o trabalho de citação nesse novo artigo seja feito de forma mais eficaz. Executando este procedimento você irá se lembrar com mais facilidade onde você precisará contextualizar melhor para que o texto não fique com lacunas.

Chegamos agora no momento em que é preciso, de fato, reescrever o Trabalho de Conclusão de Curso de forma mais enxugada. Sobre isso, gostaria de dizer que, as informações que você marcará como importantes, mas que deverão ser readaptadas, serão, em geral, aquelas que irão contextualizar os dados, as argumentações e as conclusões da sua pesquisa estendida.

Volte a essas informações sempre que necessário durante a reescrita, pois, esse esqueleto, quando estiver completo, poderá te nortear nesse processo de coleta de informações.

Pontos importantes!

Preste atenção nessas informações fornecidas pelo esqueleto do seu trabalho para que você evite repetir ideias e reflexões já citadas anteriormente, pois assim o seu texto fica mais rico e amplo, bem como não fica cansativo.

Uma dica que gosto de dar para ajudar nesse processo de redução do tamanho do texto é: preste atenção no tipo de informações que você possui e as distribua nos capítulos necessários em um artigo científico, pois, dessa forma, você evitará repetir ideias já desenvolvidas e exploradas, recomendo que você utilize uma dada informação apenas uma vez para que o seu texto seja algo criativo, inovador e livre da técnica do autoplágio.

Não se esqueça de ficar atento, também, às citações que não contribuem para este atual trabalho. Se você conseguir transformar algumas das citações diretas (aquelas mais longas) em citações indiretas (aquelas menores, que você utiliza aspas) seria muito interessante para o seu trabalho, uma vez que o artigo tem uma menor quantidade de páginas, assim, faça pequenos cortes, contudo, não se esqueça de verificar se o sentido não se perderá com determinado tipo de corte.

Gosto de dar essa dica de reduzir e cortar, mas pense com cuidado sobre o que você está retirando do texto e, posteriormente, não se esqueça de verificar se, com esse recorte, o texto ainda se mantém coeso e coerente, caso a resposta seja negativa, refaça esse procedimento de forma que o sentido não seja, jamais, comprometido. É muito importante que o artigo científico seja compreensível da mesma forma que o seu Trabalho de Conclusão de Curso. Não se esqueça, então, de sempre reler o trabalho para essa verificação da coesão e da coerência que são elementos essenciais para que um texto seja considerado publicável.

Sobre o processo de finalização do texto é interessante que você saiba que para que a sua pesquisa seja transformada em artigo, é necessário que ela passe por mais uma revisão, ou seja, você precisará reler, mais uma vez, o seu trabalho, porém, o foco dessa nova leitura terá como objetivo a procura por inconsistências em partes do texto que deixaram de fazer sentido, ou seja, você deverá consertar esses recortes que perderam o seu sentido, assim como precisará restaurar a organização do seu trabalho. Trata-se de um processo mais cuidadoso, então será feito de uma forma mais efetiva por um leitor externo, dessa forma, eu recomendo que você convide um amigo, um professor e/ou o seu orientador para fazer essa revisão para você.

Não se esqueça de anotar todas as partes que eles apontarem como confusas e/ou incompletas.

É a hora certa para se corrigir aqueles pequenos errinhos que passam em branco por conta do cansaço e da exaustão.

Então, transformar seu TCC no artigo científico publicado, com certeza trará muitos benefícios. Isso serve não só para um TCC, as dicas podem ser, também, aplicadas para você que fez uma monografia, uma dissertação de mestrado, uma tese de doutorado ou até mesmo para quem está no mundo da pós-graduação Stricto Sensu.

Não se prive disso, aplique todo o seu conhecimento científico adquirido na produção de um novo artigo científico.

Está ok? Um abraço e até a próxima!


Download Por que transformar seu TCC em Artigo Científico?


5 (100%) 8 vote[s]
Como publicar Artigo Científico

Dúvidas? Sugestões? Deixe seu Comentário!

Digite seu comentário!
Informe seu Nome aqui