Publicar Artigo Cien

Você precisa desenvolver o seu pensamento crítico? Como desenvolver o seu pensamento crítico?

Avalie!

Em nosso post de hoje iremos discutir a respeito de uma habilidade que é de suma importância a toda e qualquer pessoa, principalmente aos pesquisadores. Estamos falando do pensamento crítico.

A pauta de hoje se deu em virtude do fato de que discutimos bastante sobre a importância do pensamento crítico e sobre os mecanismos que existem para te ajudar a desenvolvê-lo, o que fez com que muitos começassem a se questionar a respeito desse assunto. Por esse motivo, hoje, focaremos em tentar esclarecer melhor suas dúvidas a respeito deste assunto.

Você sabe o que é o pensamento crítico? Compreende a importância dele para sua vida e sabe quais são os meios para que possa desenvolvê-lo? Essas são algumas das questões que serão esclarecidas ao longo desta conversa.

Assim, a primeira coisa que deve ficar muito clara nesta discussão é justamente os pontos que podem qualificar o pensamento como crítico. Desse modo, daremos início a essa conversa explicando o que é o pensamento crítico.

A crítica vazia e o pensamento crítico

Quando falamos a respeito do pensamento crítico, não estamos nos referindo a aquelas pessoas “chatas” que apenas fazem críticas vazias e superficiais para julgarem os outros ao seu entorno. Há uma diferença entre a crítica por si só e o pensamento crítico que é convertido em ciência.

A crítica vazia e o pensamento crítico

As pessoas que fazem críticas vazias a todo o momento apenas se preocupam em apontar que algo “não presta”, enquanto as pessoas que apresentam um pensamento crítico estão mais preocupadas em entender o porquê das coisas.

Dessa forma, é importante que você entenda que o pensamento crítico nada mais é do que aquele tipo de reflexão que nos torna capaz de questionar e refletir a respeito das mais diversas questões.

A pessoa que está preocupada em desenvolver esse tipo de pensamento busca entender o porquê dos problemas e fenômenos que as circunda. Tece críticas a partir da observação de todas as situações cotidianas que afetam a sua rotina.

O ato de questionar

Como enfatizamos, um dos objetivos do pensamento crítico é o questionamento, porém, não se trata de qualquer tipo de questionamento, mas sim àquele tipo que nos faz refletir e que nos permite compreender com muita clareza as informações com as quais temos contato no dia-a-dia.

O ato de questionar

É a partir dessas informações que pensamos e refutamos aquilo que lemos e ouvimos, não apenas no cenário acadêmico.

Pensemos em um exemplo prático que é muito corriqueiro. Suponhamos que uma certa pessoa tenha lhe questionado sobre a religião.

Para que você possa se posicionar sobre esta questão de forma crítica (não aquela vazia), é preciso que tire um tempo para refletir sobre isto. É crucial que você entenda o que a pessoa está falando e o seu ponto de vista antes de tomar um partido. Isto é essencial para que consiga pensar e refutar sobre aquilo que lhe é questionado.

Devo argumentar sempre?

É crucial que argumentemos apenas sobre aquilo que conhecemos, pois, ao contrário, somente seremos capazes de tecermos críticas vazias e superficiais. O principal desafio nesse exercício da argumentação é criar mecanismos que permitam se posicionar de uma maneira mais coerente. Pensemos novamente no exemplo da religião. Suponhamos que uma pessoa queira impor a você uma certa religião.

Devo argumentar sempre

Para tentar te convencer do porquê você deve seguir aquela religião ela irá apresentar uma série de argumentos, porém, cabe a você decidir se vai aceitar acreditar no que lhe foi apresentado sem questionar ou se vai buscar por conhecimento para tentar compreender melhor a respeito do assunto antes de tomar uma decisão.

Nesse contexto, o pensamento crítico é essencial para que você não acabe se colocando em uma situação com a qual você talvez nem sequer concorde ou se identifique.

Além disso, algumas pessoas têm um local de fala sobre um dado assunto. Você pode recorrer a elas (por meio de textos, inclusive) para aprender um pouco mais sobre uma questão que lhe afeta.

A importância do local de fala

A partir dos argumentos que uma pessoa apresenta para nos convencer de alguma coisa, podemos perceber que cada uma delas estão ligadas a um local de fala. O local de fala nada mais é do que o assunto com o qual podemos falar com naturalidade, pois conhecemos, seja porque vivenciamos a situação, seja porque estudamos ela com afinco.

Nesse contexto, o pensamento crítico exerce um papel fundamental no dia a dia de uma pessoa, porque mesmo diante de um sujeito com local de fala, saberá se aquilo que ele está falando serve ou não para a pessoa que escuta.

A pessoa que tem pensamento crítico irá se questionar sobre as bases das quais parte o indivíduo que tenta convencê-la de uma dada questão. Questiona-se sobre a origem dessas bases e sobre o que aquele que argumenta pretende com esta retórica específica. Nesse sentido, o pensamento crítico também está ligado à capacidade argumentativa de um sujeito.

Qual a importância da argumentação?

Para que você seja capaz de tomar decisões mais assertivas, é de suma importância que seja capaz de argumentar. Contudo, para isto, primeiramente, é preciso desenvolver aquilo que estamos chamando de pensamento crítico.

Ele permite que você possa construir argumentos e defender pontos de vista de uma maneira mais lógica e racional, porém, sem recair naquelas críticas vazias e sem base nenhuma.

Entretanto, também é importante ressaltar que todos os argumentos construídos por meio do pensamento crítico são sempre influenciados por alguma base de conhecimento já existente.

As bases de conhecimento

Como dissemos, todo e qualquer pensamento é influenciado de alguma forma por uma base de conhecimento preexistente. Essas bases fornecem mecanismos para que construamos os nossos valores, crenças, ideologias, perspectivas etc.

As bases de conhecimento

O local no qual somos criados e, na verdade, os espaços sociais como um todo dão forma às bases que criam esses valores, crenças e ideologias.

Todas essas questões influenciam na nossa forma de construção de pensamento crítico. Dessa forma, é importante que pensemos um pouco mais sobre as influências dos meios sociais na construção da nossa argumentação.

As influências sociais na construção da argumentação

A nossa argumentação é influenciada pelas bases que dão forma às nossas crenças, valores e ideologias. Digamos que uma certa pessoa venha da periferia. Lá, a cultura é construída e manifestada de uma forma específica àquele meio.

Essa pessoa crescerá ouvindo músicas de um gênero específico àquela comunidade, bem como praticará esportes igualmente específicos àquela região. O pensamento dessa pessoa será construído com base nessas especificidades da comunidade na qual reside.

Nesse sentido, a pessoa que cresce em outro tipo de contexto, com outras influências, construirá os seus argumentos de uma forma completamente diferente, visto que as suas bases são outras.

Essa pessoa pode crescer ouvindo músicas clássicas, viajando pelo mundo, fazendo cursos de idioma diversos, tendo contato com múltiplas atividades intelectuais, dentre outros tipos de situações que são inerentes à condições de vida de uma classe específica.

A ação das influências sociais no pensamento crítico

Quanto mais contato uma pessoa tem com as atividades intelectuais, maior será a sua capacidade argumentativa, porém, não significa que a pessoa em situação de vulnerabilidade não é capaz de argumentar.

Ela o fará, porém, as bases que utilizará para a construção de seus argumentos serão outras. É o próprio meio social o principal responsável pela determinação de certos comportamentos para cada classe social.

Esses comportamentos, por sua vez, acabam se refletindo na construção do pensamento crítico e, consequentemente, aparecem na própria argumentação de um indivíduo. Há comportamentos que em um certo meio são muito bem aceitos, já em outros, são completamente refutados.

São esses meios que transformam o indivíduo e toda a sua capacidade crítica!

Nesse sentido, o processo de construção do pensamento tem como herança todas as influências familiares e sociais.

Como saber se estou conseguindo desenvolver o pensamento crítico?

Muitos se questionam sobre como é possível saber se estão conseguindo desenvolver o seu pensamento crítico no cotidiano. O principal aspecto que você deve levar em consideração é se tem conseguido encontrar respostas para os porquês que envolvem um dado assunto.

É possível mensurar a qualidade da sua argumentação a partir da análise da qualidade dos seus argumentos. Se eles estão sendo facilmente refutados, significa que a sua crítica precisa ser lapidada.

O pensamento ideológico, político, cultural é de suma importância, porém, é preciso que você saiba como trabalhar com ele em diversos contextos, sobretudo no âmbito da ciência, que tem como princípio basilar a neutralidade e imparcialidade na construção da argumentação.

Nesse contexto, também é primordial que você saiba que o local de fala de uma pessoa pode não ser o mesmo de uma outra pessoa, pois, como vimos, há múltiplas influências refletidas nesse processo. Logo, é necessário compreendê-lo.

A importância da compreensão do local de fala

Muitos se perguntam sobre o porquê de ser necessário o desenvolvimento do pensamento crítico, mas a verdade é que existe uma série de benefícios em lapidar as nossas críticas.   Uma pessoa que possui um pensamento bem articulado, consegue construir argumentos com mais qualidade, entretanto, essa não é a única coisa que deve ser levada em consideração.

O pensamento crítico também permite que as pessoas compreendam melhor qual é o seu local de fala e qual é o local de fala das outras pessoas. Assim, a partir do momento em que entendemos o local de fala daquele com quem estamos interagindo, passamos a ter um maior entendimento a respeito da base de conhecimento na qual os seus argumentos estão apoiados e, desse modo, conseguimos direcionar os nossos próprios argumentos de uma melhor forma.

Entretanto, mesmo que isso nos ajude a compreender melhor como uma pessoa pensa, nem sempre iremos concordar com argumentos vindos de um local de fala diferente do nosso. Dessa forma, mesmo que tenhamos críticas a fazer a respeito de um assunto elas não podem ser vazias, pois, ao contrário, serão facilmente refutadas.

Logo, a fim de que as nossas críticas sejam mais efetivas, é preciso que levemos em consideração o local de fala a qual o nosso interlocutor pertence e o porquê de isso fazer com que ele se posicione daquela forma específica. Quando temos isso em mente, conseguimos construir argumentos mais sólidos, o que pode fazer, inclusive, com que o interlocutor pense sobre a questão de uma outra maneira.

A influência do pensamento crítico nas relações

São muito comuns os casos de pessoas que, em um mesmo grupo social ou, ainda, em grupos sociais distintos, possuem pontos de vista muito diferentes em virtude de suas bases, isto é, das suas influências.

Entretanto, quando se tem o pensamento crítico, ainda que estes sujeitos não aceitem passivamente qualquer argumento, eles buscam refletir sobre o que escutaram para se posicionar quanto a isto.

Dessa forma, o pensamento crítico não faz com que as pessoas entrem em um conflito que não pode ser resolvido, pelo contrário, ele traz lucidez, uma vez que diversas nuances relacionadas a uma mesma situação podem ser compreendidas.

Esses tipos de sujeitos têm crenças, valores e ideias muito distintas em virtude da sua criação e do meio no qual vivem. Contudo, o curioso é que, quando se tem um pensamento crítico, mesmo sendo pessoas tão diferentes, estas são capazes de conviver e lidar com todas as diferenças.

A importância do pensamento crítico para que a convivência seja boa

A partir do momento em que passamos a entender o local de fala de uma dada pessoa, conseguimos, mesmo que tenhamos uma postura muito diferente, conviver com a diferença, o que é de suma importância para que haja paz social nas mais diversas áreas da sociedade.

Um exemplo que podemos citar é as pessoas que convivem em um mesmo ambiente de trabalho. Elas são, de fato, conectadas em virtude dos objetivos e metas da empresa, porém, cada uma tem os seus próprios valores e perspectivas.

A importância do pensamento crítico para que a convivência seja boa

Dessa forma, se todas as pessoas envolvidas nesta relação forem capazes de pensar de forma crítica, compreenderão o local de fala de cada indivíduo, o que tornará a relação mais saudável para todos os envolvidos.

Logo, será estabelecido um acordo, porque entende-se que cada uma dessas pessoas tem um ponto de vista diferente, porém, todos podem contribuir. Sendo assim, é possível concluir que o pensamento é fundamental para as relações e, ainda, para o nosso desenvolvimento enquanto seres humanos.

Faculdade, um desafio na vida de um jovem!

Como tem sido a faculdade para o jovem atualmente
Você está com dificuldades para escolher um CURSO? Então vamos lá! Respire, reflita e leia este post para NÃO ERRAR!

É comum ter o artigo científico rejeitado?

Atenda à proposta da revista
Quando falamos que um artigo científico pode ser rejeitado, isso não significa que ele seja rejeitado por completo. CONFIRA!

Publicação científica – O que é registro DOI?

As tecnologias por detrás do número DOI
O número DOI nada mais é do que o “RG” de uma produção científica, garantindo a identificação e o acesso permanente a esse material!

Dúvidas? Sugestões? Deixe seu Comentário!

Digite seu comentário!
Informe seu Nome aqui