Resumo completo e expandido

0
5/5 - (3 votes)

Tipos de resumo e a importância de se conhecer sua estrutura

Olá, tudo bem? Em nossa conversa de hoje iremos discutir, novamente, sobre produções acadêmicas, porém, o nosso foco, hoje, não é no artigo científico em si, mas iremos conversar sobre uma das etapas essenciais que deve constar nos artigos. Trata-se dos resumos acadêmicos. Muitos podem pensar que ao ser proposta a realização de um resumo, basta compilar as principais informações de um texto. Esse é um equívoco, pois dentro da modalidade resumo científico há as mais diversas possibilidades para a sua confecção, como, por exemplo, o resumo simples e o resumo expandido. Um bom resumo é um dos fatores que fazem com que o seu artigo científico seja aprovado mais facilmente (embora existam outros cuidados que você precisa tomar também), e, dessa forma, quanto mais você dominar as regras estruturais, mais preciso e interessante será o seu resumo.

O que deve constar em um resumo?

Uma das primeiras coisas que você deve manter em mente quando um resumo é proposto é que a finalidade desse tipo de texto é a apresentação das informações principais que irão aparecer no seu trabalho ao longo dos capítulos. O resumo, além de ser uma etapa obrigatória, é uma forma de respeitar o seu leitor, pois você irá antecipar o que ele deve esperar com essa leitura. Nós, cientistas, bem sabemos que uma das maiores dificuldades da contemporaneidade é encontrar materiais sólidos, devido, sobretudo, ao fluxo intenso de informações com o qual temos que lidar diariamente, ou seja, ao digitar algumas palavras-chave nos deparamos com uma infinitude de novos materiais a cada dia disponibilizados na web. A fim de otimizar a coleta desses materiais, geralmente, um dos primeiros elementos analisados para o descarte ou inclusão desse trabalho é o resumo, pois como não dispomos de muito tempo para ler todos esses materiais, é o resumo quem nos auxilia nesse momento de coleta.

A exigência de resumos estruturadosA exigência de resumos estruturados

Em razão do intenso fluxo de informações, tem sido cada vez mais comum que os periódicos científicos e as instituições de ensino exijam dos alunos-pesquisadores a elaboração de um resumo estruturado quando submete um trabalho. Feitas essas considerações, podemos começar a compreender os elementos básicos que não podem ficar de fora de um resumo. Lembre-se, sempre, que o objetivo principal do resumo é apresentar, brevemente, o seu assunto, e, ainda, algumas etapas essenciais da pesquisa científica, como, por exemplo, descrições breves sobre a metodologia, os objetivos, a pergunta-problema e dizer o porquê dessa proposta ser interessante para a sociedade atual em que vivemos. Parta, sempre, do princípio de que da mesma forma que você precisa de bons resumos para incluir ou não um material em sua pesquisa, o leitor precisa de algo objetivo. Uma produção sua sempre será lida por outra pessoa, então faça para o outro o que espera desse outro.

O que é exigido em um resumo simples de um artigo?

Como vimos, todo artigo científico precisa de um resumo. Geralmente, há alguns requisitos básicos que serão avaliados neste resumo, como, por exemplo, a clareza dos objetivos, a justificativa e relevância da pesquisa, as hipóteses e aspectos metodológicos, além de ser importante a devida contextualização do tema. Contudo, existe uma quantidade mínima e máxima permitida para o desenvolvimento desse resumo. Geralmente ela varia de cento e cinquenta a trezentos e cinquenta palavras. Será necessário que você diferencia essas etapas em poucas palavras. Se você, no momento, está desenvolvendo uma dissertação ou uma tese, por exemplo, provavelmente estará seguindo um manual disponibilizado pela sua própria instituição. Lá há a quantidade ideal para a elaboração deste resumo. O mesmo vale para os periódicos científicos que desejam submeter uma proposta. Lá há as regras para o resumo.

Estrutura do resumoEstrutura do resumo

Embora um resumo tenha o objetivo de apresentar muito mais que o assunto, o ideal é que essas informações precisam ser escritas em um parágrafo único, sem qualquer tipo de espaçamento. Muitas pessoas, ao entenderem que o resumo precisa apresentar um compilado do trabalho a ser desenvolvido, acabam dividindo essas ideias em vários parágrafos. Tome cuidado com a estrutura. Na dúvida, escreva todas essas informações em um único parágrafo. Entretanto, existem algumas revistas e manuais voltados à elaboração de teses, dissertações e TCC que pedem que esse resumo seja estruturado na forma de tópicos. Você ainda terá que escrever todas essas informações em único parágrafo, porém você pode ir mencionando o que será escrito a seguir. Por exemplo, se você deseja escrever os objetivos, antes de começar a mencioná-los escreva a palavra objetivos, insira os dois pontos (:) e os apresente na sequência.

Posso descrever as etapas do resumo em qualquer ordem?

Esse é um fator que irá variar de acordo com cada instituição/periódico, assim como as demais normas, porém, existem casos em que nos próprios manuais da instituição ou nas normas para submissão das revistas, você pode encontrar essa ordem ideal. Além de ser algo obrigatório quando essa ordem é mencionada, ela é interessante pois obedece à uma sequência lógica, e, dessa forma, as informações a serem descritas acabam fazendo mais sentido para o seu leitor quando se segue essa ordem, concorda que não faz sentido começar o resumo com os resultados da pesquisa sem antes contextualizá-lo ao leitor? Preste atenção às normas, porque existem revistas e/ou instituições que preferem que você não mencione a palavra antes de apresentar a etapa relacionada a ela, porém, em ambas as possibilidades, mencionando os termos ou não, essas etapas precisarão aparecer ao longo do seu texto.

E quando não há normas sobre o resumo? O que fazer?

É comum que as revistas científicas especifiquem exatamente como desejam esse resumo, porém, por outro lado, isso não necessariamente equivale às instituições de ensino, sobretudo em seus manuais para trabalhos científicos. Elas tendem, então, a serem mais liberais quando comparadas a outras universidades. No caso dessas em que não há a discriminação acerca da estrutura desse resumo, nós indicamos que você converse com o seu orientador ou analise os trabalhos que ele já orientou para verificar com esse resumo é feito. Caso não haja uma homogeneidade entre eles, indicamos que você se atenha às trezentas e cinquenta palavras e que siga uma ordem que faça mais sentido ao seu leitor. Se colocar no lugar do leitor é essencial nesse processo. Lembre-se: quanto mais contextualizado ele estiver acerca do tema, mais fácil será a compreensão das outras etapas.

Conhecendo as etapas do resumo: o contexto

Um bom resumo sempre apresenta o contexto do tema a ser investigado. Lembre-se, sempre, o seu leitor nada sabe ou o que conhece é muito superficial. Dessa forma, a sua missão é introduzir, de forma rica e detalhada, esse tema ao leitor.  Por exemplo, se o seu tema é a relação do estresse com a falta de exercício, não fará sentido você discutir sobre essa relação sem antes dizer o que é o estresse, quais são as causas, a importância dos exercícios físicos, para finalmente, a relação entre os dois aspectos ficar clara ao seu leitor. Atenção: esses dados precisam ser científicos e de qualidade, ou seja, precisam embasar as suas afirmações. Dados atuais e importantes sobre a sociedade contemporânea também precisam ser brevemente demonstrados, pois essa é, inclusive, uma forma de se comprovar a relevância social do seu estudo para o mundo em que vivemos atualmente.

O problema de pesquisa e a justificativaO problema de pesquisa e a justificativa

A primeira coisa que você precisa ter em mente é que o problema de pesquisa é um dos primeiros elementos a serem definidos em um estudo científico. Sem ele você não consegue sair do mesmo lugar, ou seja, fica estagnado e a qualidade da pesquisa é comprometida, pois é o problema que te dará direções para definir objetivos, fazer um recorte do tema e chegar aos melhores materiais da sua literatura, a fim de discutir, cientificamente, sobre o assunto proposto. É esse problema que justifica a importância do seu trabalho para a sociedade atual em que vivemos, e, dessa forma, ele precisa ser escolhido de forma cuidadosa. Esteja atento às necessidades e demandas da sociedade no que compete a sua área e transforme esses anseios em possíveis soluções. Nem sempre você conseguirá resolver esse problema, mas abordá-lo e discuti-lo como base na literatura, com certeza será cobrado de você.

Os objetivos da pesquisa científica

Os objetivos também são essenciais para que uma pesquisa possa começar a ser desenvolvida e para que se tenha foco durante essa elaboração. É preciso que de forma muito clara e precisa, seja apresentado, ao leitor, tudo o que será feito para desenvolver a proposta. Geralmente, você possui tanto um objetivo geral quanto os passos necessários para se chegar ao objetivo geral, compreendidos como objetivos específicos, eles nada mais são do que as etapas ou caminhos essenciais para que o tema possa ser bem aprofundado. Como o resumo simples é mais curto, costuma-se mencionar o objetivo geral. Os específicos ficam para a introdução, devido ao pouco espaço que se tem para apresentar todas essas informações. Atenção: existem casos em que todos esses dados precisarão ser expostos em apenas cento e cinquenta palavras. Evitar expressões que se repetem ou dados que podem ser aproveitados em um momento exterior pode ajudar você a economizar espaço.

A metodologia científica

A metodologia científicaA metodologia científica é um dos aspectos que são analisados com mais rigor em todo e qualquer estudo científico. Ela propõe instrumentos tanto para pesquisas de caráter quantitativo quanto qualitativo, sendo possível, ainda, realizar pesquisas que fazem uso de mecanismos metodológicos das duas abordagens (quanti-quali). Mencionar a tipologia da pesquisa é essencial já nesse primeiro contato do leitor com o seu texto. Dizer qual é a metodologia é importante, também, porque uma revista, por exemplo, aceita determinados tipos de estudo para uma chamada específica. Caso a sua pesquisa não se encaixe nesse tipo, ela dificilmente será aprovada. Há, ainda, casos em que a banca da sua arguição de defesa espera um determinado tipo de estudo. Mencionar essa tipologia pode prever possíveis contratempos que poderiam ser evitados com a simples menção do tipo de estudo proposto.

Onde economizar e onde explorar mais em um resumo?

Todas as etapas são essenciais, porém algumas demandam mais explicações, dado o nível de cobrança delas. As mais rigorosas são, sem dúvida, a metodologia e os resultados ou achados da sua pesquisa. Nesse sentido, a nossa equipe recomenda que caso você esteja com dificuldades para adaptar o seu texto dentro da quantidade de palavras exigidas, elimine ou reduza trechos das primeiras etapas como da contextualização, dos objetivos e da justificativa. Eles, sem dúvida, precisam aparecer, mas tente fazer essa apresentação de forma mais concisa e rápida para que tenha espaço para se dedicar a metodologia e aos resultados que, geralmente, demandam mais palavras para serem apresentados de uma forma que não fique confusa para o leitor. Isso implica em discutirmos sobre como esses resultados ou achados devem aparecer no seu resumo.

Os resultados e como aparecem nos resumosOs resultados e como aparecem nos resumos

O último tópico de um resumo costuma ser os possíveis resultados que você encontrou com o tipo de estudo que se propôs a fazer. Assim sendo, é preciso que você, com muita clareza, antecipe, ao leitor, o que a literatura diz sobre o tema que está investigando. A partir dos resultados, o leitor compreende um pouco melhor se esse estudo irá servir, inclusive, como um material interessante para o embasamento da sua própria pesquisa, uma vez que os resultados apontam as principais considerações dos autores que serão melhores explorados nos demais capítulos do seu trabalho. Atenção: essas regras que apresentamos são válidas para os resumos simples. No caso de resumos expandidos, elas prevalecem, mas precisam ser adaptadas, como veremos a seguir. A principal diferença entre o resumo simples e o expandido é que não há limitação de palavras.

Vantagens do resumo expandido

Antes de finalizarmos a conversa de hoje é importante destacarmos as principais vantagens quando nos é proposto um resumo expandido. A principal delas, sem dúvida, é que não precisamos restringir o nosso resumo a trezentas e cinquenta palavras, mas atenha-se ao fato de que ainda estamos lidando com um resumo e que as pessoas olham o nosso resumo para otimizar o seu processo de coleta de dados, assim sendo, um resumo muito longo dificilmente irá captar a sua atenção. O ideal é termos um equilíbrio: aproveite esse espaço a mais que existe para apresentarmos os principais dados que serão aprofundados ao longo dos capítulos, mas não deixe o seu texto demasiado longo, pois isso cansará o seu leitor e o resumo não cumprirá para com o seu principal objetivo, pois o leitor perderá o foco devido ao resumo não ser tão preciso e objetivo, como é esperado nesse tipo de produção.

Como publicar Artigo Científico

Dúvidas? Sugestões? Deixe seu Comentário!

Digite seu comentário!
Informe seu Nome aqui