Quais as diferenças entre resumo, resumo expandido e introdução?

0
5/5 - (4 votes)

O que você deve saber sobre os diversos tipos de materiais científicos? Há diferenças entre os tipos de resumo?

Olá, tudo bem? Em nosso post de hoje iremos discutir sobre uma questão de vital importância. Como sempre destacamos em nossas discussões, um material científico, para que seja aprovado, precisa atender a uma série de etapas. Dentre essas etapas, temos o resumo, resumo expandido e a introdução, mas afinal, há alguma diferença entre os tipos de resumo? A introdução é sempre feita da mesma forma? É sobre essas variáveis que iremos discutir ao longo do post de hoje. Para que entendamos essas questões, é preciso esclarecer as diferenças vitais entre o resumo comum e o expandido. Embora não seja algo novo, muitos ainda têm dúvidas quanto à elaboração dos dois tipos de resumo, sendo que esses são solicitados em casos específicos. É comum, por exemplo, que, em eventos científicos, por ora requisite-se um resumo comum ou expandido. Dito isso, precisamos esclarecer as diferenças e as variáveis envolvidas no processo.

Afinal, quais são as diferenças entre os três formatos de materiais?Afinal, quais são as diferenças entre os três formatos de materiais?

A primeira coisa que você deve manter em mente é que o resumo sempre estará ligado ao resumo, literalmente, de alguma coisa. Suponhamos que você tenha escrito um dado material. As informações gerais sobre esse texto elaborado correspondem ao resumo do seu estudo. Se você leu um livro, a compilação das informações gerais sobre a obra é, também, parte de um resumo. Quando começamos a ler um artigo, o primeiro elemento com o qual temos contato é justamente com o resumo dessa obra. O resumo atua como uma sinopse acerca de um conteúdo lido. Se você tiver que fazer o resumo do conteúdo de um livro, a primeira coisa a ser feita é a reunião dos elementos principais dessa obra. Os resumos exigidos aos trabalhos acadêmicos possuem algumas características próprias. Além disso, é importante que você saiba que esses resumos não costumam ultrapassar trezentas e cinquenta palavras.

A quantidade de páginas de um resumo?

Na verdade, um resumo nunca ultrapassa uma página, pois há que se respeitar o limite de palavras que mencionamos. As trezentas e cinquenta palavras costumam equivaler, aproximadamente, à meia página. Há casos em que essa quantidade é ainda menor, porém, é uma questão que irá depender das normas da revista ou instituição. O resumo expandido, por sua vez, embora se assemelhe, de alguma forma, ao resumo simples, tem algumas características próprias. A primeira diferença entre os dois tipos de resumos, é que o resumo expandido pode ultrapassar esta quantidade de palavras e páginas que mencionamos. A média é que esse resumo expandido tenha mil e oitocentas palavras. Dito isso, podemos afirmar que esse resumo é, de fato, maior, porém, ambas as propostas têm o intuito de resumir certas informações. É fundamental que você se atenha a finalidade primordial, que é a compilação de certos dados.

A finalidade de um resumo e de uma introdução

Seja esse resumo simples ou expandido, a finalidade é a mesma. O autor do resumo irá compilar esses dados gerais sobre um conteúdo lido. Os dois tipos de resumo antecipam ao leitor o que ele encontrará ao ler a obra até o fim. Assim, variam em termos de tamanho, mas a finalidade é a mesma. A introdução possui outra finalidade. É a partir dela que você começa a explorar os dados de seu estudo. Na introdução, demonstra-se o contexto de uma pesquisa, os objetivos, a pergunta de pesquisa, a metodologia, alguns conceitos principais, dentre outros aspectos. Na introdução, também deve ficar clara qual é a justificativa que assegura a relevância social de sua pesquisa ao leitor. Além disso, caso você esteja desenvolvendo uma dissertação de mestrado ou uma tese de doutorado, ao final dessa introdução, deverá apresentar, de maneira breve, algumas considerações sobre todos os capítulos de seu material a ser elaborado.

Como posso elaborar um resumo?Como posso elaborar um resumo?

Como temos demonstrado, há algumas diferenças entre os dois tipos de resumo e, além disso, eles não são feitos da mesma forma que uma introdução. A primeira coisa que você precisa saber sobre um resumo é que, no geral, cada instituição apresenta as suas próprias normas para que o material seja elaborado da maneira correta. Além disso, cada uma delas pode entender esse resumo de uma forma específica. Contudo, a maior parte dessas instituições e mesmo das revistas científicas exige, do autor, a elaboração de um resumo de maneira sistematizada. A sistematização desse conteúdo a ser desenvolvido ao longo de seu estudo inicia com a contextualização do tema. Como o espaço é pequeno, você terá, no máximo, duas linhas para apresentar essa introdução ao tema. Se o seu tema é a obesidade, poderá dizer que tem sido identificada como uma das piores epidemias em todo o globo basta para contextualizar.

A sistematização do conteúdo em um resumoA sistematização do conteúdo em um resumo

Como afirmamos, o processo é iniciado com a contextualização. Considerando o tema da obesidade, contextualize o tema nessas duas linhas. Na sequência, é necessário que você apresente ao leitor o problema de pesquisa com o qual irá trabalhar, o que implica mencionar a pergunta de pesquisa. Esta etapa não corresponde aos objetivos de pesquisa. São coisas diferentes, porém, você pode dizer que, com esse tema, objetiva-se investigar uma dada questão. Antes mesmo de mencionar o seu objetivo geral, a pergunta de pesquisa é de vital importância. O objetivo, portanto, está ligado à resposta que você busca para a pergunta de pesquisa em questão. Antes de tudo isso, apresente o contexto, o problema e a pergunta de pesquisa e, na sequência, o objetivo (ou os objetivos). Por fim, não se esqueça de apresentar a metodologia e os principais resultados do estudo. Tudo isso deve ser feito de maneira breve.

Atenha-se à quantidade de palavras

Todos os aspectos aqui mencionados não podem ser deixados de fora, porém, é primordial que você se atenha à quantidade de palavras permitidas. O mais indicado é que cada um desses tópicos sejam abordados a partir de poucas linhas. Uma ou duas para cada é o mais viável. A depender da metodologia que você deseja aplicar, este tópico pode exigir algumas linhas a mais. Em relação à estrutura, em ambos os tipos de resumos, as informações aparecem em um único parágrafo. Pode ser que os tópicos sejam mencionados e destacados em negrito. Também pode deixar implícito que se trata de um tópico sem mencionar o seu nome. Seguindo essa linha de raciocínio, sem dúvidas o seu resumo será elaborado sem nenhum erro, pois esse é o processo básico inerente à sistematização. Embora essas regras possam ser aplicadas ao resumo expandido, há algumas peculiaridades que você deve levar em consideração.

Como posso elaborar o resumo expandido?

O resumo expandido atende a esses tópicos que mencionamos, porém, há outras características vitais que você deverá considerar. Contudo, o fundamental aqui é que você se atenha à quantidade de palavras mínima e máxima indicadas. O que difere os dois tipos de resumos é que, no resumo expandido, você terá um espaço maior para explorar esses tópicos que também devem ser apresentados de maneira sistematizada. Ele também poderá ser elaborado a partir de tópicos específicos ou as informações poderão ser dispostas em um único parágrafo. Tudo irá depender das normas propostas pela revista científica na qual deseja submeter esse artigo ou pelo congresso/instituição (no caso de um evento). Apresentado esse cenário, podemos discutir sobre as características que você deve considerar ao elaborar a sua introdução que, de certa forma, também se dá de maneira sistematizada.

O que devo levar em consideração na elaboração de uma introdução?O que devo levar em consideração na elaboração de uma introdução?

Para que a introdução seja feita da maneira correta, deverá considerar algumas questões. A primeira coisa que você precisa levar em consideração é que nela deverão constar todos aqueles elementos que você já mencionou em seu resumo. Com isso, percebemos que nos três tipos de formatos, de certa forma, segue-se uma mesma linha de raciocínio, porém, há peculiaridades. Na introdução, por exemplo, você terá um espaço maior para apresentar um contexto detalhado que deve refletir o panorama de sua pesquisa. A introdução também não tem uma fórmula que pode ser aplicada a todos os tipos de materiais, mas, claro, há pontos de encontro. Há programas de mestrado, por exemplo, que pedem para que o aluno fale um pouco sobre as suas experiências pessoais para que fique claro como ele chegou até a temática. Surge daí o problema de pesquisa e, consequentemente, a sua pergunta norteadora, mas não é regra.

A introdução em um artigo científico

Caso você esteja desenvolvendo a introdução para um artigo científico, deverá atender a alguns aspectos. Toda a parte conceitual de sua pesquisa pode ser apresentada, porém, a sua atenção também deve residir na metodologia mais conveniente ao contexto de sua pesquisa. Em alguns casos, é essencial, também, que você apresente alguns dos conceitos e teorias com os quais irá trabalhar, sobretudo em pesquisas da área das humanidades. Diante dessas variáveis aqui apresentadas, podemos perceber que não há uma única forma para se elaborar esse tipo de etapa. Além disso, a forma de funcionamento do programa de mestrado ou doutorado no qual se encontra, a maneira de orientar de seu professor responsável, o tema e o tipo de trabalho influenciam nesse processo de elaboração. O fundamental que deve ficar claro aqui é que a sua introdução, independentemente do trabalho, reflete sua pesquisa na íntegra.

Diferenças entre os três formatos aqui mencionados

A diferença entre os resumos e a introdução é que, nos resumos, há poucas linhas para que o leitor seja convencido de que aquela leitura é essencial para ele naquele momento. A introdução é uma etapa posterior, de modo que esse leitor já terá uma noção prévia sobre o conteúdo a ser articulado ao longo de seu texto. Dito isso, iremos responder a uma última questão que gera bastante dúvidas: eu posso fazer uma citação direta ou indireta no resumo simples, no resumo expandido e/ou na introdução? A primeira coisa que você deve saber é que cada um faz parte de uma estrutura diferente, porém, é certo que citações diretas não são muito comuns. No resumo com até trezentas e cinquenta palavras não é muito comum a presença de citações. Contudo, como tudo sobre o que conversamos, esta é uma questão relativa, pois há programas que permitem a menção de sua literatura já no resumo, mesmo que não explorada.

Por que a menção à literatura não é indicada?Por que a menção à literatura não é indicada?

Embora esta seja uma questão relativa, em alguns casos, menciona-se a literatura com a qual você irá trabalhar, porém, não é o usual. Isto decorre do fato de que muitos professores acreditam que isto deixa o trabalho muito frágil, sobretudo se o seu intuito é o de discutir sobre ideias muito profundas. Não há como explorar e comprovar essas ideias em poucas linhas, mesmo no resumo expandido. Em virtude desses motivos aqui apresentados, recomendamos que, no resumo, independentemente do tipo, você não utilize citações. Entretanto, no resumo expandido, há chances maiores de que as citações tenham uma aceitabilidade um pouco maior. Como o resumo expandido permite que você detalhe um pouco mais algumas informações vitais, sendo esse um dos fatores que diferenciam os dois formatos de resumo, permite-se que haja o arcabouço teórico já nessa etapa, embora os dados apareçam de uma forma resumida.

O detalhamento no resumo expandido e na introdução

Como esses processos permitem que o autor tenha um espaço adicional para detalhar as informações gerais sobre a sua pesquisa, há uma flexibilidade maior relacionada ao arcabouço teórico, de modo que, mesmo que de maneira breve, a literatura que está sendo considerada pode ser apresentada ao leitor. Assim sendo, se você deseja apresentar um conceito ou teoria, pode fazer uso das citações, mas atenha-se a finalidade das propostas, que é a de introduzir o seu leitor ao tema. Haverá uma etapa específica para que seja colocado em contato com essas teorias e conceitos considerados pelo seu estudo. Mesmo que no resumo expandido haja essa aceitabilidade maior, tome cuidado com os exageros. Também atenha-se às demandas do local em que deseja submeter esse material. As exigências de uma revista não são as mesmas de uma revista ou mesmo de um programa de mestrado ou doutorado.

Como publicar Artigo Científico

Dúvidas? Sugestões? Deixe seu Comentário!

Digite seu comentário!
Informe seu Nome aqui