Como citar os autores no Artigo Científico?

O que é o embasamento teórico?

O tema para a conversa desta reflexão de hoje é: como citar um artigo científico? Ou ainda: Como faço para citar os autores que li para elaborar o meu trabalho? Como no nosso texto anterior, separei um artigo novamente da Revista Científica Núcleo do Conhecimento para que vocês consigam visualizar de uma forma melhor.

Antes de adentrarmos no nosso exemplo prático desta reflexão, é importante que você saiba que todo o conhecimento que adquirimos para compor as nossas literaturas, ou seja, tudo o que a gente estuda, principalmente as teorias sobre as quais nos debruçamos, devem embasar o nosso texto. Mas afinal: o que seria esse embasamento teórico?

Embasar é um ato de dar efetividade e autonomia a um trabalho. É uma forma de se tornar científico o seu próprio pensamento a partir do amparo de debruçamento em outros autores, pois eles ajudarão você a dar seriedade à pesquisa, ou seja, eles te ajudarão a fazer com que o seu pensamento não seja apenas um “achismo”, visto que esses estudos encontram-se publicados, movimentando, assim, o conhecimento técnico e científico do país.

Por exemplo, eu posso dizer hoje que a vacina é algo prejudicial, visto que ultimamente, o seu gerenciamento por parte dos postos de saúde tem se tornado um problema de saúde pública. Eu posso afirmar isso, desde que eu consiga comprovar que isto é um problema de saúde pública.

Para isso é importante que eu embase esta afirmação, pois ela é bastante grave. Assim, é muito importante que eu procure por trabalhos de autores em bases confiáveis para embasar essa afirmação. No caso do exemplo, essa informação de que a vacina pode ser um elemento prejudicial em casos de má administração foi retirada de um artigo científico devidamente publicado e, assim, tem circulado no mundo acadêmico. São dados apontados por pesquisadores que se apoiam em órgãos importantes, tais como o Ministério da Saúde.

Qual é a importância do embasamento teórico?

Qual é a importância do embasamento teórico?Discutir a importância de se fazer um embasamento teórico em todo e qualquer texto é necessário pois uma simples afirmação sem a fundamentação devida pode fazer com que a sua pesquisa seja desqualificada no meio acadêmico pela falta de respaldo, ou seja, pela falta da citação de autores que já são notáveis no meio por meio da circulação da sua produção científica e tecnológica, muitos pesquisadores podem deixar de usar seu trabalho por ter uma fundamentação bastante rasa.

Então é importante que você transforme todos os possíveis achismos em afirmações comprovadas por meio de citações tanto diretas quanto indiretas, pois elas darão mais credibilidade a sua pesquisa.

Agindo dessa forma você perceberá que a sua pesquisa terá uma veracidade maior assim como um poder científico expressivo, tornando-se, dessa forma, atrativa para outros pesquisadores que poderão, futuramente, te citar, principalmente se você apresentar citações que comprovem as suas especulações em todos os momentos do texto. É uma estratégia importante se ser ensinada para vocês, pois com a comprovação das informações que por muitos podem ser vistas como sem cabimento, não haverão brechas para que as pessoas desqualifiquem o seu trabalho.

Dicas para se fazer um bom embasamento teórico

Existem algumas estratégias para que você consiga escrever uma boa fundamentação teórica. Em primeiro lugar, é muito importante que você acesse os mais diversos materiais, se possível não se restrinja apenas a materiais da sua área, pois, na maioria das vezes, embasamentos são considerados como bons, quando migram para as mais diversas áreas, pois é uma forma de se mostrar que você não fala e pensa apenas por meio de uma perceptiva, visto que considera as mais diversas vozes, olhares e culturas para fundamentar o seu ponto de vista de forma teórica.

Durante o processo de escolha de materiais é muito importante que você saiba que é preciso tomar muito cuidado. Não se esqueça que para que a sua opinião possa ser fundamentada de forma teórica em sua pesquisa, é necessário que esse material coletado seja científico, assim sendo, procure, sempre, em base de dados confiáveis, pois elas apresentarão todos os dados acerca do lugar onde este trabalho que você deseja citar foi publicado, como nome do artigo, autores, nome da revista, cidade da revista, volume, número e indexação de páginas, assim como a data de publicação que deverá aparecer junto ao sobrenome desses autores no corpo do texto.

Não recomendamos que blogs, youtube ou coisas aleatórias que você tenha lido por aí façam parte do seu embasamento teórico, pois essas informações não possuem o caráter científico que você tem buscado para fundamentar a sua opinião.

Entendendo a fundamentação teórica na prática

Como exemplo para se entender de forma prática o que é o embasamento teórico, vamos utilizar um artigo cujo título é “Cuidados adotados pela equipe de enfermagem diante de clientes mastectomizadas: revisão de literatura” que se encontra na Revista Científica Núcleo do Conhecimento. Esse artigo a ser utilizado como ilustração para a nossa conversa sobre fundamentação teórica é do ano de 2017. Você irá notar que os pesquisadores envolvidos neste artigo começam teorizando quase que todas as suas afirmações para se evitar possíveis achismos.

Os autores usam inúmeros autores e, por vezes, órgãos expressivos nacionais e internacionais para que os seus possíveis leitores saibam de onde eles estão tirando essas informações, pois é uma forma desses interessados acessarem as fontes originais e se debruçarem mais no assunto.

O tema do artigo apresentado a vocês como exemplo é, de forma geral, a mastectomia. Você notará que todas as vezes que esta temática é introduzida os autores apresentam as devidas fontes, visto que não é um tema de senso comum.

Apresentando essas fontes, os leitores podem fazer um estudo mais detalhado acerca deste tema acessando as fontes originais, assim sendo, é indispensável que o pesquisador recheie o seu texto tanto com artigos científicos de áreas que conversam e interagem com a sua, tanto com materiais produzidos por órgãos de relevância nacionais e internacionais.

Como comprovar as afirmações que fazem parte do meu marco teórico?

Toda e qualquer afirmação, principalmente as mais polêmicas e marginalizadas, devem ser sustentadas por estudos já publicados e que circulam nas revistas nacionais e internacionais, pois, dessa forma, ao se afirmar até mesmo opiniões que caminham contra o que se pensa socialmente, elas não poderão ser excluídas ou oprimidas, visto que existem trabalhos científicos que podem comprovar essas afirmações. Você não precisa se restringir procurando apenas por materiais de Língua Portuguesa. Tente variar o seu repertório procurando por materiais em inglês, espanhol, francês, dentre outros para comprovar a sua opinião, pois pode ser que aqui no Brasil ainda não existam estudos que podem cientificizar a sua pesquisa, mas, fora dele, podem existir nações que possuem pesquisas mais avançadas dentro da linha de pesquisa com a qual você trabalha.
Analisando o material como um todo, você irá perceber que, cada frase, é construída, ou seja, sustentada, a partir de estudos feitos por um ou mais autores, pois evita-se, assim, que este trabalho seja considerado como desqualificado devido a falta de fundamentação teórica.

Apoiando-se em autores diversos, o meu texto será taxado como sério e rico em informações, pois não existem achismos, visto que todas as informações se apoiam em trabalhos dos mais diversos autores e áreas múltiplas do conhecimento técnico e científico.

Como citar os autores usados em minha fundamentação teórica?

A citação em todo e qualquer texto científico deve aparecer sempre, pois, geralmente, o conhecimento que você materializa em seu trabalho, em sua maioria, vem de outros materiais, ou seja, de outras leituras. Sem fazer as devidas citações você acaba recaindo em uma péssima tendência: a do plágio que, no Brasil, é crime, dessa forma, é necessário dar os devidos créditos aos pesquisadores que ilustram não apenas a sua fundamentação teórica, mas todo o seu texto. Assim, é muito importante que você dê vida a seriedade científica exigida pelo meio acadêmico a partir do processo de citação que pode aparecer de forma direta ou indireta. Para fazer essas devidas citações, é importante que você consulte as normas científicas vigentes que regulam a produção do conhecimento no Brasil. A mais famosa delas é a conhecida ABNT.

De forma geral a citação aconteceria da seguinte forma: eu vou lendo e fichando determinado material. Feito isso, posso colocar esse material fichado no meu artigo científico, por exemplo. Se desejo usar partes de um artigo para escrever o meu próprio, eu devo citar todos os autores envolvidos. Se forem até três autores, no corpo do texto, preciso colocar o sobrenome de todos eles apenas com a letra inicial em maiúscula junto com a data de publicação do material.

Já se esse trabalho possui mais de três autores, ou seja, a partir do quarto autor, eu coloco devo colocar o sobrenome do primeiro deles, no corpo do texto, apenas com a primeira letra em maiúsculo acompanhado da expressão et al, para, finalmente, acrescentar a data de publicação do artigo. Este processo é válido tanto para citações diretas (aquelas com mais de três linhas que precisa de um recuo de 4 cm) quanto para as indiretas (aquelas que possuem até 3 linhas).

Já ao final do texto essas informações irão expandir. A regra dos nomes dos autores ainda é válida. Referenciadas essas pessoas, será necessário que você coloque o título do artigo; o nome da revista; o local (ou endereço físico) dessa revista; a edição; o ano; o volume, o primeiro e o último número das páginas e o mês e o ano de publicação deste trabalho. Em linhas gerais, essas são as informações mais essenciais e recorrentes. É a regra mais usual da ABNT.

Como essa agência sempre publica novas normas, é importante que você preste atenção se você está se apoiando nas normas científicas mais atualizadas para elaborar as suas referências bibliográficas.

Qual a importância do número do DOI?

Uma outra informação pode ser colocada no seu trabalho. Todas essas exigências da ABNT recomendadas para referenciação devem aparecer no seu próprio trabalho para que outros possam te usar como referência de forma mais prática, então, após o artigo ser publicado, recolha esses dados que serão posteriormente oferecidos a você (volume, número, ano, edição, páginas, local) e coloque no material que será disponibilizado na internet para eventuais consultas. Quando for fazer essa atualização de dos dados de referenciação, recomendamos que um elemento importante não seja deixado de lado: o conhecido número do DOI.

Ele nada mais é do que um número seriado que irá facilitar o acesso ao seu trabalho, pois os pesquisadores interessados podem acessar esse número de série para ler o seu trabalho, assim como para citá-los em seu próprio, da mesma forma que você fez com os autores que fizeram parte da sua discussão. Basta copiar e colar esse link em seu navegador da internet ou apenas clique nesse número do DOI que ele te redimensionará para a página do seu trabalho.

Ele funcionará como uma espécie de localizador para que as pessoas consigam acessar o seu artigo de forma mais eficiente, visto que não é interessante passar muito tempo pesquisando pelos dados de um único trabalho, visto que você precisa referenciar uma grande quantidade de pesquisas.

Visualize esse número como se fosse o do seu CPF, é algo fundamental para que você possa ser facilmente identificado.

No Brasil, este processo é relativamente novo, então pode ser que, em alguns artigos, você encontre certa dificuldade para identificar este número pois é uma prática que tem sido incentivada por aqui bem recentemente. A prática já é um tanto quanto antiga mundo afora, mas, no contexto brasileiro, ainda tem tomado forma aos poucos. Porém, como forma de divulgar essa prática por aqui, a partir de 2019, aconselhamos que você passe a colocar este número em seus trabalhos.

Para fechar esta discussão sobre as citações, apenas para frisar, gostaríamos de dizer que, no corpo do texto, as informações mais detalhadas do trabalho que você está referenciando assim como o número do DOI não precisam aparecer, pois elas ficariam muito longas e cansativas, então consulte as normas científicas vigentes aqui no Brasil para colocar essas informações nos devidos lugares.

É importante relembrar também, que o estilo de configuração que você escolher para a primeira citação do seu texto deverá aparecer em todas as outras para que elas fiquem padronizadas e deixem o texto mais agradável e coerente para os leitores.


Download Como citar os autores no Artigo Científico?


Como citar os autores no Artigo Científico?
5 (100%) 5 vote[s]
Como publicar Artigo Científico

Dúvidas? Sugestões? Deixe seu Comentário!

Digite seu comentário!
Informe seu Nome aqui