Trabalho de conclusão de curso, relatando o observado no estágio supervisionado de análises clínica

0
73
DOI: ESTE ARTIGO AINDA NÃO POSSUI DOI SOLICITAR AGORA!
Trabalho de conclusão de curso, relatando o observado no estágio supervisionado de análises clínica
5 (100%) 1 vote[s]
ARTIGO EM PDF

ARTIGO ORIGINAL

SANTOS, John Lennon Cirino Dos [1]

SANTOS, John Lennon Cirino Dos. Trabalho de conclusão de curso, relatando o observado no estágio supervisionado de análises clínica. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. Ano 04, Ed. 05, Vol. 09, pp. 149-160. Maio de 2019. ISSN: 2448-0959

RESUMO

Este trabalho tem como finalidade relatar as observações e as práticas que ocorreram durante o Estágio de análises clínicas, sem dúvidas de estrema notoriedade para um analítico clínico, logo abrange a parasitologia, microbiologia, hematologia, imunologia, citologia e a bioquímica. O profissional atua procurando contribuir no contexto da saúde através do auxílio no diagnostico de enfermidades, sejam elas causadas por agentes etiológicos ou por alterações fisiológicas, assim aponta a direção para o tratamento. Dessa forma é necessário dedicação para que se possa aproveitar o melhor dessa oportunidade, assim obter o Maximo de conhecimento e experiência, para se tornar um ótimo profissional e que venha contribuir de forma significativa para essa área, que exige muita atenção e precisão, já que se trata da qualidade de vida e saúde.

Palavras-chave: Análises clínica, amostras biológicas.

INTRODUÇÃO

Este trabalho relata as observações e atividades desenvolvidas durante o estágio de análises clínicas, do curso de Pós-graduação em Análises Clínicas, realizado pelo acadêmico John Lennon Cirino Dos Santos. Realizado em etapa única de forma voluntária, ocorreu no Hospital Casa de Saúde, Laboratório BIOTEST, localizado na Rua Santa Terezinha, 304, Bairro Centro, cidade de Paragominas-Pa, onde o mesmo foi supervisionado pelo preceptor Flavio Cleber. O estágio iniciou-se no dia 15 de Janeiro de 2018 e seu término foi no dia 12 de Junho de 2018, totalizando assim uma carga horária de 500 horas.

O Estágio Supervisionado para o curso de Análises Clínicas foi uma atividade executada de forma voluntária no intuito de enriquecer o grau de conhecimento e experiência, de modo a torna-se um profissional ainda mais capacitado e com uma maior afinidade com as práticas laboratoriais do dia a dia, com uma carga horária bem significativa com o fim de aperfeiçoar ainda mais esse desempenho.

Nos estágios geralmente tem por objetivo aprimorar ainda mais a aplicação dos conhecimentos acadêmicos de forma prática e aprender com os profissionais que já atuam na área e tem muitos conhecimentos para compartilhar, nesse caso não foi diferente, de forma igual ao descrito, o estágio foi de proveito excelente e de uma expressiva contribuição. (DALLA; LEMKE, 2015)

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS

Durante o estágio foram feitos exames onde pode se observar e executar um a um, como exames comuns pode se citar os de sumário de urina, parasitológicos de fezes, hemograma (Eritrograma e Leucograma), tipagem ABO e Fator RH, Colesterol Total e Frações, Triglicerídeo, Ácido Úrico, Glicose, TGO. TGP, Gama GT, Bilirrubinas, Uréia, Creatinina, Fosfatase Alcalina, Proteína Total, Dosagem de Albumina, Alfa Amilase, ALSO, Látex, PCR, VDRL, HIV, Dengue, Beta HCG, IGM e IGG de Toxoplasmose, Rubéola e Citomegalovirus. Essa diversidade de análises é essencial para diagnosticar ou apontar diversos problemas patológicos e fisiológicos.

Esses exames são executados através de produtos metabólicos que se encontra na urina, soro do sangue e no caso de parasitologia, nas fezes. (RESENDE; GOUVÊA; GUATIMOSIM, 2009)

O exame parasitológico de fezes é usado para verificar parasitas com significado clinico, ou seja, que possam ou já estejam causando doenças e sintomatologias, assim possibilitará o tratamento mais adequado preventivo de possível desenvolvimento de quadros nocivos a saúde ou para sanar um problema já existente. (RESENDE; GOUVÊA; GUATIMOSIM, 2009)

Sumário de Urina é indicado para identificar problemas já existentes, como infecções por bactérias, protozoários e fungos, também para verificar de forma superficial proteinuria, e de forma evidente hematuria, corpos cetonicos, nitrito, até mesmo a presença de cristais e cilindros, isso pode mostrar o que está resultando alguma sintomatologia e apontar o que está causando a enfermidade ou até mesmo indicar problemas futuros que podem ser remediados e revertidos ou controlados de forma satisfatória. (RESENDE; GOUVÊA; GUATIMOSIM, 2009)

Tipagem ABO ou tipagem sanguínea que é executado através do princípio da aglutinação observada a olho nu, logo pode ser feita de modo direto ou por lavagem de hemácias com cloreto de sódio, assim pode se observar se haverá aglutinação na amostro com o soro anti A ou B, assim determinará se o sangue é tipo A, B, AB ou em caso de ambos não aglutinarem serão do tipo O. Fator RH tem o processo similar, só que a amostra receberá soro anti D, se aglutinar será positivo, caso não, será negativo, também pode ser através de lavagem de hemácia. (MINISTÉRIO DA SAÚDE, 2014)

Hemograma é feito através de um aparelho automatizado que faz a contagem de hemácias, hemoglobina, hematócrito, plaquetas e até mesmo o número total de leucócitos, no entanto a especificação, feita de forma manual, ou seja, a contagem de eosinófilos, neutrófilos segmentados, linfócitos e monócitos, visualizados no microscópio na lente de 40x, e no caso de dúvidas quando há alterações nos resultados dos linfócitos atípicos, também eram feitos de forma manual, assim como as plaquetas que eram contadas na lente de 100x na técnica de fonio. (MINISTÉRIO DA SAÚDE, 2014; ANDRADE, 2015)

O exame de Colesterol total mede a quantidade deste no sangue, dando assim um valor a ser comparado aos níveis desejáveis, aceitáveis e ruins, isso será muito útil em avaliar como essa quantidade reflete na saúde do paciente, de forma mais detalhada, têm se as frações, que são elas o LDL que mede a quantidade do colesterol ruim assim como o VLDL, e o colesterol bom HDL, dados os resultados, pode se avaliar de forma mais especifica o reflexo da quantidade do colesterol total no organismo. O Triglicerídeo entra em conjunto para avaliar a quantidade de gordura (lipídeo/glicogênio) no sangue, que será dosado de igual modo ao colesterol, com uma amostra do soro do sangue homogeneizado a um reagente, pode ser feito no aparelho automatizado e pré automatizado. (LABPASTEUR – COLESTEROL E TRIGLICERÍDEO, 2018)

Glicose é o exame usado para medir a quantidade de açúcar no sangue, em níveis baixos conhecido como hipoglicemia, geralmente indica esforço físico excessivo, jejum prolongado, ou irregularidade na administração ou efeito do medicamento em diabéticos. No caso de hiperglicemia, ou seja, com a quantidade de açúcar acima dos níveis aceitáveis, pode indicar uma pré-diabetes ou diabetes propriamente estabelecida, e no caso dos diabéticos serve para acompanhar a eficácia do tratamento, incluindo dieta e medicação. (REDAÇÃO MINUTO SAUDÁVEL. HIPOGLICEMIA, 2017)

O TGO mede a quantidade de enzimas metabólicas contidas em varias partes do corpo, entre elas o fígado, assim auxilia no diagnostico das funções normais do fígado e saúde dele, é medido através do soro do sangue, assim como o TGP, que é um exame mais especifico para medir as funções hepáticas, já que as enzimas medidas são de maior exclusividade do fígado. O Gama GT é medido de forma igual aos dois anteriores, no entanto é considerado um exame pouco preciso, já que as enzimas medidas nesse exame se encontram na parte mais exterior do fígado, logo é muito mais sensível a qualquer alteração, como exemplo a ingestão de bebida alcoólica, sendo assim a alteração de seus valores fora do resultado de referencia muitas vezes não tem significado relevante. O exame de Bilirrubina vai ser útil para verificar também as funções do fígado, devido a fazer parte de um processo de controle e reabsorção de pigmentos da degradação das hemácias. Ainda aliado a esses exames encontra se a Fosfatase Alcalina, que também vai avaliar as funções do fígado e também problemas ósseos. (SERPEJANTE, 2015; BIOCLIN, 2016)

A amônia é tóxica ao organismo e necessita ser eliminada, porém é necessário passar por algumas reações químicas até se tornar Uréia, isso ocorre, pois é muito mais viável ao corpo elimina essa substancia nessa forma final. O rim vai fazer esse processo de excreção dessas substancias através da retirada dela do sangue, assim ao medir a quantidade de uréia através de exames laboratoriais e obter se um nível elevado da quantidade dessa substancia ainda no sangue, pode indicar um problema renal, já que o acumulo dela é diretamente ligado a falha no processo de filtragem. De igual modo, o valor da creatinina tem essa mesma significância clinica, já que também é um produto metabólico e precisam ser eliminadas, suas altas taxas no sangue também indicam um provável problema renal. (MELCHIOR, 2013; BIOTECNICA – UREIA, 2016; BIOTECNICA – CREATININA, 2016)

O Ácido Úrico é uma sustância produzida através da metabolização da purina, em altas concentrações no sangue, que acontece geralmente devido ao desequilíbrio na alimentação, assim fazer o fígado excretar mais ácido úrico do que os rins podem eliminar, em alta concentração podem solidificar se, causando cálculos renais, insuficiência renal por obstrução dos túbulos, gotas que é a doença mais comum proveniente desse resultado metabólico excessivo. (BRENO H. M., 2018)

Alfa Amilase é uma enzima produzida por glândulas salivares e pelo pâncreas, assim sua dosagem é medida para avaliar geralmente problemas no pâncreas, e em alguns casos medir se sua concentração na urina com o intuito de verificar as funções renais em conjunto a outros exames. (FRAZÃO, 2016)

As Proteínas totais são dosadas para muitas situações, entre elas verificar as funções imunes e renais, quando sua dosagem está alta sugere um problema imunitário como doenças alto imunes, câncer, entre outros, já sua baixa dosagem sugere a pouca produção ou principalmente a perda dela na urina, o que indica um problema renal, nesse caso é medida com frações de proteínas, principalmente a Albumina, que será um exame mais especifico da perda dessa proteína, e seu indicativo é mais preciso das funções renais. (LEMOS, 2018)

Also, antistreptolisina O, é um exame que é feito com uma amostra do soro do sangue e em reação com o reagente aglutinante, assim indica se há infecção ou não por estreptococos, se positivo, através do método de diluição identifica o nível de severidade dela. Geralmente em conjunto é pedido o exame do fator Látex, que é o que vai indicar se o paciente devido a infecção está com febre reumática, aliado a esses dois exames, pede se também o PCR látex, proteína C reativa, para verificar o nível de inflamação presente do organismo. (MEDSIMPLES – ALSO, 2016; HENRIQUE, SANTOS, BURLINGAME, MAGALHÃES. 2009; BIRCHAL, MEIRE, 2006)

VDRL é um exame para verificar a presença da bactéria treponema pallidum, que é o agente causador da sífilis, doença venérea que atinge uma grande parte da população, o exame é realizado com uma pequena parte do soro do sangue aliado com o reagente especifico, após homogenizar por algum tempo, variando por kit, observa se ao microscópio na lente objetiva de 10x, então pode observar se ouvi ou não floculação, caso sim deve diluir para verificar o grau da infecção. (REDAÇÃO MINUTO SAUDÁVEL – VDRL, 2017)

HIV, vírus da imunodeficiência humana (HIV, sigla em inglês), é o retrovírus causador da AIDS, ataca o sistema imunológico, causa diversos problemas a saúde, se não tratada, facilmente ocorrem complicações que resultam em morte, é altamente contagioso, geralmente se adquire através do sexo sem preservativo, mais também podem ocorrer por outros meios, como a transfusão sanguínea, por exemplo, por isso é muito importante a sua descoberta precoce, para tomar medidas a não propagar a doença e fazer o correto tratamento de modo a prolongar a vida do infectado e trazer qualidade a ele. Para identificar se há infecção, é através de um exame muito simples e rápido, com uma gota de soro e uma gota do reagente em alguns minutos no teste descartável obtêm se o resultado. (MINUTO SAUDAVEL – HIV, 2017)

Dengue é uma doença comum principalmente em países com clima tropical, onde há condições favoráveis ao mosquito transmissor, através da picada transmite o vírus causador da dengue, essa doença tem sintomas muito severos, apesar de ser uma doença efêmera, pode vir a ser fatal, por isso é importante o diagnostico e tratamento correto para aliviar os sintomas e evitar complicações. O exame é similar ao do HIV, simples e rápido com um teste descartável. (Redação Minha Vida – Dengue, 2018)

Beta HCG é um exame para identificar se há positividade de uma gravidez ou não, é um exame bem simples e rápido, apenas com uma fita que reage ao soro sanguíneo, demonstrando se a paciente está grávida ou não.  (Ayres, 2018)

IGM é um anticorpo especifico da fase aguda de uma infecção, e o IGG que também surge e está presente na fase aguda, porém persiste após a superação dessa, de modo a indicar se ouvi a presença do agente infeccioso no organismo, já que existe essa memória imunológica que está ativa para evitar uma futura infecção por esse mesmo agente. Assim nos exames para verificar a presença de uma infecção viral diversa, tem se como indicativo de IGM e IGG para essa infecção, é o caso da Rubéola, Toxoplasmose, Citomegalovirus, entre outros. Exames feitos através de testes descartáveis, com o soro de sangue e gotas do reagente, mostram se há presença dos anticorpos no sangue, assim é possível identificar um quadro agudo da doença ou se já ouve contato com ela, ou simplesmente a negatividade de ambos. (GEOVANA, 2018)

RESULTADOS E DISCUSSÕES ACERCA DO RELATO

É notória a importância do laboratório de análises clínicas, pois é graças às práticas ocorridas nele que é possível diagnosticar ou confirmar patologias e enfermidades, sejam elas de natureza fisiológicas ou patológicas, logo seu papel é indispensável no contexto medicinal da atualidade. Assim também os profissionais que atuam nessa área, como é o caso dos técnicos de laboratório, ou graduados na área, como é o caso dos biomédicos, bioquímicos, biólogos, farmacêuticos, têm importância expressiva, pois é necessário ter a capacidade de execução das rotinas, ou seja, os processos laboratoriais, analisar amostras biológicas, avaliar os resultados e decidir se precisam se repetir exames ou complementá-los para obter um resultado mais fidedigno ou para confirmar os duvidosos ou que tenham alterações. (CFBIO,2012; INTRODUÇÃO A ANALISES CLINICAS, 2017) Assim no estágio vivenciado que é relatado nesse trabalho, pode se confirmar todas essas afirmações e essas informações anteriormente citadas. É necessário ter um bom conhecimento biológico para entender e interpretar os resultados dos exames, e para que possa se conduzir a rotina de forma mais eficaz possível, também é necessário um maquinário de execução em bom estado, assim como os reagentes sempre em ótima qualidade para uso, isso aliado a profissionais atentos e qualificados, tudo para que haja resultados fidedignos ao real, pois alterações errôneas nesses resultados podem significar um tratamento errôneo, ineficaz ou insuficiente, ou um tratamento desnecessário, como até mesmo deixar de iniciar uma terapia que deveria ser aplicada, então é de suma importância a atenção e eliminar cenários que tragam a possibilidade de erros.

Pode se dizer que é necessário a atualização constante, haja vista que a todo momento existem situações adversas que precisam de uma atenção e que pode ser algo novo, ainda não visto, ou pelo menos não com freqüência, daí vem a necessidade de buscar meios e técnicas que venham auxiliar o nessas situações.

Em comparação a outros trabalhos (CASTRO, 2015), pode se dizer que há muita similaridade nas atividades desenvolvidas, nas colocações relatadas e experiências vivenciadas, num contexto geral, apesar de algumas vezes se estágio vivenciado por discentes de outras graduações, a base e a rotina levam os mesmo princípios e geram basicamente o mesmo resultado, assim pode se afirmar que o relato corrobora na mesma linha raciocínio resultando num mesmo pensamento afirmativo das informações descritas.

CONCLUSÃO

Esse trabalho mostra que ao relatar as atividades desenvolvidas durante o estágio, evidencia dois pontos importantes, primeiro que ao acompanhar o relato pode se fazer diferenciação a outros trabalhos similares mais antigos ou de data semelhante afim de identificar o que mudou, práticas mais modernas, ou que ainda são as mesmas, e até mesmo diferenciá-las por região além da diferença de época. Segundo pode observar que é teoria é muito parecido com a prática em resultados clínicos e em seus significados, a diferença maior será nas observâncias manuais, que variam um pouco para cada técnica executada e para as observações a olho nu ou no microscópio que variam um pouco da teoria em alguns momentos. Logo esse trabalho tem relevância e tem contribuição ao cenário atual da saúde.

REFERÊNCIAS

Anelise C. Dalla Corte, Cibele K. Lemke. O ESTÁGIO SUPERVISIONADO E SUA IMPORTÂNCIA PARA A FORMAÇÃO DOCENTE FRENTE AOS NOVOS DESAFIOS DE ENSINAR. 2015.

VANDERLEY DA SILVA CASTRO. RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISONADO DE ANÁLISES CLÍNICA II. 2015.

Licia Maria Henrique da Mota, Leopoldo Luiz dos Santos Neto, Rufus Burlingame, Ieda Maria Magalhães Laurindo. Comportamento distinto dos sorotipos do fator reumatoide em avaliação seriada de pacientes com artrite reumatoide inicial. 2009.

GUILHERME BIRCHAL COLLARES, URQUIZA HELENA MEIRA PAULINO. APLICAÇÕES CLÍNICAS ATUAIS DA PROTEÍNA C REATIVA. 2006.

BIOCLIN. TRANSAMINASE TGO, INSTRUÇÕES DE USO. 2016

Conselho Federal de Biologia. Saúde / Análises Clínicas. Disponível em: <http://www.cfbio.gov.br/saude–analises-clinicas. Acesso em: 2012.

IBRA SUPERIOR. INTRODUÇÃO A ANALISES CLINICAS. 2017.

Redação Minuto Saudável. TUDO SOBRE AIDS (HIV): SINTOMAS, O QUE É, TRATAMENTO E MAIS. Disponível em: <https://minutosaudavel.com.br/tudo-sobre-aids-hiv-sintomas-o-que-e-tratamento-e-mais/. Acesso em: 2017

Alan Niemies. Exame ASLO (Antiestreptolisina O ou ASO). Disponível em: <http://medsimples.com/exame-aso-antiestreptolisina-o-aslo/. Acesso em: 2016.

Marcela Lemos. O que é o exame de proteínas totais e frações. Disponível em: <https://www.tuasaude.com/exame-de-proteinas/. Acesso em: 2018.

Arthur Frazão. Como entender o resultado do exame da Amilase. Disponível em: <https://www.tuasaude.com/amilase/. Acesso em: 2016.

Carolina Serpejante. Fosfatase alcalina: exame investiga doenças do fígado e dos ossos. Disponível em: <http://www.minhavida.com.br/saude/tudo-sobre/18546-fosfatase-alcalina-sangue. Acesso em: 2015.

Breno H. M. (Minuto Saudável). Ácido Úrico Alto: sintomas, tratamento, o que comer e mais. Disponível em: <https://minutosaudavel.com.br/acido-urico-alto/. Acesso em: 2018.

Redação nursing. Teste de Bilirrubina Direta – Valores de Referência, Sintomas e Detalhes. Disponível em: <http://www.nursing.com.br/teste-bilirrubina/. Acesso em: 2018.

Redação Minuto Saudável. O que é Hipoglicemia, sintomas, tratamento, causas, tem cura? Disponível em: <https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-hipoglicemia-sintomas-tratamento-causas-tem-cura/. Acesso em: 2017.

Nathalie Ayres. Beta HCG: entenda o resultado do exame de gravidez. Disponível em: <http://www.minhavida.com.br/saude/tudo-sobre/21074-beta-hcg. Acesso em: 2016.

Nicole Geovana. O que é IgG e IgM e qual a diferença entre os dois? Disponível em: <https://medicoresponde.com.br/o-que-e-igg-e-igm-e-qual-a-diferenca-entre-os-dois/. Acesso em: 2018.

Emanuelle Cavalcante Pimentel, Maria Viviane Lisboa de Vasconcelos, Renato Santos Rodarte, Célia Maria Silva Pedrosa, Fernando Silvio Cavalcante. PimentelIEnsino e Aprendizagem em Estágio Supervisionado: Estágio Integrado em Saúde. 2015.

Letícia Maria Henriques Resende, Luciana de Gouvêa, Viana Pedro Guatimosim. Vidigal Universidade Federal de Minas Gerais. PROTOCOLOS CLÍNICOS DOS EXAMES LABORATORIAIS. 2009.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Imuno-Hematologia LA B O RAT O RIA L. 2014

FERNANDA DE ANDRADE AVILA. SEMESP, COMPARAÇÃO DA CONTAGEM DE PLAQUETAS ENTRE O MÉTODO DE FÔNIO E O MÉTODO SEMI-AUTOMATIZADO. 2015.

RAQUEL MELCHIOR. EXCREÇÃO DE COMPOSTOS NITROGENADOS NAS DIFERENTES ESPÉCIES. 2013.

BioTecnica. Kit de reagente UREIA. 2016.

BioTecnica. Kit de reagente CREATININA. 2016.

Redação Minuto Saudável. O que é VDRL: 1/2, positivo, não reativo e para que serve o exame. Disponível em: <https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-vdrl-12-positivo-nao-reativo-e-para-que-serve-o-exame/. Acesso em: 2017.

Redação Minha Vida. Dengue: sintomas, tratamentos e causas. Disponível em: <https://www.minhavida.com.br/saude/temas/dengue. Acesso em: 2018.

Nathalie Ayres. Beta HCG: entenda o resultado do exame de gravidez. Disponível em: <https://www.minhavida.com.br/saude/tudo-sobre/21074-beta-hcg. Acesso em: 2018.

Nicole Geovana. O que é IgG e IgM e qual a diferença entre os dois? Disponível em: <https://medicoresponde.com.br/o-que-e-igg-e-igm-e-qual-a-diferenca-entre-os-dois/. Acesso em: 2018.

Labpasteur. Colesterol e Triglicérides. Disponível em: <http://www.labpasteur.med.br/clientes/artigo/colesterol-e-triglicerides. Acesso em: 2018.

[1] Especialista em Analises Clinicas, graduado em Ciências Biológicas.

Enviado: Agosto, 2018.

Aprovado: Maio, 2019.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here