Posso usar uma parte de meu TCC em um pré-projeto?

0
Avalie!

O que configura um material científico como plágio? Posso ou não aproveitar os trechos de um material científico apresentado a uma instituição?

Olá, tudo bem? Em nosso post de hoje iremos discutir sobre uma questão crucial para todos aqueles que desenvolveram e defenderam um estudo e desejam aproveitar os resultados desse estudo em uma produção, como, por exemplo, em um artigo científico. Isto é possível? Sim, é, desde que alguns ajustes sejam feitos para que o seu material não seja acusado de plágio. Em razão disso, ao longo desta discussão, iremos apresentar alguns dos cuidados que você deve tomar para que o seu material não seja acusado de plágio e para que o uso desses trechos seja feito de maneira segura, ética e responsável. Contudo, antes de nos atentarmos a esta discussão, é crucial que discutamos sobre o porquê desses materiais mais extensos, como os trabalhos de conclusão de curso, dissertações de mestrado e teses de doutorado serem transformados em materiais menores, porém, com a mesma profundidade de qualquer outro.

Por que há a substituição de materiais extensos pelos artigos?

A nossa temática de hoje está intimamente ligada com esta questão. Até pouco tempo atrás, os materiais desenvolvidos em nossas universidades eram muito extensos (ainda são em algumas instituições), logo, surgiu uma necessidade: fazer com que esses trabalhos sejam atrativos para a sociedade, para que esta seja emancipada, o que implicou uma mudança de postura: elaboração de trabalhos mais curtos, mas com a mesma robustez. Dito isso, iremos responder à seguinte pergunta-problema hoje: posso usar uma parte de meu trabalho final no projeto que desejo submeter ao processo seletivo para ingresso em um mestrado? Embora já tenhamos um post sobre esta questão, muitas dúvidas surgiram, de modo que iremos atualizar esta discussão. Dito isso, hoje, iremos discutir sobre a possibilidade de utilizar uma parte de seu texto já apresentado e defendido em um outro momento, em outra produção.

O que é um trabalho de conclusão de curso?

Embora esta regra possa ser aplicada a qualquer um dos materiais desenvolvidos e defendidos ao término de seu curso de graduação ou pós-graduação, hoje iremos nos atentar ao trabalho de conclusão de curso. Se você pretende ingressar em um programa de mestrado, precisará, na maioria dos casos, apresentar um pré-projeto. Este é um dos requisitos que permite que você possa participar do processo seletivo, mas não é o único requisito. Por outro lado, o pré-projeto é uma etapa crucial. O TCC, por outro lado, é aquele material que desenvolvemos nos momentos finais de nosso curso de graduação. Entretanto, algumas instituições têm se referido a este trabalho com outro nome, como, por exemplo, monografia, artigo científico e, sobretudo nos dias atuais, paper (não chega a ser, de fato, um artigo científico, mas a sua estrutura é muito semelhante a um material desse tipo).

Afinal, de que forma posso utilizar esse texto?Afinal, de que forma posso utilizar esse texto?

Como afirmamos, é sim possível utilizar o texto de um material já publicado, desde que alguns cuidados sejam tomados e alguns critérios essenciais atendidos de maneira rigorosa. Este material pode ser aproveitado em seu pré-projeto a ser submetido em um processo seletivo para ingresso em um dado programa de mestrado de sua preferência. A maior parte das instituições requerem esse pré-projeto como pré-requisito para a inscrição no processo seletivo, mas não todas. Junto aos demais documentos solicitados, como, por exemplo, documentos profissionais, currículo Lattes documentado (com os certificados de eventos e documentos que comprovam as publicações de artigos científicos) e outros. Uma das etapas deste processo seletivo é a entrevista com o orientador pretendido. Este lerá o seu pré-projeto antes dessa conversa e, por esse motivo, o peso do pré-projeto é bastante alto nessa seleção.

Como posso organizar o meu pré-projeto?Como posso organizar o meu pré-projeto?

Conhecendo esse cenário, podemos, finalmente, atentar-nos à estrutura exigida a esses pré-projetos a serem submetidos aos processos seletivos para ingresso em programas de mestrado em todo o país. Embora haja elementos em comum que as instituições exigem, recomendamos que você consulte o edital relacionado ao processo seletivo do qual está participando para que saiba quais são esses elementos que serão observados em seu pré-projeto. O primeiro elemento ao qual você deve se atentar é à quantidade de páginas exigidas nesta produção. O mais comum é que o pré-projeto tenha de cinco a quinze páginas. Por esse motivo, algumas pessoas se assustam quanto à quantidade de páginas exigidas, pois não sabem como abordar a ideia que têm em mente. É nesse sentido que passam a cogitar uma ideia já trabalhada em um TCC, isto é, passam a incorporá-la neste pré-projeto a ser submetido.

Qual é a diferença entre o trabalho de conclusão de curso e o pré-projeto?

Embora seja possível unir as duas coisas, elas não correspondem ao mesmo processo, pois atendem, inclusive, a finalidades distintas. São trabalhos que são solicitados em níveis distintos relacionados à formação acadêmica. O trabalho de conclusão de curso, por exemplo, é solicitado nos anos finais de seu curso de graduação ou, em alguns casos, na modalidade de pós-graduação lato sensu, isto é, nas especializações. Contudo, como mencionamos, é um trabalho que tem sido nominado de diferentes formas, a depender da instituição na qual você se encontra, como artigo científico, paper ou monografia. Todos eles, no nível da graduação ou pós lato sensu, apontam para uma mesma finalidade. São desenvolvidos e defendidos ao término de um curso, o que não acontece com o pré-projeto, pois este é apresentado antes mesmo de você ingressar nesse programa pretendido. É um pré-requisito para que possa participar.

Leia as normas apresentadas no editalLeia as normas apresentadas no edital

A fim de que você possa elaborar esse pré-projeto da melhor maneira possível, é crucial que leia atentamente as normas e diretrizes apresentadas no edital. Lá há todos os mecanismos que não podem ficar de fora do seu pré-projeto. Além disso, o seu pré-projeto deverá se adequar a uma das linhas de pesquisa do programa ao qual você deseja se vincular. Essas linhas refletem os interesses de pesquisa dos orientadores disponíveis. Dito isso, podemos refletir sobre uma questão importante: vale a pena reutilizar o conteúdo de um material já defendido, como o de um trabalho de conclusão de curso? A primeira variável que você deve considerar é que se o seu TCC já estiver publicado no banco de dados da instituição na qual foi defendido, não poderá utilizar o mesmo texto e, além disso, terá que citar a si próprio. Se você não fizer qualquer alteração na redação desse texto, ele poderá ser acusado de plágio, problema sério.

A importância dos ajustes na redação de seu texto

Mesmo que seja um autoplágio, caso você pegue esse texto que já se encontra publicado no banco de dados de sua antiga instituição e replique em seu pré-projeto, este será acusado de plágio. Assim sendo, você pode ser desclassificado sem quaisquer chances de defesa se for pego pelo professor, sobretudo se ele ainda não te conhece e não sabe como trabalha, pois o plágio é considerado como um crime. Dessa forma, o primeiro cuidado que você terá que tomar é ter a certeza de que este material não está publicado em nenhum lugar, pois, assim, nenhum ajuste na redação será necessário. Com isso, adentramos no segundo aspecto a ser observado. Os professores necessitam saber qual é a sua capacidade de argumentar e, para isso, verificam como você se relaciona com os mecanismos básicos da pesquisa, atentando-se, sobretudo, às suas escolhas teóricas e à forma como se relaciona com os conceitos e teorias.

O alinhamento de seu texto a uma certa linha de pesquisa

Como sabemos, é de suma importância que o seu projeto/ideia se adeque a pelo menos uma das linhas de pesquisa oferecidas pelo programa no qual deseja ingressar. Desse modo, verifique se essa proposta com a qual trabalhou em seu curso de graduação se encaixa em uma das linhas de pesquisa do programa, pois, caso não, utilizar esse mesmo texto não é uma boa estratégia. Por outro lado, caso a sua proposta de TCC se encaixe em uma dessas linhas e você tenha o desejo de continuar a trabalhar com essa perspectiva teórica e temática, é possível. Se esse material anterior não está publicado, poderá apenas replicar esse conteúdo em seu pré-projeto sem os ajustes, porém, não se esqueça de obedecer a sequência proposta pelo próprio edital da instituição. Assim sendo, não existe uma única resposta para a nossa pergunta de hoje, pois cada caso é um caso, logo, para alguns, vale à pena, de fato, aproveitar a proposta.

Cuidado com o plágio

Cuidado com o plágioCaso você opte por utilizar esse texto, tome muito cuidado, pois, se ele estiver publicado, será acusado de plágio, caso os ajustes necessários não sejam feitos. Alguns professores se dispõem a investigar se o texto é do aluno, mas não é a prática mais usual e, dessa forma, você poderá ser desclassificado. Diversos professores são contra essa prática, pois entendem que mesmo que esse texto seja seu, ele já não é mais inédito, pois já foi aproveitado em outro momento e em outra instituição. Podem entender essa prática como sinônimo de preguiça e desleixo. Dito isso, podemos pensar na melhor forma a partir da qual podemos desenvolver esse projeto para o ingresso em um curso de mestrado. Existem alguns pressupostos e variáveis que você deve levar em consideração para que esse processo seja o mais tranquilo possível. Nunca se esqueça: leia o edital e atenda a todas as suas exigências.

A análise e avaliação pelos professoresA análise e avaliação pelos professores

A primeira variável que deve ser levada em consideração é que o seu projeto será analisado e avaliado por alguns professores relacionados a linha de pesquisa na qual o seu projeto se encontra. Esses professores, de maneira rigorosa, irão avaliar alguns aspectos, como o seu domínio do tema e dos processos básicos de uma pesquisa (se é capaz de propor uma pergunta-problema relacionada a um problema social urgente e atual, se os objetivos estão bem definidos, se a metodologia é apropriada para a proposição desse tipo de estudo e se o arcabouço teórico escolhido está de acordo com a escola com a qual aquela instituição trabalha). Além disso, você pode ser questionado se já investigou o estado da arte associado ao tema com o qual deseja trabalhar (com o intuito de saber se mais alguém já falou ou ainda tem falado sobre esse tema e de que forma).

O engajamento com a pesquisa

Um dos aspectos cruciais avaliados tanto por quem lê o seu pré-projeto de pesquisa quanto por aquele que irá lhe entrevistar é, sem dúvidas, a forma como se relaciona com a pesquisa, isto é, o quanto domina sobre o tema e os processos básicos exigidos a um pesquisador que deseja se consolidar nesse meio. Nesse sentido, as partes do seu TCC que se adequam a esse tema proposto podem, de fato, serem utilizadas, desde que atendam aos requisitos sobre os quais conversamos ao longo deste post. Verifique se esse material já foi publicado em algum banco de dados, bem como se ele atende a uma das linhas de pesquisa do programa ao qual deseja se vincular. Além disso, leia o edital relacionado a esse processo seletivo com muita atenção e, na sequência, veja quais são as linhas de pesquisa com as quais você se identifica e gostaria de trabalhar nesse novo momento de sua formação acadêmica.

A leitura atenta do edital

Ao ler o edital, é crucial que o seu olhar seja redimensionado para algumas questões vitais. Uma dessas questões está ligada à importância de conhecer os professores que fazem parte deste programa e quais são os seus interesses de pesquisa. É necessário que você tenha muito claro em mente se esse professor é capaz de lhe orientar e, para isso, recomendamos que você acesse o seu currículo Lattes. Lá você verá quais são os eventos que esse orientador costuma frequentar, sobre o que e onde pública, quais foram os últimos temas orientados, quais foram as metodologias admitidas, dentre outras questões essenciais. Repita esse processo com cada um dos professores que despertaram a sua atenção e escolha aquele com o qual mais se identifica. É necessário que você tenha muito claro em mente quais são os interesses desse professor nesse momento específico.

Como publicar Artigo Científico

Dúvidas? Sugestões? Deixe seu Comentário!

Digite seu comentário!
Informe seu Nome aqui