Publicar Artigo Cien

Por que você deve terminar o seu curso de mestrado ou de doutorado?

Avalie!

Por que é importante levar o seu curso de mestrado ou de doutorado até o fim? Por que há muitas coisas perdidas com a desistência?Por que é importante levar o seu curso de mestrado ou de doutorado até o fim? Por que há muitas coisas perdidas com a desistência?

Olá, tudo bem? Em nosso post de hoje iremos discutir sobre uma questão que consideramos primordial. Como sabemos, embora o mais indicado seja manter uma boa relação com aquele que escolheu para lhe orientar, nem sempre esse processo se dá da melhor forma possível, mesmo que o mais indicado seja, sempre, prezar pela boa convivência. Essa questão está ligada com o nosso tema de hoje, uma vez que esse tipo de problema é um dos principais aspectos que fazem com que o aluno de mestrado ou de doutorado queira desistir de ir até o fim com esse curso. Contudo, ao longo de nossa conversa, temos, como missão, ajudar você a refletir sobre algumas possibilidades com as quais pode contar para que não precise tomar essa decisão, isto é, desistir. Você já lutou muito até esse momento. Não vale a pena abrir mão de toda uma experiência que pode ser muito decisiva em sua vida como um todo.

O que devo levar em consideração sobre um mestrado?O que devo levar em consideração sobre um mestrado?

Há uma série de vantagens que um título de mestre e/ou doutor pode lhe oferecer. Utilizaremos isso como base para lhe convencer a não desistir dessa jornada tão essencial a sua carreira. Você pode conseguir uma melhor pontuação em um concurso público ou mesmo ingressar em uma instituição de ensino superior, seja ela pública ou privada, porém, é preciso que tenha esse título. Há diversas vantagens que podem beneficiar diversas camadas de sua vida. Iremos listar ao longo dessa conversa cinco vantagens. Antes de qualquer coisa, convidamos você a refletir junto a nós sobre o que é um curso de mestrado. Quando nos referimos aos cursos de mestrado ofertados no Brasil, estamos nos referindo àqueles cursos de pós-graduação stricto sensu, isto é, mestrados e doutorados, e não especializações, tendo-se, como objetivo, formar e qualificar docentes e pesquisadores para que atuem nas universidades.

A qualificação de professoresA qualificação de professores

Os mestres podem atuar nos cursos de graduação espalhados por todo o país. Antigamente, era comum que, após o término de uma graduação, os professores procurassem por cursos de especialização, que integram o lato sensu. Era um cenário bastante restrito, pois nem todos tinham acesso à pós-graduação. Fazer uma especialização era visto como algo muito positivo em virtude desse cenário ainda restrito. Entretanto, desde 2005 (dois mil e cinco), o acesso às universidades públicas aumentou. Além disso, as iniciativas privadas também se tornaram uma constante. A graduação em EAD também vivenciou e ainda vivencia um processo de crescimento e aceitação contínuo. Hoje, é possível que você faça um curso de graduação ou mesmo pós de maneira segura e reconhecida de forma online. Você estuda em sua casa e recebe a mesma formação que um aluno que tem essas aulas de maneira presencial.

Como as especializações são vistas hoje?

Em virtude do novo cenário, as especializações, de certa maneira, passaram a ser menos procuradas. Elas não são inacessíveis, pois esse nunca foi o seu propósito. Há uma oferta ampla para todas as áreas e linhas de interesse. Contudo, os cursos de mestrado e doutorado, acadêmicos e profissionais, são muito procurados hoje. Com isso, podemos refletir sobre o modus operandi dos cursos de mestrado e doutorado reconhecidos pela CAPES. Tome cuidado: alguns mestrados se apresentam dessa forma, mas, na prática, não são, de fato, um mestrado. São cursos lato sensu, mas podem confundir o aluno interessado. Quando o mestrado é reconhecido pela CAPES, significa que ele atende a uma série de critérios voltados à admissão de professores, à publicação científica, às atividades de pesquisa, aos créditos acadêmicos etc. Um mestrado reconhecido pela CAPES faz com que você tenha acesso a outro modelo de ensino.

O contato com um novo formato de ensino

Um curso de mestrado ou doutorado fará com que você deixe de ser passivo no processo de construção do conhecimento. Você se torna protagonista. Você recebe essas informações e deve produzir resultados com esse conhecimento adquirido, por meio, por exemplo, da publicação de artigos. Essa é uma questão muito pessoal e você deve refletir de que forma esse novo formato é interessante para a sua vida. Assim sendo, se você está interessado em substituir a sua posição passiva para a ativa, é necessário se identificar com esse formato, antes de qualquer coisa. Nesse sentido, a primeira coisa que você irá aprender ao adentrar em um programa de mestrado ou de doutorado é superar a si mesmo nos mais diversos sentidos. Você será formado a partir de um modelo de ensino que lhe instiga a todo o momento a assumir essa postura ativa. A todo o momento você precisará refletir sobre esse conhecimento adquirido.

O papel do pensamento crítico-reflexivo no mestrado

Ao assumir uma postura mais ativa, você se tornará um sujeito mais crítico e consciente acerca do mundo ao seu entorno. Dito isso, adentramos em uma segunda vantagem associada a levar esse curso de mestrado até o fim. Ela está ligada à aquisição de um conhecimento significativo no qual se tornará um especialista. Você, como sujeito ativo, passa a ter acesso a um conhecimento diferenciado. Nesse sentido, diferentemente de um curso de graduação ou até mesmo de uma especialização, isto é, da pós lato sensu, a relação com o conhecimento se dá de outra forma. Nos dois casos – graduação e especialização – o aluno, no máximo, produz uma monografia como trabalho final. Assim, nesses trabalhos, não há tanta autonomia, pois o aluno deve responder àquilo que o orientador espera. Além disso, nem sempre o aluno consegue trabalhar com um tema que se identifica ou da forma como melhor funciona para ele.

A autonomia oferecida por um curso de mestrado

Diferentemente dos outros dois casos, no mestrado, há uma maior flexibilidade. O objetivo final desse curso é a produção de uma dissertação de mestrado. Neste trabalho, o seu pensamento deve imperar. O orientador lhe ajuda a desenvolver o trabalho, mas você faz suas próprias escolhas, respeitando as dicas. O orientador lhe ajuda a identificar o que pode ou não funcionar. São reflexões, ideias e pensamentos que saem de seu próprio âmago e refletem a sua essência. Esse conhecimento oriundo de um trabalho profundo sobre um certo tema sem dúvidas é uma das principais vantagens em levar esse curso até o fim. Dito isso, adentramos em uma terceira vantagem que não poderíamos deixar de mencionar, pois seríamos hipócritas. Estamos nos referindo à relevância social e acadêmica que você terá ao obter esse título de mestre. Se você é um profissional de mercado, terá um outro tipo de reconhecimento.

A importância do reconhecimento social

Mesmo que você já seja reconhecido no mercado, se o seu objetivo é o de atuar na academia, é preciso que você busque por um outro tipo de reconhecimento e ele apenas pode advir de uma formação específica, aqui, no caso, do mestrado, que atribui o título de mestre. Se você é um profissional que busca se emancipar em uma certa área, a procura por um curso de mestrado que reflita essa área com a qual se identifica é de suma importância. Contudo, essas dicas são válidas para aquelas pessoas que, mesmo ligadas ao mercado, têm o interesse em atuar, também, no ensino superior, seja na graduação, seja na pós-graduação, o que demanda uma formação específica. Assim sendo, é válido ressaltar que essa pessoa escalou mais um degrau em sua jornada de emancipação pelo conhecimento. Além disso, é nosso dever chamar a sua atenção para o fato de que é mais difícil terminar o mestrado do que ingressar no curso.

Por que é difícil concluir um mestrado?Por que é difícil concluir um mestrado?

Além do motivo que mencionamos no início dessa conversa, concluir um curso de mestrado pode ser muito difícil para a pessoa que não conhece como esse universo funciona, sobretudo as suas exigências, que não são as mesmas de um curso de graduação ou mesmo da pós lato sensu. É um tipo de formação que exige de você o exercício contínuo de se reinventar a cada dia para atender a essas exigências. Também é um processo que exige de você um processo de desconstrução contínuo, o que implica ter a mente aberta. É muito comum que aquilo que você acreditava que era correto não se confirme à medida em que se emancipa por meio desse conhecimento. O ato de se reinventar e desconstruir é refletido em seu reconhecimento perante à sociedade e à própria academia. Dito isso, adentramos em uma quarta vantagem essencial em levar esse curso reconhecido pela CAPES até o fim.

Por que o pensamento crítico-reflexivo pode lhe beneficiar?

A quarta vantagem que não poderíamos deixar de abordar nessa conversa é, sem dúvidas, o desenvolvimento de um pensamento mais crítico e reflexivo não apenas sobre o tema que está pesquisando, mas sobre tudo aquilo que se encontra ao seu entorno. Assim sendo, à medida em que abandonamos essa postura passiva, com a qual fomos ensinados durante toda a nossa formação básica, temos acesso a uma ampla gama de conhecimentos que nos permite refletir sobre certas situações e eventos da vida cotidiana de uma forma mais crítica e, também, consciente. Além disso, no universo acadêmico, você terá contato com uma série de pessoas que podem contribuir para que você evolua não apenas como acadêmico, mas como pessoa. Há pessoas que estão a muito tempo nesse universo e que têm muito a contribuir para que você seja capaz de evoluir e deixar um legado para a geração futura de novos pesquisadores.

A importância de ter contato com pessoas críticasA importância de ter contato com pessoas críticas

A interação com pessoas críticas e que conhecem todas as faces desse universo é de vital importância para que você consiga chegar ao conhecimento. Independentemente de sua área de pesquisa, dos seus interesses pessoais, acadêmicos e profissionais, bem como de seus objetivos de vida, sem dúvidas, o acesso a esse conhecimento é fundamental. A relação com essas pessoas fará com que você se torne um ser humano mais evoluído em todas as camadas de sua vida, desde a pessoal até a acadêmica-profissional. Você se tornará um ser humano muito mais elevado e, dessa forma, a sua capacidade de questionar o mundo ao seu entorno se tornará muito mais aflorada. Além da capacidade de questionar o mundo ao seu entorno, será capaz, também, de fazer questionamentos profundos. Reflita sobre como esse conhecimento é produzido, de que forma é apurado, quais são as suas bases etc.

Reflita sobre as suas escolhas

Uma das vantagens fornecidas por um curso de mestrado é a capacidade de refletir sobre os pormenores relacionados ao conhecimento que você absorve ao longo de sua jornada acadêmica que, como vimos, também é uma jornada de vida. Mesmo que o mestrado dure menos que um curso de doutorado, durante esses dois anos, você será instigado a pensar o tempo todo sobre as situações que acometem a vida em sociedade e as suas relações pessoais e interpessoais. Se você tiver humildade, conseguirá aproveitar de uma maneira muito mais positiva as vantagens advindas de um curso de mestrado. Com isso, você irá desenvolver uma capacidade de pensamento crítico-reflexivo enorme e que, com toda a certeza, será reconhecida pela sociedade em geral e pelos acadêmicos que terão acesso às suas reflexões. É claro, há aquelas pessoas que entram neste curso apenas para obter um título, mas isso é um erro.

Análise como esse conhecimento pode interferir em sua vida

Embora haja pessoas com esse perfil que acabamos de mencionar, há aquelas que, de fato, são emancipadas em virtude da expansão desse conhecimento e, consequentemente, do pensamento crítico-reflexivo. São pessoas que não têm objetivos de vida claros com essa formação, pois apenas prezam pelo prazer em ter um título que aponta para um certo prestígio social, mas não conseguirão se beneficiar com isto, pois não serão felizes. Além disso, ser mestre pode ser um plano B para a sua carreira e, com isso, adentramos em nossa quinta e última vantagem. Os profissionais de área, isto é, de mercado, podem ser muito beneficiados com o título e, além disso, têm muito a contribuir com a nossa academia, pois entendem como a teoria funciona na prática. São pessoas que têm acesso a uma visão de mundo que apenas pode ser obtida por meio da experiência.

Publicação científica – O que é registro DOI?

As tecnologias por detrás do número DOI
O número DOI nada mais é do que o “RG” de uma produção científica, garantindo a identificação e o acesso permanente a esse material!

Artigo científico – Monografia – TCC – Como fazer o título?

Como saber como meu professor lida com os métodos de pesquisa
Todo processo de pesquisa deve incluir o estabelecimento de um título. Sendo assim, estamos aqui para sanar as suas dúvidas! CONFIRA JÁ!

Texto científico e texto literário – Qual é a diferença?

Compreendendo os textos literários (ou não-científicos)
Você sabe quais pontos podem fazer com que seu texto não seja considerado científico? CUIDADO, VOCÊ PODE ESTAR FAZENDO ISSO!

Dúvidas? Sugestões? Deixe seu Comentário!

Digite seu comentário!
Informe seu Nome aqui