Outras coisas que você pode incluir no Currículo Lattes

0

O universo do currículo Lattes

Olá, tudo bem? Em nossa conversa de hoje iremos discutir sobre um dos documentos mais poderosos que fazem parte do contexto acadêmico: o currículo Lattes.

Ele é muito importante pois é ele quem demonstra as mais diversas pessoas, sejam elas acadêmicas ou não, quais são os seus interesses ao longo da sua trajetória acadêmica.

É como se você estivesse demonstrando aquele que acessa o seu perfil qual é a sua atual inclinação acadêmica, bem como que tipos de produções desenvolveu ao longo dos anos que ajudam a demonstrar o que tem te atraído ao longo dos anos.

Assim sendo, nesse post iremos apresentar algumas dicas para que você consiga preencher o seu currículo da melhor forma.

Como você irá perceber, existem diversas funções que você pode acionar para construir o panorama da sua trajetória acadêmica, isto é, os dados são diversos e devem ser abordados com o devido cuidado.

O Currículo Lattes enquanto currículo acadêmico

O Lattes enquanto currículo acadêmico

O Lattes, na graduação, acaba não sendo criado por todos os alunos, ficando mais restrito aos alunos que desenvolvem uma pesquisa científica, uma vez que se torna uma ferramenta obrigatória.

Contudo, ao ingressar na pós-graduação, ele se torna um elemento obrigatório.

Na verdade, para que você possa se inscrever num processo seletivo para ingresso em um curso de mestrado ou doutorado, muito provavelmente você terá que ter esse Lattes em mãos, e, mais do que isso, para que você possa se destacar, ele precisará estar atualizado e você, em alguns casos, terá que comprovar a veracidade das informações apresentadas neste Currículo a partir dos certificados, no caso de eventos científicos, por exemplo.

O Currículo Lattes apresenta, então, a sua trajetória em uma perspectiva bastante ampla, uma vez que você demonstra, ao usuário, os seus interesses de produção e trabalho.

Conhecendo uma linha de pesquisa acessando o Lattes

Conhecendo uma linha de pesquisa acessando o Lattes

É muito comum, sobretudo quando mudamos de instituição de ensino, que queiramos conhecer as linhas de pesquisa de um programa de pós-graduação.

A melhor forma de se descobrir se uma determinada área é adequada para você é investigando os professores que fazem parte dessa linha de pesquisa.

O caminho mais fácil é acessando o currículo Lattes de cada um desses professores.

Existem alguns elementos que você pode analisar para saber se a sua pesquisa se encaixa nessa linha de pesquisa.

Análise os projetos de mestrado e doutorado desse professor, os eventos que ele costuma participar, os artigos publicados ao longo de sua trajetória e os trabalhos que orientou.

Ao ter acesso ao título desses materiais, recomendamos que você procure por esses materiais nos repositórios e demais bases de dados para analisar a forma a partir do qual são construídos, sobretudo a metodologia e os objetivos de pesquisa.

Devo registrar trabalhos publicados em anais de eventos?

Como destacamos, o Lattes comporta uma série de atividades intelectuais que podem ser mencionadas e registradas com vistas a demonstrar, ao seu usuário, o que têm intrigado ao longo dos anos.

Dentre essas possibilidades, há as publicações de materiais em anais de eventos.

Julgamos pertinente mencionar essa possibilidade pois muitos pesquisadores acabam não registrando esse tipo de produção por não se tratar de um artigo publicado em um periódico, mas sim em um evento científico.

Ao navegar pelas funções do Lattes que nos permitem inserir diversos tipos de publicações científicas, encontraremos a possibilidade de divulgar os nossos materiais publicados em anais de evento.

Ao clicar nessa opção irá aparecer uma caixa com uma série de dados relacionados à essa produção.

Dentre eles, há o número do DOI, que é algo que assegura que a nossa publicação não seja perdida com o tempo.

O que é o número do DOI?

O que é o número do DOI?

O DOI, na verdade, funciona como uma espécie de RG das nossas produções científicas, e, dessa forma, ao adquirir esse número, garantimos que mesmo em muitos anos as nossas produções ainda permaneçam disponíveis na internet.

Contudo, algo interessante no Currículo Lattes é que ao inserir o número do DOI, ele irá, automaticamente, recuperar todas as informações relacionadas com a sua produção, o que economiza tempo na hora de registrar as nossas produções de forma apropriada.

Entretanto, caso você não possua o número do DOI para uma determinada produção que deseja incluir no Lattes, muito provavelmente você precisará preencher esses dados de forma manual, e, caso algum desses dados esteja faltando, você não conseguirá avançar com esse registro.

O mais interessante é que você tenha o material que deseja registrar em mãos para que esse processo transcorra da melhor forma.

Vídeo aulas postadas no Youtube podem ser incluídas no Lattes?

Vídeoaulas postadas no Youtube podem ser incluídas no Lattes?

Outra questão que perpassa a mente dos nossos pesquisadores está ligada a outros tipos de produções que não sejam artigos científicos ou materiais apresentados/publicados em eventos.

Dentre essas diversas opções, há as conhecidas videoaulas postadas em redes e mídias sociais, como é o caso do Youtube, por exemplo.

Essa produção é muito bem-vinda, pois essas aulas configuram-se como aulas, e, como tal, podem ser registradas.

Na verdade, isso é muito interessante, pois faz com que as pessoas passem a acompanhar o seu trabalho em diversas redes/mídias sociais.

A fim de que você possa registrar essa videoaula que deixou disponível no Youtube e/ou em outras redes/mídias sociais, você poderá procurar pela função de cursos de curta duração no Lattes.

A aula se encaixa nesse tipo de situação e pode ser registrada. Não esqueça de apresentar todos os dados que irão identificar essa aula ao usuário do currículo.

O ícone da ciência e da tecnologia

Uma outra possibilidade para que você insira as videoaulas é no link de “ciência e tecnologia”.

Nessa função, há a possibilidade de inserção de uma palestra ou de atividades relacionadas que promovem a sua pesquisa de formas para além da produção de artigos científicos.

As aulas que ministramos no Youtube, por exemplo, contam como aulas, palestras ou curso e podem ser inseridas em campos que permitem o registro desse tipo de produção.

O ícone da ciência e tecnologia é muito bem-vindo para que divulguemos outros tipos de produções intelectuais aqueles que estão inclinados para uma mesma área/linha de pesquisa que nós.

Assim sendo, a fim de que você saiba qual é o melhor campo para inserir essa videoaula, considere o tamanho do vídeo e o tipo do conteúdo, pois, a depender do formato, uma videoaula fica melhor quando registrada como uma palestra ao invés de curso de curta duração.

Por que conhecer todas as funções do Lattes é importante?

O Lattes, com o passar dos anos, foi acrescentando mais funções, sobretudo aquelas relacionadas a outros tipos de produções intelectuais, isto é, aquelas que não se restringem a conteúdos verbais, ou, ainda, aos clássicos artigos científicos.

Com isso, a fim de que o seu Lattes fique mais interessante, o ideal é saber que tipo de função pode potencializar o interesse em uma atividade por você desenvolvida.

Atentar-se aos aspectos estruturais e temáticos das produções que iremos registrar é o ponto chave para fazer com que o nosso currículo fique atrativo para aqueles que o acessam.

A depender da sua área do conhecimento, algumas atividades tendem a ser mais valorizadas, inclusive por parte da própria instituição à qual o dono do currículo está vinculado.

Saber quais os tipos de atividades que estão sendo desenvolvidas é a melhor estratégia para potencializar o acesso a esse currículo.

Mencionar ou não graduação em cursos e áreas diferentes?

É comum que algumas pessoas, após terminarem um curso de graduação, percebam que não querem continuar trabalhando nessa área escolhida, e, alguns, arriscam-se e mudam drasticamente de área, ou, ainda, existem alguns que permanecem em uma mesma grande área, mas escolhem uma especialização diferente, sobretudo no caso de cursos de mestrado e doutorado, em que pode-se fazer mestrado em uma linha de pesquisa e não necessariamente continuar nela durante o doutorado.

Com isso, surge a seguinte questão: devo mencionar todos os cursos de graduação e as especializações que já fiz ao longo da minha trajetória acadêmica?

A fim de que essa situação fique um pouco mais clara, daremos um exemplo prático.

Supondo que uma pessoa seja técnica em enfermagem mas que fez um curso de graduação em Direito.

O que é interessante de ser mencionado no currículo nesse caso?

Buscando pelo equilíbrio no currículo Lattes

Buscando pelo equilíbrio no currículo Lattes

É certo que podemos mencionar todo e qualquer tipo de produção intelectual em nosso currículo, desde que elas possam ser devidamente comprovadas a partir de certificados, contudo, o nosso currículo serve para demonstrar o nosso trajeto em busca de uma maior maturidade em uma determinado momento.

Assim sendo, o principal desafio é apresentar informações que sejam pertinentes ao momento acadêmico que estamos vivenciando atualmente para que essas informações tenham uma certa harmonia e não fiquem desconexas.

Essa é uma questão bastante pessoal e ela pode ser respondida a partir de dois pontos de vista distintos.

Contudo, a chave para que o currículo seja interessante é prezar por um equilíbrio.

O primeiro ponto de vista diz respeito aos nossos objetivos de vida atuais.

Os objetivos de vida  e a formação multidisciplinar e como influenciam no Lattes

Ao registrar os dados de forma harmônica em nosso currículo, é preciso que mostremos ao nosso usuário o que nos preocupa, instiga e motiva atualmente.

Assim sendo, no caso do exemplo que destacamos, em que a inclinação do pesquisador é a área do Direito, o mais interessante seria registrar as atividades relacionadas à esfera jurídica.

É muito comum que quando somos muito novos façamos cursos sem considerar muito o que verdadeiramente queremos seguir ao longo de nossa vida como carreira, e, desse modo, testamos diversas possibilidades até que nos fixamos em uma.

Nesse sentido, acreditamos que você não precisa mencionar todos os cursos que já fez, apenas aqueles que ligam-se à carreira que você, de fato, deseja seguir.

Entretanto, caso você faça questão de registrar esse curso em enfermagem porque faz parte da sua trajetória de vida, você pode.

É por isso essa questão é tão pessoal. Porém, há algo importante que precisamos mencionar.

Mesmo que em um primeiro momento essas áreas possam parecer muito distantes (saúde e direito), existem disciplinas que propiciam o intercâmbio entre esses dois saberes, como é o caso, por exemplo, da judicialização da saúde e das políticas públicas de saúde e o próprio direito à saúde.

Esse seu conhecimento adquirido no curso técnico pode ser aproveitado nessa nova graduação, e, assim, caso deseje registrar esse curso técnico, mesmo que pareça distante dos seus objetivos atuais, é algo bastante pertinente para demonstrar como você transita entre as áreas.

Eventos online que fornecem certificados podem ser registrados?

Como, atualmente, estamos vivenciando uma pandemia, a graduação e a pós-graduação tiveram que se adequar à uma nova realidade, e, assim, os eventos online têm sido oferecidos com bastante frequência.

A possibilidade de registro de todo e qualquer evento científico que possa ser comprovado com os certificados já existe a um tempo.

Os eventos online, assim como os cursos e minicursos, são tão oficiais quanto aqueles que fazemos presencialmente.

Eles são uma alternativa para que os créditos acadêmicos continuem sendo cumpridos, uma vez que a pós-graduação não parou de funcionar, e, com isso, eles têm sido procurados pelos pesquisadores e podem, sim, serem registrados no Lattes.

Desde que o certificado possua a quantidade de horas desse evento e outros dados necessários para que o registro possa ser validado, ele poderá ser inserido normalmente no seu currículo Lattes.

Textos publicados em sites podem ser registrados no Lattes?

Sempre salientamos, em nossas conversas, a importância de se publicar em periódicos científicos, contudo, existem aqueles pesquisadores que gostam, também, de publicar em blogs ou em sites muito conhecidos em sua área de atuação, como é o caso da Jusbrasil, pertencente à esfera jurídica.

Embora esse tipo de produção não seja considerada, pela academia, como científica, uma vez que não passa por todos os processos de avaliação que um artigo submetido à uma revista passa, pode e deve ser registrada no Lattes, visto que há um campo que abarca todos os tipos de produções que não se configuram como acadêmicas, mas que são de suma relevância para o mundo em que vivemos, como é o caso do Jusbrasil.

Esse tipo de texto é interessante, inclusive, porque chama a atenção de empresas e faz com que elas saibam o que têm sido publicado nos espaços acadêmicos.

Invista também nesse tipo de produção!


Download Outras coisas que você pode incluir no Currículo Lattes


Como publicar Artigo Científico

Dúvidas? Sugestões? Deixe seu Comentário!

Digite seu comentário!
Informe seu Nome aqui