Dez dicas para uma apresentação nota dez – Conhecendo as técnicas que podem lhe ajudar a se apresentar – Artigo científico, TCC, monografia, dissertação e tese

0

Como posso me sair bem em uma apresentação científica? Compreendendo as técnicas que podem lhe ajudar a se apresentar de forma clara e precisa em um evento/defesa

Olá, tudo bem? Em nosso post de hoje iremos discutir sobre uma questão muito importante. A partir do momento em que ingressamos em uma graduação ou em um programa de pós-graduação e passamos a desenvolver uma pesquisa, são diversas as situações nas quais esta pesquisa deve ser divulgada. Nesse sentido, ao longo dessa discussão, iremos apresentar algumas dicas e técnicas que podem lhe ajudar a dialogar nessas situações da melhor forma possível. Elencamos dez dicas que podem ajudar você a apresentar o seu material. Seja ele um artigo, TCC, monografia, dissertação ou tese, essas regras são aplicadas a todos. Todos eles obedecem o mesmo princípio no que toca à apresentação. Embora essas dicas possam ser aplicadas tanto à graduação quanto à pós-graduação, cada material tem as suas particularidades. O que os diferencia é a profundidade de cada um dos tipos de materiais.

A profundidade dos materiais científicos

É o domínio da pesquisa, a maturidade acadêmica, que diferencia um material científico do outro. O uso da linguagem, das teorias, das ferramentas e instrumentos metodológicos está atrelado à maturidade acadêmica do pesquisador. Contudo, a apresentação desse conteúdo obedece aos mesmos critérios, independentemente de seu nível de formação. Há uma linearidade da qual não podemos nos desvencilhar. Quando seguimos algumas estratégias, as chances de erros são reduzidas. Precisamos ser claros e diretos na apresentação. Diga ao seu leitor exatamente o que você pretende. Essa clareza faz com que os avaliadores e seu auditório consigam entender o assunto com mais precisão. Começaremos com as cinco primeiras dicas básicas que podem ser aplicadas a todos os materiais e contextos. Tudo começa com o problema de pesquisa. Essa é uma questão que prejudica os autores quando não tomam certos cuidados.

O problema de pesquisa

Antes de qualquer coisa, o problema de pesquisa deve ficar claro em sua apresentação. É o problema que faz com que o seu material obedeça a uma sequência lógica específica. O mundo acadêmico, isto é, da pesquisa, tem um objetivo fundamental. Ele é a contribuição para com a sociedade. Esta deve ser beneficiada com o conhecimento a partir de soluções e reflexões úteis à resolução de uma ampla gama de problemas sociais. Quando pensamos em atuar como pesquisadores, devemos ter muito claro em mente que é preciso contribuir o tempo todo com a sociedade. Devemos mudar o meio no qual nos encontramos e uma parcela da sociedade geral. Para isso, precisamos partir de um problema real e concreto. É a finalidade da pesquisa que o MEC, a CAPES e a sociedade como um todo têm cobrado da academia. Em sua apresentação, deixe claro qual é a questão norteadora que você irá responder com a pesquisa.

Os objetivos da pesquisaOs objetivos da pesquisa

É preciso que fique claro o caminho que você percorreu para chegar a esse problema. É a partir do problema que você chega aos resultados de sua pesquisa. Contudo, para responder a ele, você precisa de caminhos. Temos, aqui, os objetivos. Se você for fazer um slide para apresentar essas informações, mencione a questão-problema, os objetivos e afins. Comece os seus slides com a contextualização desse problema, esclareça os motivos que te levaram a ele. É preciso mencionar os objetivos na sequência porque aqueles que estão te avaliando na apresentação querem saber se os objetivos tornam ou não viável a resolução do problema em questão. Se não há conexão entre o problema de pesquisa e os objetivos, não há uma linearidade no estudo. Os trabalhos tornam-se cansativos e não chegam a lugar algum sem esse fio condutor. Por conseguinte, na sequência, temos a exploração da metodologia do estudo.

A metodologia adotada pela pesquisa e os resultados de pesquisa

Mencionada a pergunta-problema e os objetivos, recomendamos que o próximo slide contenha esclarecimentos sobre a metodologia perseguida pelo estudo. A metodologia aponta quais são os métodos, instrumentos e ferramentas de pesquisa utilizados, assim como a natureza e a abordagem do estudo. Essas escolhas devem permitir a concretização dos seus objetivos para que o problema seja resolvido. Esclarecidas essas questões, recomendamos que você apresente os resultados do estudo. A metodologia aponta como a pesquisa foi realizada para que você chegasse a esses resultados específicos. Apresente todos os resultados suscitados dessa condução da metodologia. Por fim, há as considerações finais sobre o estudo. Esses são os meandros que toda pesquisa deve seguir para que tenhamos uma apresentação clara e efetiva. Agora, iremos nos enfocar nas técnicas de fala e criação dos slides.

O ordenamento de uma apresentação

Todos os tópicos que elencamos, isto é, as cinco primeiras dicas, não podem ficar de fora da sua fala. Sem esses esclarecimentos, o seu leitor não saberá onde você quer chegar com esse estudo. As cinco últimas dicas, portanto, são pontos que você deve considerar para aprimorar a sua apresentação. A primeira dica está relacionada ao tempo que você tem para essa apresentação. Informe-se quanto ao tempo que você tem para apresentar no evento ou na banca. Sobretudo nesse contexto em que estamos vivendo, no qual as instituições têm feito uso massivo das tecnologias, é crucial que você saiba como funciona esse evento/situação no que toca ao tempo disponível. O tempo varia entre dez e quinze minutos, porém, há casos em que o apresentador tem de vinte a trinta minutos. É uma questão muito relativa. Informe-se se você tem que apresentar e logo responder ou se o debate fica para o final, encerradas as falas.

Os debates em um evento/defesaOs debates em um evento/defesa

Em um evento/defesa, temos um tempo para que apresentemos as nossas considerações e elas são seguidas de réplicas. Após essas considerações, você irá responder a essas réplicas. As tréplicas também são possíveis, e, nesse sentido, você terá que arguir de novo. Temos, então, o período estipulado para a apresentação, o tempo para as réplicas e o tempo para que você responda a elas. Há casos, também, de programas que dispensam essa etapa da apresentação. Toda a sessão é destinada às réplicas e tréplicas. Entendem que uma vez que a leitura do material já foi feita, o tempo disponível pode ser aproveitado de uma outra forma. É importante que você saiba como funciona em seu programa, pois pode ser que a apresentação já comece com os questionamentos. Nesse caso, ter as respostas para aquelas cinco questões que elencamos no início da discussão é primordial.

O que preciso ter claro em mente?

No caso de não haver a etapa da apresentação em sua arguição, tenha muito claro em mente os pontos que mencionamos, pois são neles que os seus avaliadores irão se ater. Quando o professor está avaliando, são esses pontos que irá verificar se estão claros e precisos. O estudo precisa estar muito bem desenvolvido, os métodos muito bem explicitados. Recomendamos que você decore esses pontos mesmo que não tenha que apresentá-los logo de início, pois, sem dúvidas, é desses aspectos que o professor irá partir para verificar o desempenho desse estudo em questão. Com isso, partirmos para a nossa segunda dica desse bloco que está ligada ao uso das tecnologias. Especialmente nesse contexto no qual estamos vivendo, no qual tudo se dá de forma online, é fundamental que você teste as tecnologias que precisará ao longo da apresentação antes de começar a sua argumentação.

Teste as tecnologias a serem usadasTeste as tecnologias a serem usadas

Essa é uma dica que serve tanto para o contexto presencial quanto digital. Se você for apresentar presencialmente, chegue um pouco antes e vá até a sala onde irá apresentar para verificar se tudo está funcionando (aparelhos e internet, sobretudo). Entenda onde você ficará posicionado, o tamanho da sala, se você precisa de microfone, se o público é grande ou restrito à banca, dentre outras questões do tipo. No caso das apresentações online, verifique se o link disponibilizado está funcionando, se você consegue projetar a tela da apresentação, se a internet está funcionando, dentre outras questões do tipo. Se você for convidar alguém, envie o link com antecedência e com o dia e horário corretos. Também é importante que você teste a sua câmera, pois, caso não esteja funcionando em seu computador, você precisará pensar em outros meios. Teste, também, o aplicativo a partir do qual irá projetar a sua apresentação.

Fazer ou não slides com textos?

Uma dica um tanto polêmica é quanto a presença ou não de textos nos slides. Ao nosso ver, não é interessante inserir textos longos e cansativos em nossos slides, pois isso não é atrativo. É muito chato quando temos uma apresentação tão promissora, mas carregada de informações. Essa é uma tática que transmite a sensação de despreparo, pois o apresentador insere diversos textos no slide e ao invés de discutir sobre a sua temática, acaba lendo todas essas informações, o que torna a apresentação maçante, tediosa. Essa tática demonstra insegurança, falta de preparo e falta de domínio da temática e das próprias técnicas de pesquisa. Além dessa estratégia transmitir essas sensações, cansa também o público que não está te avaliando, que está ali para te apoiar. Há algumas academias estrangeiras acostumadas com esse formato, porém, no Brasil, esta tática transmite uma sensação negativa.

A cultura acadêmica brasileira

Diferentemente do exterior, no Brasil, a nossa ciência funciona de uma forma oposta. Embora ela acompanhe algumas tendências mundiais, aqui, certas técnicas, mesmo que canônicas, não são bem-vistas. Há casos em que a própria CAPES paga pesquisadores estrangeiros para palestrarem. Contudo, quando esses não se adaptam a cultura na qual irão se inserir, transmitem uma sensação negativa. Criamos certas expectativas, e, quando nos deparamos com slides carregados de textos, acabamos nos decepcionando. Há, também, a tendência da leitura. Certos pesquisadores enchem os seus slides de textos para que na apresentação apenas leiam esse texto já pronto. A apresentação se torna cansativa. Nesse sentido, quando você for confeccionar os seus slides, insira apenas tópicos. Na sua fala você explana essas informações. Os tópicos ajudam a recordar essas informações essenciais.

Cuidados na carreira acadêmicaCuidados na carreira acadêmica 

Especialmente se você está pensando em se consolidar na carreira acadêmica, precisará levar em consideração que certas técnicas funcionam e outras não são bem-vistas. Aprender essas técnicas é muito importante porque são dicas que irão lhe acompanhar durante toda a sua carreira. Quando não dominamos certas técnicas essenciais, transmitimos aquelas sensações que mencionamos, como a de despreparo, falta de domínio, dentre outros problemas semelhantes. A oratória e a retórica, nesse contexto, são duas das suas principais aliadas. Aprender a escrever de forma científica e a falar de forma clara, precisa e coerente são alguns dos principais desafios que acompanham aqueles que desejam se consolidar nesse meio que, a cada dia, ressignificar-se. Quando entendemos como funciona a comunicação humana nas mais diversas esferas, conseguimos nos adaptar a esses múltiplos contextos de forma mais efetiva.

Não seja redundanteNão seja redundante

Uma outra dica que não poderíamos deixar de mencionar e que está relacionada com a apresentação diz respeito às falas redundantes. É necessário que tenhamos muito claro em mente que quando estamos apresentando um material, estamos falando para pessoas que são especialistas na área, ou, ainda, que têm interesse na temática e na linha de pesquisa a ela associada. Nesse sentido, é preciso que sejamos claros acerca do que pesquisamos. Pensemos em um exemplo prático: se você está se formando em um certo curso de graduação e apresentou um artigo a certos professores, é preciso que saiba que eles já dominam esse assunto.

Independentemente desse professor ser especialista, mestre ou doutor, ele conhece a fundo a temática sobre a qual está se debruçando. Assim sendo, você não precisa explicar detalhe por detalhe sobre esse assunto. Ele já conhece a temática. Você pode se debruçar em outras questões mais interessantes. Vá direto ao ponto. Não rodeie no texto. É normal ficarmos nervosos em uma apresentação, pois, afinal, há pessoas nos avaliando, porém, não podemos perder o foco nessa explicitação. O processo é angustiante para algumas pessoas, mas vá direto ao ponto. A melhor forma de se preparar é ter aqueles primeiro cinco tópicos na ponta da língua. Por fim, não se esqueça de agradecer aqueles que gentilmente lhes ouviu e contribuíram.

Como publicar Artigo Científico

Dúvidas? Sugestões? Deixe seu Comentário!

Digite seu comentário!
Informe seu Nome aqui