Extensão e ensino em parceria pela saúde

0
118
DOI: ESTE ARTIGO AINDA NÃO POSSUI DOI SOLICITAR AGORA!
PDF

ARTIGO ORIGINAL

BARBOSA, Suzane do Santos [1], MINTO, Luiz Gabriel Manini [2], CÂNDIDO, Beatriz Rodrigues [3], RÊGO, Pedro Afonso Oliveira Dias [4], VARELA-BARCA, Francisco Napoleão Tulio [5]

BARBOSA, Suzane do Santos. Et al. Extensão e ensino em parceria pela saúde. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. Ano 05, Ed. 04, Vol. 04, pp. 86-93. Abril de 2020. ISSN: 2448-0959, Link de acesso: https://www.nucleodoconhecimento.com.br/saude/parceria-pela-saude

RESUMO

A construção de uma rede complexa e eficaz de atendimentos de urgência e emergência demanda dados epidemiológicos e demográficos condizentes com a realidade e quase sempre os sistemas de saúde responsáveis pelo atendimento às vítimas não conseguem abarcar a demanda de forma completa. Diante disso, o Curso de Suporte Básico de Vida, embasado nos três pilares do Ensino Superior, possibilita a formação de discentes e leigos proativos responsáveis não somente por prestar os serviços de atendimentos básicos de suporte, como também socializá-los com a comunidade fora da acadêmica. O projeto fora idealizado no Departamento de Educação Física da UERN, há mais de 5 anos, e vem abordando diversos temas, como a história do atendimento pré-hospitalar, afogamentos, paradas cardiorrespiratórias. O presente trabalho refere-se também ao relato de experiência vividos pelos componentes do curso de extensão contínuo de Suporte Básico de Vida e Primeiros Socorros ofertado a qualquer membro da universidade ou não, e a disciplina de Higiene e Primeiros Socorros do Departamento de Educação Física da UERN. Foi orientado que os alunos realizassem uma apresentação e entrega de um trabalho como conclusão do curso, ou que realizassem um plantão durante os jogos Inter periódicos realizados na Universidade do Estado do Rio Grande do Norte no campus Central. Dois alunos optaram pela participação no sistema de plantão. Concomitante, os estudantes da graduação, participantes da disciplina de Higiene e Socorros Urgentes do Departamento de Educação Física, também optaram pela participação no plantão, como tarefa final da disciplina. Durante o plantão, apenas uma ocorrência chegou para equipe. Tendo o quadro controlado pelo repouso. Foram utilizadas pesquisas de artigos científicos junto a plataformas de busca na rede mundial de computadores. A partir desta experiência pretende-se em futuro próximo a instalação permanente de uma base com equipes para suporte emergencial de primeiros socorros em todos os eventos possíveis junto a FAEF no Campus central, por intermédio da criação de um Laboratório de Primeiros Socorros no DEF-FAEF e que também formalizará a execução mais rápida de eventos e cursos extensionistas na área de abrangência.

Palavras-chave: Ensino, extensão, Primeiros Socorros.

1. INTRODUÇÃO

Atualmente, o crescimento e envelhecimento da população e o aumento do ritmo do mundo moderno geram um contexto altamente mutável, no qual o grande fluxo de pessoas e bens alteram as características de uma determinada população ou território de forma rápida e dinâmica. Sabe-se, entretanto, que a construção de uma rede complexa e eficaz de atendimentos de urgência e emergência demanda dados epidemiológicos e demográficos condizentes com a realidade (BRASIL, 2013), o que nem sempre ocorre, assim, os sistemas de saúde responsáveis pelo atendimento às vítimas não conseguem abarcar a demanda de forma completa.

Torna-se importante, nesse contexto, a necessidade de se propagar o conhecimento acerca da prestação dos primeiros socorros para leigos, em uma tentativa de auxiliar a complexa rede de atendimento em urgência e emergência na redução das sequelas e no aumento da sobrevida das vítimas (PERGOLA e ARAÚJO, 2008). Nesse sentido, a extensão pode ser perfeitamente correlacionada com tal problemática por meio do entendimento da instituição universidade fornecido por CHAUÍ (2003): enquanto instituição social, essas produtoras de conhecimento possuem uma relação intrínseca com o Estado, acompanhando as transformações sociais, políticas e econômicas do meio em que está inserida (CHAUÍ, 2003). Daí a extensão desponta como uma ferramenta de socialização do conhecimento e autoridade na escolha de seus próprios rumos (INCROCCI, 2018).

Diante disso, o Curso de Suporte Básico de Vida, embasado nos três pilares do Ensino Superior, possibilitou a formação de discentes proativos responsáveis não somente por prestar os serviços de atendimentos básicos de suporte, como também socializá-los com o público em geral (VARELA-BARCA et al., 2016; SENRA e VARELA-BARCA, 2017). O projeto fora idealizado no Departamento de Educação Física da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), há mais de 5 anos consecutivos, inspirado em experiências de outros autores (FERREIRA et al., 2014), e abordou diversos assuntos, como a história do atendimento pré-hospitalar, afogamentos, paradas cardiorrespiratórias, traumas, queimaduras, intoxicações, crises convulsivas, acidente vascular cerebral, infartos agudos, imobilização e transporte de vítimas, além da ressuscitação cardiopulmonar (ADAMI et al., 2018; ALVES, 2018; CUNHA et al., 2016; CUNHA et al., 2017; CUNHA et al., 2018).

As atividades foram desenvolvidas em metodologia teórico-prática e demonstraram resultados em curto prazo, evidenciados pela participação destacável dos alunos concluintes nos Jogos da Universidade (JUERN) como prestadores de primeiros socorros (Figuras 1 e 2), além da participação de estudantes de Educação Física da disciplina de Higiene e Primeiros Socorros do Departamento de Educação Física, administrada pelo mesmo professor, garantindo uma formação concisa e eficaz para a socialização prática dos conhecimentos a ser realizado pelos discentes da UERN. Desta forma, unindo a Extensão ao Ensino em prol de melhorias na saúde na UERN.

2. METODOLOGIA

O presente trabalho refere-se ao relato de experiência vividos pelos componentes do curso de extensão contínuo de Suporte Básico de Vida e Primeiros Socorros ofertado a qualquer membro da universidade ou não, e a disciplina de Higiene e Primeiros Socorros do Departamento de Educação Física da UERN, no qual foi proporcionado aos alunos dos referidos cursos, experiências práticas e teóricas.

Essa atividade teve como intuito passar para os discentes de ambos os cursos o conhecimento de noções básicas de primeiros socorros voltadas para a comunidade em geral, seja dentro ou fora do espaço acadêmico.

Em ambos os cursos são abordados assuntos como, ressuscitação cardiopulmonar, parada cardiorrespiratória, distúrbio pressóricos, distúrbios glicêmicos, distúrbios psiquiátricos, imobilizações, ferimentos, intoxicações e acidentes com animais, dentre outros (VARELA-BARCA et al., 2016).

A disciplina de Higiene e Primeiros Socorros é administrada com 3 aulas semanais e carga horária de 45h, conta com aulas teóricas nas quais foram apresentados os métodos básicos de primeiros socorros e práticas, onde foram trabalhados seminários, oficinas teatrais, textos e aulas expositiva. E como última tarefa, uma parte prática, a qual se deu nos jogos Inter periódicos durante o final de semana, nos dias 1 e 2 de dezembro de 2018 na FAEF-UERN, onde ocorreram jogos de diversas modalidades esportivas, onde alunos deram suporte ao evento montando uma barraca de primeiros socorros. Deste mesmo evento, participaram alguns dos componentes do curso de extensão, já descrito acima.

Figura 1 – Jogos Inter periódicos da FAEF-UERN (JUERN) – Vôlei.

Fonte: Willa S. Lima, 2018

O maior intuito durante todo o decorrer das atividades era o de proporcionar experiências mais variadas possíveis aos alunos, sendo exposto e relatado durante as aulas diversas situações, que foram desde as mais complexas e raras até as mais simples, tentado assim permitir ao discente um aprendizado eficaz, o qual realmente possa ser útil e servir para ajudar a comunidade (no caso, os participantes do jogos realizados no Campus Central da UERN).

Múltiplas pesquisas foram feitas em bibliotecas virtuais sobre autores mais recentes sobre os assuntos abordados (PubMed, Scielo), usando-se como descritores: suporte básico de vida, primeiros socorros, ensino e extensão. Dos textos encontrados, foram selecionados revisões e artigos recentes que estão apresentados ao longo deste artigo e no final do mesmo, na lista bibliográfica.

Foram usados como equipamentos para mensuração de dados vitais os seguintes aparelhos: medidor de pressão premium adulto, oxímetro e frequencímetro de pulso contec, termômetro de mercúrio simples, estetoscópio Littman classic II.

Figura 2 – Jogos Inter periódicos da FAEF-UERN (JUERN) – Natação.

Fonte: Willa S. Lima, 2018

3. RESULTADOS E DISCUSSÃO

No curso de Suporte Básico de Vida e Primeiros Socorros foram cadastrados nestes semestres 28 participantes iniciais, todos de ampla participação por estudantes da UERN e principalmente do curso de Medicina. No momento ainda não foi determinado o total de aprovados, devido a mudanças em relação ao tempo de duração das turmas. Muitos ao longo do curso desistiram em virtude de não conseguirem conciliar o curso de Medicina (de onde vieram a maioria dos participantes) e a participação no curso de extensão. Nesta turma do curso contou-se com a presença de dois monitores. Foram realizadas aulas teóricas e práticas presenciais.  Foi aprendido durante o curso: como imobilizar/retirar uma pessoa de um veículo ou outro local em que a pessoa tivesse sofrido um acidente, de forma que esta não viesse a sofrer danos na coluna causando uma tetraplegia, por exemplo; além de como medir a pressão arterial e dos batimentos cardíacos; como proceder quando há engasgamento de bebês e adultos e também ressuscitação cardiopulmonar (CANESIN et al., 2016).

Após a realização do curso foi orientado que os alunos realizassem uma apresentação e entrega de um trabalho como conclusão do curso, ou que realizassem um plantão durante os jogos realizados na Universidade do Estado do Rio Grande do Norte no campus Central. Dois alunos optaram pela participação no sistema de plantão. Concomitante, os estudantes da graduação, participantes da disciplina de Higiene e Socorros Urgentes do Departamento de Educação Física, também optaram pela participação no plantão, como tarefa final da disciplina.

Durante o plantão, apenas uma ocorrência chegou para equipe participante dos jogos no Campus Central da UERN no dia 30/11/2018 das 13 às 18 horas. Uma jovem com síndrome de pânico, associada a hipertensão (160×100) e arritmia cardíaca (taquicardia) enquanto participava da competição em esporte aquático. Tendo a crise controlada pelo repouso do esforço físico e psicológico da competição. Segundo relatos dos estudantes que atuaram no plantão, o curso de primeiros socorros (tanto da graduação, quanto da extensão) agregaram informações importantes a suas vidas e foram funcionais para o sucesso no plantão.

4. CONCLUSÃO

Frente à necessidade de se ampliar os conhecimentos da sociedade e comunidade acadêmica na área de saúde no tocante ao atendimento básico à população, o curso de SBV foi criado, e com tal perspectiva em mente, os participantes do curso foram instruídos tanto na teoria quanto na prática, assim como os estudantes da disciplina em Educação Física. Portanto, aprenderam técnicas e procedimentos que auxiliam os profissionais e até mesmo leigos a ajudarem aqueles que necessitam de ajuda em diversos cenários, podendo, desta forma, atuarem, não apenas com agilidade, mas também mais adequadamente, aumentado as chances de o indivíduo sobreviver perante acontecimentos emergenciais.

O método do curso administrado, aula teórica seguida da prática, apresentou resultado excelente nos discentes, que pode ser comprovado na atuação dos alunos participantes no evento extensionista promovido pela universidade (FAEF). Mostrando ativamente a efetividade da parceria extensão e ensino, além de dar visibilidade à importância de se ter conhecimentos básicos de primeiros socorros e evitar que a vítima tenha maiores complicações por falta de auxílio ou por uma ajuda que acabe agravando seriamente a situação. Pretende-se em futuro próximo a instalação permanente de equipes para suporte emergencial de primeiros socorros em todos os eventos possíveis junto a FAEF no Campus central, por intermédio da criação de um Laboratório de Primeiros Socorros no DEF-FAEF e que também formalizará a execução mais rápida de eventos e cursos extensionistas na área de abrangência.

5. REFERÊNCIAS

ADAMI, R.D.; CUNHA, J.P.Q.C.; VARELA-BARCA, F.N.T. Suporte básico de vida na UERN: vivenciando técnicas e procedimentos. In: XI Colóquio de Extensão. Anais…, Mossoró, 2018.

ALVES, CRN. Suporte básico de vida: panorama da extensão universitária para abranger o conhecimento acadêmico e do leigo. Monografia (Trabalho de Conclusão de Curso de Medicina) – Faculdade de Ciências da Saúde. Mossoró, UERN. 17 p. 2018.

BRASIL. Ministério da Saúde. Manual instrutivo da rede de atenção às urgências e emergências do sistema único de saúde (SUS). Brasília, 2013.

CANESIN, M. F. et al. Avaliação dos 12 anos da campanha de acesso público a desfibrilação. Rev Soc Bras Clin Med. v.14, n.1, p.8-12, 2016.

CÉSAR, S.B. A indissociabilidade ensino, pesquisa, extensão e a gestão do conhecimento: estudo em universidade brasileira. Dissertação (Dissertação em sistemas de informação e gestão do conhecimento) – Faculdade de Ciências Empresariais. Universidade FUMEC. Belo horizonte, 44p. 2013.

CHAUI, M. A universidade pública sob nova perspectiva. Rev. Bras. Educ. n. 24, p. 5-15, 2003.

CUNHA, J.P.Q.C.; ALVES, CRN; CASIMIRO, N.L.; VARELA-BARCA, F.N.T. Suporte básico de vida na UERN: novas perspectivas na atividade extensionista. In: III Fórum de Extensão do Oeste Potiguar. Anais…, Mossoró, 2016.

CUNHA, J.P.Q.C.; ALVES, C.R.N.; ADAMI, R.D.; VARELA-BARCA, F.N.T. Suporte básico de vida na UERN: disseminando e estimulando novas práticas. In: X Colóquio de Extensão. Anais…, Mossoró, 2017.

FERREIRA, L.A. et al. Capacitação em suporte basico de vida para vigilantes: uma atividade extensionista. Revista Extendere, v.1, n.2, p.123-34, 2014.

INCROCCI, L.M.; ANDRADE, T.H. O fortalecimento da extensão no campo científico: uma análise dos editais ProExt/MEC. Rev. Soc. Estado. v.33, n. 1, p.189-214, 2018.

PERGOLA, A.M; ARAUJO, I.E.M. O leigo em situações de emergência. Rev Esc Enferm USP. v.4, n.42, p 335-342, 2008.

RÊGO, J.C.Q.; PINHEIRO, P.S.; SILVA JUNIOR, P.S.; SÁ E LUNA, P.L.; VARELABARCA, F.N.T. Suporte básico de vida na UERN: uma atividade extensionista. In: IV Encontro Potiguar dos Estudantes de Medicina. Caicó, 2015. Anais…, Caicó, 2015.

SENRA, M.C.A; VARELA-BARCA, F.N.T. Técnica e responsabilização social; aquisições de um curso de extensão em suporte básico de vida. In: I Congresso Brasileiro Médico-Estudantil de Habilidades Médicas. Anais…, Natal, 2017

VARELA-BARCA, F.N.T.; RÊGO, J.C.Q; SILVA, L.D.; PINHEIRO, P.S; CLAZZER, R. Suporte básico de vida na UERN: uma atividade extensionista. Revista Extendere, v.165, n.1, p.69, 2016.

[1] Acadêmica de Educação Física.

[2] Acadêmico de Medicina.

[3] Acadêmica de Medicina.

[4] Acadêmico de Medicina.

[5] Doutorado em Ciências da Saúde. Mestrado em Biologia. Especialização – Residência médica. Especialização em Análises Clínicas. Especialização em Psiquiatria e Saúde Mental. Graduação em Medicina. Graduação em Ciências Biológicas.

Enviado: Dezembro, 2019.

Aprovado: Abril, 2020.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here