Estudo técnico de viabilidade para implantação de binário de trânsito nas Avenidas Regis Pacheco e Centenário – Vitória da Conquista – BA

DOI: ESTE ARTIGO AINDA NÃO POSSUI DOI
SOLICITAR AGORA!
5/5 - (2 votes)
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
WhatsApp
Email

CONTEÚDO

ARTIGO ORIGINAL

ALMEIDA, Victor Hugo Gomes [1], ABILIO, Bianca Nunes [2], LIMA, Lívia Ramos [3]

ALMEIDA, Victor Hugo Gomes. ABILIO, Bianca Nunes. LIMA, Lívia Ramos. Estudo técnico de viabilidade para implantação de binário de trânsito nas Avenidas Regis Pacheco e Centenário – Vitória da Conquista – BA. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. Ano 05, Ed. 11, Vol. 15, pp. 17-32. Novembro de 2020. ISSN: 2448-0959, Link de acesso: https://www.nucleodoconhecimento.com.br/engenharia-civil/binario-de-transito

RESUMO

Assim como está assegurado nos direitos sociais da Constituição Federal de 1988, o Transporte eficiente não está sendo assegurado em sua totalidade. Pois, devido ao crescimento rápido e desordenado das grandes e médias cidades nas últimas décadas, um dos grandes problemas enfrentados na sociedade contemporânea é estabelecer o equilíbrio em relação à mobilidade urbana, visto que a ineficiência dessa, influencia diretamente a qualidade de vida da população. Com base no exposto, uma das soluções evidenciadas foi a implantação do sistema binário na via coletora, o qual tem o objetivo de proporcionar um fluxo de veículos sem engarrafamentos e também reduzindo o tempo de locomoção dos habitantes.

Palavras-chave: Mobilidade urbana, binário, contagem volumétrica.

1. INTRODUÇÃO

De acordo a renda, a população tende a utilizar mais o transporte individual. A preferência por este tipo de transporte, muitas vezes está ligada ao conforto e privacidade, contrário ao encontrado no coletivo urbano, além da praticidade e agilidade que o transporte particular proporciona. Com essa preferência do transporte individual, aumenta de maneira significativa a quantidade de veículos nas vias. (RESENDE, 2009).

A lei 12.587/2012 (lei de mobilidade urbana), estabelece parâmetros que priorizam os meios de transporte não motorizados e coletivos de transporte em relação ao transporte individual motorizado, ela traça princípios que visam a acessibilidade universal, o desenvolvimento sustentável das cidades, nas dimensões socioeconômicas e ambientais, gestão democrática e controle social do planejamento e avaliação da política nacional de mobilidade urbana e segurança nos deslocamentos das pessoas, são esses alguns dos princípios abordados. (JÚNIOR, 2012)

Foi escolhido para estudo a cidade de Vitória da Conquista, localizada na região sudeste da Bahia, que se mostra em um cenário complexo de mobilidade urbana, com o comércio localizado na região central com ruas e avenidas antigas que não foram projetadas para atender a densidade populacional atual que já não suportam o trafego da cidade. Entendendo a necessidade de desenvolver intervenções no trânsito da cidade para melhorar a qualidade do deslocamento das pessoas, busca-se através da pesquisa uma solução simples e eficaz por meio do sistema de binário de trânsito em ruas afetadas pelo gargalo causado pela grande densidade de veículos e pedestres nas vias centrais da cidade. (TIBURCIO)

Ocorre um aumento da circulação de veículos nas principais vias da cidade, este aumento se deu principalmente por conta da aquisição de veículos e não apenas pelo aumento populacional, de acordo o IBGE (instituto brasileiro de geografia e estatística) nos últimos dez anos Vitória da Conquista teve uma alta de 10% em sua população enquanto a frota veicular aumentou em torno de 117%. Esse fenômeno pode ser entendido de forma superficial, por um avanço no poder de compra ou até mesmo por uma insatisfação com o transporte público somado às políticas que facilitam a compra de veículos, seja por corte de taxas e impostos que incidem sobre o veículo ou financiamentos facilitados fornecidos pelos bancos.

O trecho a ser estudado compreende as avenidas Regis Pacheco com Avenida Centenário, localizadas no centro da cidade. Essas vias fazem a ligação do bairro Centro ao bairro Brasil, dando acesso à Avenida Brumado (via com maior fluxo de coletivo urbano da cidade) a Avenida Regis Pacheco, esse percurso conduz a bairros residenciais com alto números de moradores.

1.1 DELIMITAÇÃO DO TEMA E PROBLEMA DE PESQUISA

O seguinte artigo tem como tema a mobilidade urbana de Vitória da Conquista e como problema de pesquisa avaliar uma possível implantação de um sistema de binário de trânsito na Avenida Regis Pacheco com a Avenida Centenário, trecho onde se encontra um grande gargalo, retardando o acesso dos veículos ao centro da cidade e a Avenida Integração.

1.2 JUSTIFICATIVA

O sistema de transporte no cenário Brasileiro tem enfrentado crise de mobilidade urbana devido ao crescimento desordenado das grandes e médias cidades e Vitória da Conquista se enquadra nessa realidade. Visando desenvolver um estudo para propor a implantação de um Binário de trânsito entre a Avenida Regis Pacheco e a Avenida Centenário esparra-se uma diminuição no tempo de espera para acesso ao Centro ou a Avenida Integração, desta forma possibilita uma maior fluidez dos veículos e evitar a ocorrência de acidentes entres condutores, permitindo maior qualidade para os usuários das vias.

1.3 OBJETIVOS

1.3.1 OBJETIVO GERAL

Analisar o impacto da implantação de um sistema binário de trânsito que contempla as Avenidas Regis Pacheco e a Avenida Centenário.

1.3.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS

  • Reconhecimento do traçado (levantamento e análise geométrica);
  • Relocação das faixas de trânsito segundo o Sistema Binário;
  • Avaliar o impacto do binário no trânsito.

2. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

2.1 MOBILIDADE

Na atual realidade das cidades de médio porte como Vitória da Conquista, uma das grandes complicações relacionadas à urbanização é o trânsito. A fim de proporcionar uma qualidade de vida adequada que atinja todas as classes sociais, está intimamente ligada ao desenvolvimento socioeconômico do município (FERRAZ e TORRES, 2004).

A Lei N° 12.587 de 2012, que traz a Política Nacional de Mobilidade Urbana
Sustentável (PNMUS), tem em seus princípios:

  • Acessibilidade universal;
  • Desenvolvimento sustentável;
  • Equidade no acesso ao transporte público coletivo;
  • Eficiência, eficácia e efetividade na Política Nacional de Mobilidade Urbana Política Nacional de Mobilidade Urbana – Lei 12.587 Lei 12.587/2012;
  • Eficiência, eficácia e efetividade na prestação dos serviços de transporte e na circulação urbana;
  • Segurança nos deslocamentos;
  • Justa distribuição dos benefícios e ônus no uso dos diferentes modos;
  • Equidade no uso do espaço público de circulação, vias e logradouro.

Para que a circulação nas vias seja feita de maneira mais eficiente e apropriada, com o crescimento populacional é necessário ações que interfiram na atual configuração, e estas interferências devem permitir uma melhor circulação. Para essa melhoria existem ferramentas, sendo uma delas os Binários, que é a inversão de sentido de ruas paralelas.

A mobilidade urbana pode ser entendida como resultado da interação dos fluxos de deslocamento de pessoas e bens no espaço urbano, compreendendo tanto o fluxo motorizado quanto o não motorizado. Pode considerar a mobilidade urbana como um atributo da cidade, sendo determinado principalmente pelo desenvolvimento socioeconômico, pela apropriação do espaço e pela evolução tecnológica, enquanto o transporte público corresponde apenas aos serviços e formas de transportes utilizados no deslocamento dentro do espaço urbano. (MINISTÉRIO DAS CIDADES, 2005).

O impulso da população de uma forma geral é utilizar o transporte individual, que acaba determinando o tipo de circulação urbana predominante nas cidades brasileiras, e que tem como consequência o aumento no custo social, menor mobilidade, congestionamento das vias e menor prioridade ao transporte não motorizado.

Na sociedade moderna existem diferentes automóveis, que tem dimensões, massa e velocidade distintas, é importante conhecer e diferenciar os tipos de veículos, cada um contem uma composição diferente sendo primordial esta diferenciação, pois influenciam em diversos aspectos sendo eles, o tipo e a quantidade de veículos que circulam em uma via influencia sua capacidade de escoamento, na sua construção. (DNIT, 2006).

Habitualmente as vias tendem a oscilar o fluxo de acordo ao horário de pico(manhã e tarde), esta mudança é perceptível em pistas com mão dupla, as possibilidades de ultrapassagem são limitadas. (DNIT, 2006).

Para estabelecer um estudo com o objetivo de realizar um projeto sobre determinada via, deve-se delimitar as rotas, origem e destino, intervenção do fluxo e rotas pré-existentes. Estes itens se correlacionam de maneira direta com a necessidade de delimitar a área a ser estudada. (DNIT, 2006).

2.2 PESQUISA DE TRÁFEGO

De acordo Brasil (2006), os procedimentos para o levantamento de dados de campo são as pesquisas, utilizadas na engenharia de tráfego que são feitas mediante entrevista ou observação direta. Para a coleta de dados no transito temos as contagens volumétricas que visam estabelecer a quantidade, o sentido e a composição do fluxo de veículos que passam por um ou vários pontos em do sistema viário em um determinado período, as informações coletadas com a contagem serão utilizadas em análise de congestionamento, acidentes, projetos de canalização do tráfego, no dimensionamento do pavimento e em diversas melhorias para o transito.

As contagens Volumétricas podem ser feitas da seguinte maneira

a) Contagem manual

São feitas com fichas e contadores manual, comumente utilizada para a classificação de veículos, análise de interseção ou contagem em rodovias com muitas faixas, as vantagens do método consistem na fácil operação, com baixo custo e alta flexibilidade quanto a mudança de local de coleta em curto espaço de tempo.

b) Contagem automática

Nesse método as contagens são feitas de forma automatizada com diversos tipos de contadores, que detectam os veículos através de tubos pneumáticos ou dispositivos magnéticos, sonoros, células fotoelétricas entre outros, alguns desses contadores podem ser utilizados para outros fins. A desvantagem desse método se dá pelo custo elevado e a dificuldade de deslocamento para outro ponto de coleta, além de sua exposição a roubo e vandalismo.

c) Videoteipe

Se trata de um procedimento que consiste em utilizar câmeras de vídeo para determinar o volume de tráfego. Com este método muitas vezes se gasta mais tempo em sua instalação do que na própria coleta manual, mas oferece algumas vantagens como, permitir que apenas um observador levante todos os movimentos direcionais da via, por maior que seja, permite maior confiança nos resultados pois há provas em vídeos, possibilita obter outros dados na mesma coleta.

O DNIT (Departamento nacional de infraestrutura de transporte), traça como objetivo para os estudos de trafego, obter, através de métodos sistemáticos de coleta de dados relativos aos cinco elementos fundamentais do tráfego (motorista, pedestre, veículos, via e meio ambiente) e seu inter-relacionamento. Através dos estudos de tráfego é possível conhecer a quantidade de veículo que circula por uma via em determinado período, a velocidade praticada, as ações mútuas, locais frequentes de estacionamento, locais recorrentes de acidentes. Através de dados como esse é possível determinar a capacidade de uma via, estabelecer os meios construtivos necessários à melhoria da circulação ou das características de projeto. (DNIT. 2006)

Binários (como visto na Figura 1) são sistemas viários que unificam os sentidos de vias anteriormente mão dupla para capturar uma série de benefícios. (TEIXEIRA, 2015)

Figura 01: Sistema Binário, via de mão única.

Fonte: (OSÓRIO, 2017).

O sistema de Binário tem como principais benefícios o aumento na capacidade das vias, junto com a sincronização semafórica ajuda a atingir maior velocidade, garante uma maior previsibilidade nas vias, contribuindo com um número maior de faixas permite com que o condutor tenha mais facilidade para desviar de acidente e maior espaço para desviar de outros veículos em manobras, traz melhorias para o transporte público, com número maior de faixas no mesmo sentido permite a criação de faixa exclusiva para o transporte público, além de trazer melhorias para os pedestres, sendo as vias em sentido único ocorre a diminuição de conflitos com os veículos durante travessias. (TEIXEIRA apud PAITT, 2014)

Segundo Fernandes (2016) o binário deve ser utilizado como solução operacional quando envolver acidentes envolvendo mais de um automóvel, pedestres e ciclistas, se caracterizam devido ao tráfego em dois sentidos. A dificuldade para se fazer conversões a esquerda, a ocorrências de congestionamentos que venham a causar um aumento excessivo no tempo de viajem, afetando diretamente o transporte público, que por diminuir a frequência de ônibus em determinada região se vê necessário o aumento da frota para atender a demanda existente.

3. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS

O presente estudo opta por uma metodologia de pesquisa de natureza quantitativa, os resultados da pesquisa quantitativa são quantificados. Como se formam grandes amostras os resultados são considerados representativos da população e usado como o cenário real da população alvo. A pesquisa quantitativa é centrada na objetividade, assim considera que a realidade só pode ser compreendida com base em análise de dados brutos, recolhidos com auxílio de instrumentos padronizados. (GERHARDT apud FONSECA, 2002)

Em relação ao aprofundamento, foi adotado o método de pesquisa descritiva, onde expões características de determinado fenômeno ou população, não tendo compromisso em explicar os fenômenos descritos. (MORESI, 2003)

Para a investigar o trabalho terá como intuito desenvolver um estudo de caso, que segundo Gerhardt apud Fonseca (2002), o estudo de caso visa conhecer em profundidade uma determinada situação, explorando de forma a entender o porquê e como a mesma se torna única em muitos aspectos.

A região de estudo para a implantação do sistema de binário tem como vias principais avenida Regis Pacheco e Avenida Centenário, tendo como vias que limitam a área de estudo a Avenida Presidente Dutra e Travessa Santa Rita, as demais vias que estão no centro do quadrilátero (apresentado na figura 02) farão parte do estudo. Essa área possui grande densidade de veículos e pedestres, além de ter uma quantidade considerada de moradores, e trabalhadores.

Figura 02: Demarcação de área de estudo para implantação de sistema de binário

Fonte: Google Maps (2020).

A área de abrangência na área marcada corresponde à região de estudo, onde se encontram as Avenidas Regis Pacheco e Avenida Centenário, que são as vias principais do Binário, comtemplam mais nove vias no sentido perpendicular e três vias no sentido paralelo às vias principais do estudo incluindo uma praça com área de estacionamento. O trabalho foi desenvolvido por meio de pesquisa de campo com levantamento de tráfego no local de estudo, tendo como metodologia de estudo a contagem volumétrica para análise de capacidade de e nível de serviço da região estudada.

3.1 DESCRIÇÃO CONTAGEM VOLUMÉTRICA

As contagens foram feitas em dias e horários distintos, com um total de quatro contagens volumétricas no local, foi selecionado um ponto na Avenida Regis Pacheco, as contagens foram dispostas de forma a atender a demanda do estudo para o binário. A metodologia adotada para contagem foi volumétrica manual em campo, os fatores mais relevantes para esta escolha foram que ela proporciona uma maior flexibilidade e menor custo.

Os dados coletados nesta pesquisa não condizem com o fluxo corriqueiro desta Avenida, pois existem dois fatores de extrema importância que impactaram diretamente na redução da quantidade de veículos que nela transita, um dos fatores foi à pandemia iniciada pela propagação do vírus da covid-19, segundo a Revista Veja, o primeiro caso de Covid-19 confirmado no Brasil no dia 26 de fevereiro. E com o crescente numero de pessoas contaminadas, a publicação feita no Diário Oficial da União, a portaria nº 54, de 1º de abril de 2020, onde traz recomendações do Ministério da Saúde de não aglomeração, e medidas como estas que se tornam mais severas ao decorrer da pandemia afetaram a circulação de pessoas no meio urbano.

Outro fator que influenciou de forma direta a redução do fluxo de veículos foi à reforma e fechamento de acesso ao Terminal Lauro de Freitas, que tem a Avenida Reis Pacheco como uma das principais vias de acesso do centro para outras vias que interligam o cento a zona Oeste, como exemplo.

Foi adotado um único ponto de observação para contagem na Avenida Regis Pacheco, pois entendemos que este seria o ponto mais crítico, também levando em consideração o acompanhamento de onde há um fluxo maior de veículos.

Figura 3: Ponto de observação para realizar a contagem volumétrica.

Fonte: Google Maps (2020).

Com duração de 20 minutos com decorrência de duas vezes ao dia. A tabela abaixo especifica o local e horário de início e termino de cada contagem.

Tabela 01: Local e horário das contagens volumétricas.

HORÁRIOS DAS CONTAGENS VOLUMÉTRICAS
PONTO DE OBSERVAÇÃO DATA ÍNICIO TERMINO
Avenida Regis Pacheco Ponto 01 07/11/2020 07:00 07:20
Avenida Regis Pacheco Ponto 01 07/11/2020 17:30 17:50
Avenida Regis Pacheco Ponto 01 09/11/2020 07:00 07:20
Avenida Regis Pacheco Ponto 01 09/11/2020 17:30 17:50
Avenida Regis Pacheco Ponto 01 10/11/2020 07:00 07:20
Avenida Regis Pacheco Ponto 01 10/11/2020 17:30 17:50
Avenida Regis Pacheco Ponto 01 11/11/2020 07:00 07:20
Avenida Regis Pacheco Ponto 01 11/11/2020 17:30 17:50

Fonte: Autor.

Gráfico 2:

Fonte: Autor

Observando os dados coletados na pesquisa foi observado que a quantidade de veículos leves correspondeu a 60,73%, micro-ônibus 5,55%, ônibus/caminhão 6,24%, motocicletas 27,48%, referente ao montante pesquisado no sentido A-B e B-A.

Segundo Araújo (2011), a mobilidade urbana deve proporcionar deslocamento fluido à população, mas o que podemos observar com a tabulação dos dados da planilha é que a predileção da população do município de Vitória da Conquista, é pelo transporte individual, como motocicletas e automóveis, atestando que um dos fatores que levaram esta via a estar sobrecarregada, causando congestionamentos é a pouca utilização e oferta precária do transporte público, podemos notar que a porcentagem de veículos leves que nela circula é muito superior às outras categorias veiculares, como o ônibus, micro-ônibus e vans que são transportes coletivos, estes tem a capacidade de transportar mais pessoas em um menor espaço.

Gráfico 2: Representação gráfica dos dados coletados na contagem volumétrica, em relação ao sentido do fluxo.

Fonte: Autor

Na contagem volumétrica feita nos 4 dias de pesquisa do fluxo da Avenida Regis Pacheco, que totalizou  2613 veículos, que são classificados em leves, micro-ônibus, ônibus/caminhão, carretas e motocicletas podemos observar que a circulação de veículos nos dois sentido da via é destoante, pois o fluxo no sentido Avenida Presidente Dutra-Centro,  é 34% maior em relação ao sentido oposto.

Tabela 2: Ábaco da contagem volumétrica realizada do doa 07/11/2020 à 11/11/2020.

Fonte: Autor

A tabela acima nos demostra os dados que foram coletados em dias alternados, podemos observar que o dia 07, que foi um sábado e trafego foi mediano em relação aos dias posteriores, no dia 09 ouve a menor circulação veicular, pois na cidade de Vitória da Conquista – BA é decretado feriado municipal, comemora-se o aniversário da cidade. Em relação os dias 10, 11 a cidade voltou as suas atividades corriqueiras e consequentemente o volume de veículos circulando na via foi superior aos dias anteriores.

4. CONSIDERÇÕES FINAIS

Em relação ao que foi estudado tendo como base a cidade de Vitória da Conquista – BA, vimos que precisam ser efetuadas intervenções para melhorias do tráfego urbano, a via que foi analisada está localizada no centro do município, classificada como uma via coletora, tendo como característica a coleta e distribuição do transito.

Para realização destas melhorias foi efetuado o estudo que demostra que a via coletora está sobrecarregada, um dos métodos adotados para comprovação desta afirmação é a contagem volumétrica, que tem como objetivo o levantamento de dados, que incluem o quantitativo de veículos e os seus tipos que trafegam em um determinado tempo.

Visto que, a proposta que foi analisada para o estudo foi a implementação do sistema binário da Avenida Regis Pacheco com a Avenida Centenário, pois com a analise dos dados coletados na contagem volumétrica, constatou-se que o fluxo de veículos no sentido Avenida Presidente Dutra-Centro é superior ao sentido oposto, portanto o binário seguiria o fluxo de maior movimentação, tendo em vista que o sentido Centro-Avenida Presidente Dutra seria atendida por uma via paralela a Regis Pacheco, que foi a Centenário.

Através dos dados explanados neste trabalho, entendemos que esta foi a melhor solução a ser aplicada naquele trecho, trazendo uma melhor mobilidade urbana beneficiando assim a população.

REFERÊNCIAS

BARSANO, Paulo Roberto; BARBOSA, Rildo Pereira. Segurança do trabalho, guia prático e didático. Editora Érica. São Paulo, 2018.

BITENCOURT, Celso Lima; QUELHAS, Osvaldo Luis Gonçalves. Histórico da evolução dos conceitos de segurança. Disponível em: https://seguranca-turmaa.webnode.com.br/_files/200000025-0064c015c1/Hist%C3%B3rico.pdf>. Acesso em 25 jun. 2020.

DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES – DNIT. Manual de Estudos de Tráfego 723. 2006.

MANZATO, Antonio José; SANTOS, Adriana Barbosa. A elaboração de questionários na pesquisa quantitativa  Disponível em:< http://www.inf.ufsc.br/~vera.carmo/Ensino_2012_1/ELABORACAO_QUESTIONARIOS_PESQUISA_QUANTITATIVA.pdf>. Acesso 26 de jun. 2020.

MATTOS, Ubirajara Aluizio de Oliveira. Higiene e Segurança do Trabalho. Editoras Elsevier, Abrepo. Rio de Janeiro, 2011.

MINISTÉRIOS DA ECONOMIA, DA CIDADANIA E DA JUSTIÇA. Norma Regulamentadora 18- NR 18. Disponível em: <http://www.guiatrabalhista.com.br/legislacao/nr/nr18.htm>. 22 abr. 2020

MINISTÉRIOS DA ECONOMIA, DA CIDADANIA E DA JUSTIÇA. Observatório de Segurança e Saúde no Trabalho.  Disponível em: <https://smartlabbr.org/sst>. Acesso 21 de abr. 2020

SAURIN, Tarcisio Abreu; RIBEIRO, José Luis Duarte. Segurança no Trabalho em um Canteiro de Obras: Percepções dos Operários e da Gerência.  Disponível em: < https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-65132000000100001&script=sci_arttext&tlng=pt>. Acesso 24 abr. 2020

SENAC- SP. Histórico da segurança do trabalho no mundo. Disponível em: <https://www.ead.senac.br/drive/tecnico_seguranca_trabalho/index.html>. Acesso em 25 jun. 2020.

[1] Graduando em Engenharia Civil.

[2] Graduando em Engenharia Civil.

[3] Orientadora. Especialização em Engenharia Rodoviária: Do Estudo De Viabilidade Ao Projeto Executivo. Graduação em Engenharia Civil. Graduação em Enfermagem.

Enviado: Novembro, 2020.

Aprovado: Novembro, 2020.

5/5 - (2 votes)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

DOWNLOAD PDF
RC: 66502
POXA QUE TRISTE!😥

Este Artigo ainda não possui registro DOI, sem ele não podemos calcular as Citações!

Solicitar Registro DOI
Pesquisar por categoria…
Este anúncio ajuda a manter a Educação gratuita
WeCreativez WhatsApp Support
Temos uma equipe de suporte avançado. Entre em contato conosco!
👋 Olá, Precisa de ajuda para enviar um Artigo Científico?