O sonho de ser um professor nas universidades – O que é ser um professor universitário – A docência nas faculdades particulares – Como é possível dar aulas em uma universidade?

0
5/5 - (1 vote)

A docência no ensino superior: por que a docência em faculdades públicas e privadas é o sonho de grande parte dos nossos acadêmicos?

Olá, tudo bem? Em nosso post de hoje iremos discutir sobre uma questão muito importante que perpassa também pela carreira acadêmica, e, na verdade, é o objetivo final de muitos acadêmicos que desejam consolidar a sua carreira nesse contexto. Tem crescido cada vez mais o número de pessoas que depois de terminarem os seus cursos de mestrado e doutorado almejam lecionar no ensino superior. Assim sendo, ao longo desse post iremos apontar alguns aspectos básicos, mas muito importantes, que você, que tem o sonho de ser um professor universitário, precisa levar em consideração. O primeiro ponto que merece uma atenção especial e que deve ser destacado nessa discussão é que a depender do contexto no qual deseja atuar – público ou privado – bem como das demandas da região na qual você se encontra são aspectos que irão definir quais são as suas possibilidades nesse momento.

Elementos básicos que norteiam a carreira docenteElementos básicos que norteiam a carreira docente

Iremos apresentar alguns elementos que caracterizam a prática docente no ensino superior a fim de que você compreenda melhor esse cenário no qual almeja ingressar e construir uma carreira eficiente. De antemão, é muito importante que você tenha claro em mente que algumas atividades acadêmicas exigidas de um pesquisador engajado não são diferentes no contexto docente, pois, na verdade, espera-se do professor universitário que ele seja tanto um docente quanto um pesquisador, e, dessa forma, as atividades acadêmicas, como produção de artigos científicos, será uma constante. Assim, muitas pessoas têm dúvida acerca de como funciona a carreira docente universitária no contexto privado, se é necessário apenas enviar um currículo ou se é preciso ser indicado para integrar esse corpo docente. Algumas variáveis perpassam por essa questão e iremos apresentá-las ao longo dessa discussão de hoje.

O crescimento das instituições privadas em todo o paísO crescimento das instituições privadas em todo o país

É inegável que nos últimos anos tem havido um expressivo crescimento de instituições de ensino superior privadas, sendo que muitas delas oferecem, também, cursos de pós-graduação. Não é errôneo afirmar que essas instituições integram a maior parte do cenário acadêmico. Esse crescimento está atrelado a uma série de fatores, porém, as parcerias firmadas com órgãos públicos ajuda e muito nesse processo de expansão. O governo participa ativamente no financiamento desses cursos para aqueles que não conseguem pagar. Um exemplo de programa desse tipo é o FIES. As instituições privadas, portanto, recebem verbas para financiar mensalidades e pesquisas (em alguns casos). Essas instituições adquiriram um caráter diferente em virtude dessas parcerias. Além disso, elas pertencem a grandes conglomerados, como é o caso do grupo Anhanguera e muitos outros. Elas ganharam uma característica organizacional.

A característica organizacional das instituições privadas

Como mencionamos, as instituições privadas, especialmente os conglomerados, estabelecem parcerias, e, assim, crescem de forma significativa, pois agregam mais alunos. Algo importante a ser pontuado é que não existe um modelo único no Brasil para que novos colaboradores sejam admitidos nessas empresas. Não podemos nos esquecer que essas instituições são empresas. Desse modo, as empresas privadas do setor da educação também não possuem um modelo único de admissão. Enquanto empresas privadas do setor educacional, possuem as suas próprias peculiaridades e formas de contratação. O cenário em que vivemos é bastante diversificado e também notamos que há uma certa abertura nesse mercado. É essa instituição que delimitará as suas políticas de contratação. Há instituições, por exemplo, que anunciam as vagas disponíveis para novos docentes em certas plataformas, como a Catho.

As variações entre instituições

Enquanto algumas instituições anunciam essas vagas em portais específicos – como é o caso da Catho – porém, outras disponibilizam essas vagas apenas em seus portais. Assim sendo, como há essas variações, o mais indicado é que você acompanhe no próprio site da instituição se há ou não vagas nesse momento e quais categorias de professores podem ser contempladas. Nesses sites – especialmente das instituições privadas – haverá uma aba que permite que você envie um currículo para essa instituição (como é a aba “seja um colaborador”). O comum é que em certos casos você entre nessa aba e preencha uma espécie de formulário e, caso a instituição tenha interesse, entrará em contato no momento que for conveniente pra ela. Outras instituições podem seguir a mesma lógica de outros tipos de empresa: abertura de processos seletivos para a contratação de professores para uma disciplina/semestre específicos.

Os processos seletivos nas instituições educacionais privadas

A partir do momento em que essa instituição abre um processo seletivo, você precisará se enquadrar nos requisitos postos por aquela vaga. Há, inclusive, as instituições que apresentam editais para que essas exigências fiquem claras aos interessados, e, com isso, aponta-se o tipo de candidato que estão procurando contratar neste momento em específico. Entretanto, não podemos deixar de apontar nessa discussão que sim, ter uma rede de relacionamentos sólida pode expandir as suas possibilidades de ingresso em uma dada instituição. Contudo, mesmo que haja as instituições que preferem contratar dessa forma, esta técnica não é mais uma regra, visto que há uma multiplicidade de fatores relacionados a esse processo de admissão, que, por sua vez, pode ser mais ou menos abrangente. As pessoas conseguem ingressar nesses espaços a partir dos mais diversos métodos e técnicas.

O que facilita o processo de ingresso em uma instituição?

Se você está em um programa de mestrado ou doutorado, as suas possibilidades podem ser mais amplas. Como frisamos, estar dentro de um grupo ou núcleo de pesquisa é crucial para a consolidação da carreira acadêmica. Anuncie a sua disponibilidade e interesse em lecionar e pode ser que um dos membros desse grupo divulgue o seu trabalho para uma instituição da qual já faz parte ou que sabe que está precisando de um novo professor. Essas ferramentas que estamos apresentando são muito utilizadas, e, na verdade, são mecanismos que podem potencializar o seu ingresso e permanência na academia como professor. Todos os métodos são válidos. Também é preciso pontuar que as pessoas que fazem um curso de mestrado ou doutorado fora do Brasil acabam esbarrando em algumas dificuldades, em primeiro lugar porque esses cursos não são reconhecidos no país, logo, não podem atuar de forma legal.

Dificuldades postas pela carreira iniciada no exterior

Como é preciso convalidar o título para que possa atuar de forma legal, muitas pessoas podem perder anos até que possam começar a lecionar no país. A construção de um vínculo é essencial. As atividades presenciais desempenham um papel primordial nesse processo de construção, pois é muito mais fácil demonstrar o seu interesse a partir do contato face a face do que a partir dos meios digitais, porém, ambos são válidos e poderosos aliados. O período pré e pós aula é fundamental para a construção desse vínculo, pois são momentos mais informais, de modo que a conversa com o seu professor e membros do grupo de pesquisa pode fluir de uma forma mais natural. A conversa e o diálogo são fundamentais para você que quer ser um professor universitário, pois essa rede pode fazer com que você tenha acesso a certas vagas. Contudo, vivemos em um contexto pandêmico que não tem nos permitido o contato presencial.

Os mecanismos para ingresso em uma instituição privada

Temos ressaltado que a conversa presencial é uma poderosa aliada, porém, há outros mecanismos que permitem que você ingresse em uma instituição e construa uma carreira sólida. Uma dica que gostaríamos de reiterar é que é fundamental que você compreenda o cenário posto pela instituição na qual deseja ingressar (seja como pesquisador, seja como docente), uma vez que cada uma tem as suas próprias características e exigências. Também entendemos que é fundamental a compreensão acerca de como essas instituições costumam funcionar. Leve em consideração que o contexto público funciona de uma forma muito diferente que o privado. No âmbito público, para ingresso nesses espaços, é provável que você tenha que passar por um processo seletivo. Seja para atuar como professor visitante, temporário, assistente, efetivo (dentre outros), precisará ser selecionado. Além disso, o porte da universidade influencia.

O porte de uma instituição e as suas peculiaridadesO porte de uma instituição e as suas peculiaridades

Se essa instituição que deseja ingressar for de pequeno, médio ou grande porte, as suas possibilidades de contratação podem variar de uma forma muito significativa. As instituições de ensino de pequeno porte possuem algumas peculiaridades que pode fazer com que as suas chances de contratação sejam mais altas. Algumas delas são consideradas como universidades, mas lidam com uma série de desafios, como um quadro reduzido de professores, sobretudo de mestres e/ou doutores. Essas empresas costumam ser familiares. Nesse caso, falar com os responsáveis por essa administração ou com professores que conhece e que ministram aulas lá pode ser mais interessante para que consiga ingressar nesse espaço. Contudo, há aqueles grandes conglomerados. O mais comum nessas grandes empresas é a contratação via processo seletivo, porém, nem sempre eles são abertos e divulgados para todos, mas fique de olho.

De qual ensino superior você está falando?

Quando discutimos sobre o ingresso no ensino superior, é de suma importância que você tenha em mente de qual ensino superior está falando. Assim sendo, é crucial que você entenda como essa instituição da qual deseja ingressar funciona e quais são as suas exigências. Ter uma visão global acerca dessas instituições é crucial para que você saiba quais são as suas possibilidades e ao que precisará se adaptar. Um outro ponto que gostaríamos de frisar e que é uma estratégia mais pessoal é a consideração acerca daquilo que pode ser melhor para você, pois nem sempre o que sonhamos e desejamos é o melhor para nós mesmos nesse momento em específico. Considere a sua própria realidade antes de qualquer outra coisa. Ela deve ser a sua prioridade na análise. Um ponto que não poderíamos deixar de apontar é a sua disponibilidade: se está disposto a mudar para uma outra cidade, por exemplo.

As mudanças que podem ser necessárias

Além das questões que perpassam pela disponibilidade (financeira, de tempo, de se mudar para outro local, de dedicação), é preciso que você pense nas questões que perpassam pela estabilidade. Se você pretende consolidar a sua carreira nesse contexto acadêmico, é crucial que você pense em um concurso público, pois é fato que ele fomenta essa sensação de segurança. Algumas regiões são mais requisitadas, o que pode limitar as suas possibilidades, sobretudo por questões que perpassam pela titulação e experiência com esse universo. Outras, por sua vez, são mais carentes, logo, as estratégias para contratação são mais simples e flexíveis. Por outro lado, se você não tem essa possibilidade e precisa estar próximo desse contexto no qual reside atualmente, se você tem pessoas dependentes de você (filhos, por exemplo), você deve mapear as instituições que estão próximas para traçar uma estratégia coerente com elas.

A construção de vínculos nessas instituiçõesA construção de vínculos nessas instituições

Além de ser fundamental mapear essas instituições que estão próximas a você, é crucial que você comece a se aproximar desses espaços nos quais deseja atuar. A partir dessa aproximação poderá construir um vínculo com os seus membros, e, dessa forma, ampliar as suas possibilidades de ingresso nesse novo universo. Analise se há pessoas conhecidas dentro dessas instituições que possam te recomendar e se há grupos de pesquisa, pois, como temos destacado em nossas discussões, o ingresso em um grupo de pesquisa contribui de diversas formas para que você possa consolidar o seu nome nessa instituição específica. Analise, também, como essa instituição costuma contratar (se há uma aba para enviar currículo/preencher dados/enviar formulários).

Essas dicas que apresentamos ao longo dessa discussão são mecanismos e instrumentos que podem potencializar as suas possibilidades de atuação nesse contexto universitário, com ênfase na docência. Entretanto, é primordial que essas estratégias aqui apresentadas sejam aplicadas de acordo com a sua própria realidade, o que implica a realização de algumas adaptações. Para as pessoas que desejam ingressar em grandes grupos, a construção desse vínculo relacional é uma poderosa estratégia (invista no network). Esses métodos que apresentamos podem ajudar diversas pessoas, desde que sejam adequados a outros contextos. Além disso, saiba que cada instituição pode ter demandas específicas, o que afunila ainda mais o seu rol de contratados.

Como publicar Artigo Científico

Dúvidas? Sugestões? Deixe seu Comentário!

Digite seu comentário!
Informe seu Nome aqui