Os Idosos, as Tecnologias e a Inclusão Digital

0
90
DOI: ESTE ARTIGO AINDA NÃO POSSUI DOI SOLICITAR AGORA!
PDF

ARTIGO ORIGINAL

ALMEIDA, Thiago Vieira [1], WATAYA, Roberto Sussumu [2]

ALMEIDA, Thiago Vieira. WATAYA, Roberto Sussumu. Os Idosos, as Tecnologias e a Inclusão Digital. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. Ano 05, Ed. 11, Vol. 02, pp. 14-25. Novembro de 2020. ISSN: 2448-0959, Link de acesso: https://www.nucleodoconhecimento.com.br/tecnologia/inclusao-digital

RESUMO

Este trabalho teve como objetivo geral compartilhar a experiência do projeto Alfabetização Digital do Idoso do Centro Universitário Adventista de São Paulo – UNASP/SP, na promoção da inclusão digital desse grupo com detalhamento dos processos aplicados. A metodologia aplicada neste estudo teve como, a pesquisa de natureza qualitativa e o tipo de pesquisa de campo, onde os participantes idosos responderam um questionário para mensurar o grau de resistência às Tecnologias de Informação e Comunicação – TIC’s. Posteriormente foram submetidos a avaliações dos tipos anunciados nas etapas do projeto. Os resultados finais confirmam a vitória dos idosos, ao dominarem plenamente as TIC’s para uma retomada de papéis significativos e relevantes dentro da sociedade, deixando o isolamento, o anonimato e de uma situação de inoperância e de falta de esperança.

Palavras-chave: Idosos, TIC’s, inclusão digital, smartphone, logmein.

1. INTRODUÇÃO

A sociedade moderna tem enfrentado uma nova realidade em relação há expectativa de vida das pessoas. Segundo dados do IBGE (2004), em 1980, a vida média do brasileiro era de 62,6 anos de idade, por volta de 2000 chegou aos 70 anos e, segundo projeção, a expectativa de vida média para o ano de 2050 é de 81,3 anos. Com esse crescimento, a sociedade tem despertado para alguns aspectos referentes à vida dessas pessoas de idade mais avançada, como a própria qualidade de vida, problemas de adaptação, motivação, entre outros.

A pesquisa mostrou ainda que os brasileiros de uma forma geral em todas as idades, como os adolescentes e adultos, passaram a ter mais acesso à internet. Desde 2016 para 2017, houve um grande aumento de mais de 31% de internautas no país. Um dado muito curioso envolvendo principalmente os nossos avôs e avós internautas, é que o acesso se dá através de dispositivos móveis, como 4G do celular, ou seja, a terceira idade está conectada também nos poderosos e superdesenvolvidos Smartphones. Diante desse cenário, que parece não ter volta, é imprescindível que os idosos aprendam a manusear um smartphone e todos os outros equipamentos tecnológicos, como computadores e mesmo Smart TV’s com facilidade (IBGE, 2010).

Neste contexto o objetivo geral do estudo é compartilhar a experiência do projeto Alfabetização Digital do Idoso do Centro Universitário Adventista de São Paulo – UNASP/SP, na promoção da inclusão digital desse grupo com detalhamento dos processos aplicados. E os objetivos específicos foram: Dominar os Recursos Básicos da Informática; Navegar na Internet por meio do SmartPhone; utilizar o pacote MS Office; conhecer o software LogMeIN[3].

Este documento está organizado em seis seções, iniciando com esta introdução, a seção 2: O idoso e a Tecnologia, em seguida, o Projeto de Inclusão Digital do Idoso. Na seção 4: Metodologia, seguida dos Resultados e Discussão e finalmente na seção 6: Considerações Finais.

2. O IDOSO E A TECNOLOGIA

No Brasil, muitos ainda não sabem ao certo o que é a Inclusão Digital, o que dificulta a interatividade de outras pessoas a fazer parte dos projetos. Observando a essas e outras implicações, veremos que é preciso ter força de vontade e amor ao próximo para ajudar nas dificuldades. Apesar de despertar a curiosidade, muitas dessas pessoas da terceira idade jamais tiveram qualquer tipo de contato com um computador, notebook, aparelhos celulares ou TV com funcionalidades totalmente tecnológicas.

Neste contexto, o movimento da inclusão digital na terceira idade é de capital importância, pois o melhor dessa jornada, é testemunhar esse grupo dos idosos com suas dificuldades, passarem pelo projeto de inclusão digital e como resultado final, terem obtido o domínio e a familiarização com a informática. Além disso, é importante destacar que a capacidade de utilizar a Tecnologia da Informação e Comunicação – TIC, habilita o grupo dos idosos na inclusão digital e social, uma vez que sua interação com os parentes e amigos, nas trocas de informações ocorrem de maneira natural. Por isso, destacamos que o projeto de Inclusão é de extrema importância não só para os idosos, para os  professores voluntários, mas como também para evolução educacional do Brasil, pois conhecimento é o futuro, é vida, é cultura é a evolução para um país melhor. (DIEGOBINI, 2019).

2.1 O DESAFIO DA INCLUSÃO DIGITAL NO BRASIL

Ultimamente, o programa da inclusão digital, tornou-se um indicador muito importante no diagnóstico do desenvolvimento de qualquer país. Além disso, a partir da segunda metade do ano de 1990, o Brasil promoveu uma notável expansão do uso da internet e dos telefones celulares. Este avanço tecnológico, proporcionou o surgimento dos excluídos digitais, ou seja, pessoas que não dominam e nem utilizam os recursos da tecnologia. Assim, o projeto de inclusão digital se tornou muito importante, pois podemos considerar que, a Inclusão Digital é a democratização do acesso às TIC’s, objetivando os analfabetos digitais. Dessa forma, consideramos que a inclusão digital é simplificar as atividades e maximizar o tempo e as suas potencialidades, com isso melhorar as suas condições de vida.

A inclusão digital é caracterizada pelo atendimento de três instrumentos básicos que são, dominar o computador, acessar à internet e trabalhar com as ferramentas das TIC’s, uma vez que ao cidadão, não basta possuir um computador conectado à internet para ser considerado incluído digital. Existem 102,1 milhões de brasileiros com acesso à internet no país (IBGE, 2010).

O mundo da tecnologia vem crescendo diariamente com muitas inovações, além disso, os aparelhos celulares surgem com muitos recursos, transformando esses pequenos aparelhos em um minicomputador, também as TV’s se transformaram em SmartTV’s, agora com ótimos meios de funcionalidades e com aplicativos que permitem as interações compatíveis para Internet. Neste contexto, despertou meu interesse, e com ele, a vontade de aprender mais sobre suas funcionalidades e aplicações dos aparelhos de microinformática e suas tecnologias. E dessa forma, poder compartilhar esse conhecimento às pessoas da terceira idade que ficaram excluídos diante da dura realidade imposta pelas TIC’s.

A Inclusão Digital não é algo novo no Brasil, mas os investimentos governamentais, empresariais e institucionais para criação de projetos nesse sentido, não são suficientes para atender a demanda e de mudar a qualidade de vida das pessoas com uma idade mais avançada. Um dos grandes problemas, é o custo da criação para equipar um laboratório de informática, exige além de exigir os valores para aquisição dos equipamentos, necessita também da cooperação dos instrutores e tempo para poderem desenvolver o projeto. O Estatuto do Idoso, traz inúmeros diretos aos idosos, inclusive o acesso à educação de qualidade, além disso a garantia da inclusão digital através da computação e outros dispositivos tecnológicos. Desta forma, este grupo tem procurado conhecer e dominar esses recursos das TIC’s, para garantir maior satisfação, participação e inclusão social (ESTATUTO DO IDOSO, 2003).

Entretanto nesse cenário difícil, encontramos uma instituição cujo lema é “Educar e Servir”, onde o valor humano é enaltecido, pois se preocupam com o próximo e sua qualidade de vida, além de oferecer essa possibilidade da a inclusão digital para os idosos, contribuem na interação social. Esse projeto em questão, aproximam pessoas de idades semelhantes que acabam se apoiando em dificuldades que eles possuem em comum. Assim, a tecnologia contribui na integração, formando uma comunidade online, permitindo assim, aumenta o grau de interação com os seus parentes e amigos. Também em um ambiente de troca de informações, aprendendo junto e oferecendo novas chances e permitindo o desenvolvimento das suas habilidades, até então desconhecidas. Este programa de inclusão digital, potencializam suas perspectivas de futuro com melhor qualidade de vida, tudo isso pelo fato do sentimento de pertencimento e de aceitação na sociedade (MEC, 2008).

Figura 2: Inclusão Digital é Viver Bem

Autor: WATAYA, 2018.

Figura 3: A importância da inclusão digital na terceira idade

Autor: WATAYA, 2018

3. PROJETO INCLUSÃO DIGITAL DO IDOSO

Três em cada dez brasileiros terão 60 anos ou mais em 2050 e as estimativas que a população idosa no país passará dos 24 milhões logo sendo o total de 17% da população, para seus 66,5 milhões atribuindo um resultado de 29,7%. Os dados do Instituto Brasileiro de geografia e Estatística do IBGE e o da Organização mundial da saúde OMS acendem o alerta para o envelhecimento saudável dessa faixa etária e marcam o dia do Idoso. A cidade de Santos que fica no litoral de São Paulo, é referencial pela criação de centro de ensino de inclusão para terceira idade. O secretário nacional de Defesa dos direitos da pessoa idosa, Antônio Fernandes Toninho Costa, esteve pessoalmente em Santos para entrega de equipamentos de informática para equipar o laboratório e assim poder ajudar a terceira idade daquela região (BRANDÃO, 2019).

Estima-se que em 2030, haja uma inversão no cenário demográfico no Brasil, pois os números indicam um percentual de pessoas no país com 60 anos ou mais, vão ultrapassar o de crianças de 14 anos, onde serão muitos e viverão mais. Os dados da Organização Mundial da Saúde – OMS, alertam que a estimativa de vida dos brasileiros está aumentando, pois em 2050 as projeções são de que as mulheres viverão entre 96 e 100 anos, já os homens entre 86 a 87 anos de idade. O governo Federal deve preparar os órgãos públicos para acolher a terceira idade, pois somente a vontade das pessoas de ajudarem ao próximo não será o suficiente para lhe dar com essa situação de crescimento nacional da população idosa (BRANDÃO, 2019).

Figura 5: Elementos e Ferramentas na Prática

Autor: ARAÚJO, 2016.

Figura 6 – Projeto Inclusão digital para idosos – UNASP-SP

Autor: Wataya, 2018.

4. METODOLOGIA

A metodologia aplicada neste estudo teve como, a pesquisa de natureza qualitativa e o tipo de pesquisa de campo, onde os participantes idosos responderam um questionário para mensurar o grau de resistência às Tecnologias de Informação e Comunicação – TIC’s. Posteriormente foram submetidos a avaliações dos tipos anunciados nas etapas do projeto. Assim, esta pesquisa é considerada como estudo exploratório e descritivo, pois descreve as características desse grupo (GIL, 2008).

Este estudo ocorreu no período de 06 de agosto a 10 de dezembro de 2019, na sala 6 do Laboratório do Núcleo de Computação da UNASP/SP. As aulas foram práticas, durante sua vigência, durante cinco meses totalizando 18 semanas e resultando em 56 horas aula[4]

As aulas foram ministradas na sala 6 do Laboratório do Núcleo de Computação, com um aluno por microcomputador e os SmartPhones de propriedade dos idosos. No período foram estudados os seguintes tópicos:

Etapa 1: Aprendizado sobre os Recursos Básicos da Informática Logar o computador e acessar a Internet; navegar com segurança na Internet; acessar site do INSS e navegar nas ferramentas.

Etapa 2: Navegando na Internet por meio do SmartPhone – Configuração do WIFI; utilizar o app Bradesco, acessa a conta, efetuar pagamento e depósito; interagir nas mídias sociais: Facebook e Whatsapp.

Etapa 3: Utilizando o pacote MS Office – MS- EXCEL; MS- POWER POINT; Internet EXPLORER.

Etapa 4: Suporte ao Cliente – Conhecer as principais ferramentas do software LogMeIN; acessar o HELP DESK por meio Remoto; transmitir o Problema e Resolve-lo.

O software LogMeIN permite uma nova modalidade de comunicação empresarial, pois é constituída de uma ferramenta denominada Jive, que possui 80 características que possibilitarão desde unificar as comunicações até a chamadas ilimitadas, isso é possível do seu telefone, do computador também pelo celular. Além disso, sua configuração é compatível para integração dos dados com algumas ERP’s[5], é a nova maneira de se comunicar, é constituído de uma ferramenta Jive, que o transforma em um sistema telefônico empresarial com mais de 80 características que permitirão você unificar as comunicações da sua empresa, e realizar chamadas ilimitadas para mais de 50 países deste seu computador, telefone e celular. Também permite a integração com o módulo CRM de uma ERP (LOGMEIN, s/d).

Figura 4: Informática na Inclusão Digital

Autor: WATAYA, 2018

Figura 8: Ferramenta de Acesso Remoto

Fonte: Autor, 2020.

4.1 PARTICIPANTES DO PROJETO

No segundo semestre de 2019 foram entrevistados, por meio de um questionário 45 idosos moradores no entorno da UNASP com nível acadêmico muito diferenciados, com a finalidade de ter o diagnóstico mais próximo do real. Por se tratar de um estudo experimental e exploratório, também baseado no método quantitativo e qualitativo. Esse grupo de 45 pessoas de ambos os sexos, aceitaram participar deste estudo, cujo desafio principal foi “dominando as TIC’s”.

As questões que evidenciam o desejo de dominar as TIC’s, faz com que o desafio do projeto, seja uma questão de honra para os idosos. Na questão 1 do questionário, tivemos os seguintes resultados, 18 homens e 27 mulheres, e desses 75% na faixa etária de 60 – 70 anos; e finalmente 25% entre 71 – 80 anos, isto é confirmado na Figura 3 – Perfil dos participantes. E na Figura 5 – Perfil Acadêmico o resultado foi 65% Ensino Médio completo; 25% Ensino Superior incompleto e 10% Ensino Superior completo.

Figura 4: Perfil dos participantes

Fonte: Autor, 2020

Figura 4: Perfil Acadêmico

Fonte: Autor, 2020

5. RESULTADOS E DISCUSSÕES

O resultado deste estudo foi no período de cinco meses e quatro etapas de investigações, e o aproveitamento é considerado muito bom. E o seu desenvolvimento foi em quatro etapas: Etapa 1 – Aprendizado sobre os Recursos Básicos da Informática Logar o computador e acessar a Internet; navegar com segurança na Internet; acessar site do INSS e navegar nas ferramentas. Etapa 2: Navegando na Internet por meio do SmartPhone Configuração do WIFI; utilizar o app Bradesco, acessa a conta, efetuar pagamento e depósito; interagir nas mídias sociais: Facebook e WhatsApp. Etapa 3: Utilizando o pacote MS Office – MS- EXCEL; MS- POWER POINT; Internet EXPLORER. Etapa 4: Suporte ao Cliente Conhecer as principais ferramentas do software LogMEIN; acessar o HELP DESK por meio Remoto; transmitir o Problema e Resolve-lo.

A vontade de “dominar as TIC’s” foi uma constante nesse grupo de idosos, assim os resultados espelham esses desempenhos. Na figura 4 – Aprendizado sobre os Recursos Básicos da Informática, mostra os seguintes resultados: 85% conseguiram acessar o site do INSS e navegar nas ferramentas do site; 95% Navegaram com segurança na Internet; e 90% conseguiram logar o computador e acessar a Internet.

Figura 4: Resultado do Suporte ao Cliente

Fonte: Autor, 2020

Figura 5: Navegando na Internet por meio do SmartPhone

Fonte: Autor, 2020

Na Figura 5 – Navegando na Internet por meio do SmartPhone, o desempenho foi que 95% conseguiram configurar o WIFI; e 85% souberam utilizar o app do Bradesco, efetuando as seguintes operações: acessar, efetuar pagamento e depósito. E finalmente 90% conseguiram interagir nas mídias sociais: Facebook e WhatsApp.

A Figura 6 – Utilizando o pacote MS Office, mostra os seguintes desempenhos: 90% dominaram as principais ferramentas do MS WORD; 80% MS EXCEL; 85% conseguiram confeccionar uma apresentação multimídia e finalmente 80% navegaram tranquilamente no Internet EXPLORER.

Figura 6: Utilizando o pacote MS Office

Fonte: Autor, 2020

Figura 7: Solucionando os Problemas Remotamente com HELPDESK

Fonte: Autor, 2020

Na figura 7 – Solucionando os Problemas Remotamente com HELPDESK, obtiveram os seguintes desempenhos: 90% conseguiram dominar as principais ferramentas do software LogMAIN; 95% acessaram o HELPDESK por meio Remoto; e 85% conseguiram transmitir Remotamente o Problema do seu computador e resolvê-lo.

Isto posto, passemos às considerações finais deste estudo.

6. CONSIDERAÇÕES FINAIS

Considerar a realidade dos idosos no contexto das TIC’s, o domínio dessas tecnologias, a contribuição na inclusão digital desse grupo excluído da sociedade, foi o nosso objetivo deste estudo.

Dessa forma, podemos afirmar que o Projeto de Inclusão Digital do Idoso, tendo como foco o domínio das principais ferramentas das TIC’s, está sendo caracterizado como efetivo para esse grupo. Pois as análises dos resultados finais confirmam a vitória dos idosos, para uma retomada de papéis significativos e relevantes dentro da sociedade, deixando o isolamento, o anonimato e de uma situação de inoperância e de falta de esperança.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ALEXANDRE WOLF. Repórter Unesp. Inclusão Digital na Terceira Idade Aumenta no Brasil nos Últimos 5 Anos. Disponível em: <http://reporterunesp.jor.br/2016/04/06/inclusao-digital-na-terceira-idade-aumenta-no-brasil-nos-ultimos-5-anos/>   Acessado em abr. 06. de 2016.

ARAÚJO, M. A inserção do idoso frente às novas tecnologias. 2016. Disponível no site: https://matheusaraujoadv.jusbrasil.com.br/artigos/447365201/a-insercao-do-idoso-frente-as-novas-tecnologias  Acesso em 25/setembro/2020.

BRANDÃO. EDURDO DA REDAÇÃO. A TRIBUNA. Inclusão Digital é o Maior Desafio na Vida do Idoso.  https://www.atribuna.com.br/cidades/santos/inclus%C3%A3o-digital-%C3%A9-o-maior-desafio-no-dia-do-idoso-1.69589   Acessado em out. de 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Portal de Inclusão Digital. Acessado em 01 de mar. de 2008. Disponível em: https://www.infoescola.com/educacao/inclusao-digital/   Acessado em abr. 06. de 2016.

DIEGOBINI. A IMPORTÂNCIA DA INCLUSÃO DIGITAL NA TERCEIRA IDADE. mar. 2019. em: < https://blog.luz.vc/tendencias/a-importancia-da-inclusao-digital-na-terceira-idade/>  Acessado em abr. 06. de 2016.

ESTATUTO DO IDOSO. Lei no 10741/03 – Artigo 21. 2003. Disponível no site: https://presrepublica.jusbrasil.com.br/legislacao/98301/estatuto-do-idoso-lei-10741-03#art-21 Acesso em 25/setembro/2020.

IBGE. INSTITUTO BRASILEIRO DE DESENVOLVIMENTO E PESQUISA. dez. 2005.em:<https://censo2010.ibge.gov.br/noticiascenso.html?view=noticia&id=1&idnoticia=494&busca=1&t=2004-esperanca-vida-brasileiro-atingiu-71-7anos#:~:text=Entre%201980%20e%202004%20a,em%20m%C3%A9dia%2C%20em%205%20meses>   Acessado em abr. 06. de 2016.

INSTITUTO PINHEIROS. A IMPORTÂNCIA DA INCLUSÃO DIGITAL NA TERCEIRA IDADE. 2019. em: https://institutopinheiro.org.br/importancia-da-inclusao-digital-na-terceira-idade/  cessado em out. de 2019.

JANGUIÊ DINIZ. A INCLUSÃO DIGITAL NO BRASIL AINDA É UM DESÁFIO. 2017. Em:<https://www.leiaja.com/coluna/2017/11/14/inclusao-digital-no-brasil-ainda-e-um-desafio>  Acessado em abr. 06. de 2016.

LOGMEIN, Telefonia Empresarial em Nuvem. s/d. Disponível no site https://www.m3corp.com.br/solucoes/logmein/  Acesso em 25/setembro/2020.

ORACLE. O que é ERP?. 2020. Disponível no site https://www.oracle.com/br/applications/erp/what-is-erp.html acesso em 25/setembro/2020.

TAGIAROLI, G. Idosos conectados aprendem com jovens que internet também é lugar de paquera. 2010. Disponível no site: https://tecnologia.uol.com.br/ultimas-noticias/redacao/2010/05/17/idosos-conectados-aprendem-com-jovens-que-internet-tambem-e-lugar-de-paquera.jhtm  Acesso em 25/setembro/2020.

WATAYA, R.S. Foto da Figura 6, cortesia do Professor Roberto Sussumu Wataya, 2018.

APÊNDICE – REFERÊNCIAS DE NOTA DE RODAPÉ

3. LogMeIN, seu conceito está na seção 4 METODOLOGIA.

4. As aulas foram ministradas duas vezes por semana, sendo 110 minutos/aula e 10 minutos de “Momentos de Reflexão em Grupo”. Totalizando 2horas/aula.

5. ERP’s – significa Planejamento de Recursos Empresariais, elas são um conjunto de softwares para gerenciar uma empresa (ORACLE, 2020).

[1] Graduação.

[2] Orientador. Doutorado em Educação. Mestrado em Educação. Graduação em Matemática. Graduação em Sistemas para Internet. Graduação em Tecnologia em Redes de Computadores. Graduação em Bacharel Em Ciências Jurídicas.

Enviado: Outubro, 2020.

Aprovado: Novembro, 2020.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here