Mesoterapia no tratamento de gordura localizada: revisão de literatura

0
147
DOI: ESTE ARTIGO AINDA NÃO POSSUI DOI SOLICITAR AGORA!
Rate this post
PDF

ARTIGO DE REVISÃO

SOUSA, Taynara Ribeiro de [1], ROCHA, Rafaeli [2], LOPES, Francícero Rocha [3]

SOUSA, Taynara Ribeiro de. ROCHA, Rafaeli. LOPES, Francícero Rocha. Mesoterapia no tratamento de gordura localizada: revisão de literatura. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. Ano. 06, Ed. 11, Vol. 05, pp. 183-199. Novembro 2021. ISSN: 2448-0959, Link de acesso: https://www.nucleodoconhecimento.com.br/saude/mesoterapia

RESUMO

A mesoterapia, evidenciada como um conjunto de técnicas para conforto de dores e bem-estar em geral das pessoas, constitui-se como um aglomerado de procedimentos com os mais diversificados fins, dentre os quais citamos o alívio de dores e estresse. Para fins estéticos, tem sido bastante difundida, por auxiliar no enfrentamento da celulite e gordura localizada, considerando que os exercícios contribuem na estimulação do fluxo sanguíneo e linfático, na difusão da fisiologia local e na excreção das toxinas, que prejudicam o desenvolvimento do corpo. Nesse contexto, o presente artigo, visa responder: a mesoterapia traz de fato benefícios para a redução da gordura localizada? Objetivo: Analisar a utilização da mesoterapia no tratamento da gordura localizada. Metodologia: refere-se a uma revisão da literatura, realizada em artigos científicos, legislações, periódicos on-line e outros documentos oficiais que comprovam os benefícios da mesoterapia no campo da estética/saúde. Os artigos foram analisados e relacionados, conforme delineamento do estudo. Foi utilizada ficha síntese as quais contemplam: a identificação dos autores, ano e plataforma de publicação, área de conhecimento e síntese do artigo. Resultados: Os textos selecionados demostram que apesar de ser difundido o uso da mesoterapia para a redução da gordura localizada, os estudos ainda precisam avançar para que de fato haja comprovação científica que legitimem essa prática. Conclusão: O estudo propiciou amplo conhecimento sobre os procedimentos adotados, ressaltando as vantagens e desvantagens quanto à realização da mesoterapia para a saúde, principalmente no que se refere ao conhecimento profissional para desenvolvimento com segurança da técnica utilizada.

Palavras-chave: Corpo, Gordura Localizada, Mesoterapia, Tratamento.

INTRODUÇÃO

O padrão de beleza instituído pela sociedade, acrescentado ao grande quantitativo de pessoas obesas no Brasil e no mundo, tem demonstrado a desagrado com a imagem corporal, ocasionando inquietação e incômodo com o corpo (KAKESHITA, 2006).

No entanto, isso não pode ser observado em sua totalidade, por uma perspectiva negativa, considerando que há pessoas que são adeptas a procedimentos estéticos, aos exercícios físicos e se alimentam de forma saudável.

Sob essa ótica de “imperfeições” corporais, surge a gordura localizada como sendo uma das principais queixas de alteração estética que se observa atualmente, estas associadas ao alto risco de doenças cardiovasculares, além da inclinação ao desenvolvimento de doenças como síndrome metabólica e diabetes, que podem comprometer a expectativa de vida das pessoas acometidas (BRESCIA et al., 2009).

Informações coletadas na Escola de Medicina de Harvard e publicada pela BBC NEWS descrevem que, na maioria das pessoas, 90% da gordura corporal é subcutânea, localiza-se sob a pele. Os 10% restantes, considerados viscerais ou intra-abdominais, estão “camuflados” bem longe do nosso alcance, debaixo da parede abdominal, localizam-se nos espaços que circulam o fígado, os intestinos e outros órgãos. Isso é observado ao tocar a barriga, essa gordura macia também é subcutânea (BARRA, 2018).

Nesse contexto, e percebendo o processo revolucionário de procedimentos estéticos, nos deparamos com a mesoterapia, que auxilia no cuidado da gordura localizada, que tanto provoca insatisfação devido ao acúmulo de tecido adiposo em vários locais do corpo: abdômen, coxas e glúteos. Tacani et al. (2009) destacam que 84,3% das mulheres são as que mais procuram esses tratamentos. Em 78,2% das pacientes obesas as alterações hormonais e ponderais ocasionam o aumento de peso, volume e alterações do contorno corporal, conforme assinalaram estudos que definem o perfil de pacientes atendidos em clínicas de fisioterapia dermato-funcional.

No âmbito geral, fica evidenciado que as pessoas nunca estão satisfeitas com seu corpo, considerando que em sua maioria o desejo é alterar algo nele, apresentado como principal problema o excesso de gordura, ou seja, a lipodistrofia localizada, a chamada gordura localizada (TOGNI, 2006).

Diante dessa realidade, entende-se que a gordura localizada causa danos à saúde e repercute de forma negativa, principalmente para as mulheres, que seguem um padrão de beleza socialmente constituído. Deste modo, o questionamento que se faz é: a mesoterapia traz de fato benefícios para a redução da gordura localizada?

Para esse questionamento, elencou-se a seguinte hipótese: as comprovações científicas são diminutas, considerando que há poucos estudos que avaliam de maneira objetiva e quantitativa os efeitos das técnicas da mesoterapia para a redução do tecido adiposo.

Em vista disso, o estudo tem como objetivo geral analisar a utilização da mesoterapia no tratamento da gordura localizada, para trilhar esse caminho foram estruturados os objetivos específicos quais sejam: averiguar todas as nuances envolvendo a mesoterapia e identificar os efeitos da mesoterapia para redução da gordura localizada e consequentemente das medidas corporais.

Dessa forma, o presente estudo se justifica pela relevância do tema, considerando que se busca a confirmação de que a mesoterapia no tratamento de gordura localizada, quando realizada com a técnica correta, pode auxiliar na diminuição de medidas e edemas, além de estimular a circulação sanguínea, o metabolismo e as respostas neuromusculares, combina os delineamentos corporais e diminui a ansiedade e a depressão, cooperando para elevar a autoestima e melhorar a qualidade de vida das pessoas.

O estudo fundamenta-se em uma revisão descritiva e exploratória de literatura. Segundo Prodanov (2013. p. 54), o estudo de revisão bibliográfica tem como finalidade colocar o pesquisador em contato direto com materiais publicados sobre o tema, como livros e artigos científicos encontrados em bibliotecas convencionais e virtuais (PRODANOV, 2013).

O estudo descritivo admite que o pesquisador observe, registre, análise, classifique e interprete os fatos, sem que o mesmo intervenha sobre eles, ou seja, os fenômenos do mundo físico e humano são estudados, mas não são manipulados pelo pesquisador (PRODANOV, 2013).

A pesquisa exploratória, por sua vez, permite que o pesquisador estude sobre o tema, sob diversas dimensões e perspectivas, proporcionando maior conhecimento sobre o assunto a ser investigado, de modo a facilitar o delineamento da pesquisa, orientar a definição dos seus objetivos e permitir a formulação de hipóteses ou a descoberta de um novo panorama sobre o assunto.

Na classificação bibliográfica foram buscadas publicações indexadas na base de dados Scientific Electronic Library Online (Scielo), Google Acadêmico e outros sítios eletrônicos que abordam sobre a mesoterapia no tratamento de gordura localizada. Nesse processo, foram escolhidas sete publicações, obedecendo aos critérios elencados a seguir: busca nos bancos de dados, utilizando os descritores: Corpo; Gordura localizada; Mesoterapia e Tratamento; publicações na íntegra, artigos publicados na língua portuguesa, artigos de procedência nacional e que foram publicados e indexados nas bases de dados no período entre 2006 e 2021. Foram excluídos dessa proposta os artigos publicados na língua estrangeira, artigos que não estão relacionados ao tema em estudo e os artigos anteriores ao ano de 2006.

Tacani (2008, p. 17) afirma que a ação da aplicação intradérmica local, através de múltiplas injeções no tecido adiposo, ainda é um assunto com extrema controversa. Alguns autores creem não haver qualquer efeito lipolítico primário sobre o tecido adiposo, outros referem um efeito lipolítico primário, justificando que a mesoterapia desempenha um resultado mecânico local decorrente do ato direto da pressão desempenhada no segmento administrado. Entretanto, outros narram um efeito lipolítico secundário quando acompanho da dieta e atividade física.

A coleta dos artigos nas bases de dados foi realizada no período de janeiro a junho de 2021 e os textos encontrados e selecionados se constituem de fundamental importância, ressaltando o que debatem os literatos pesquisados quanto à mesoterapia no tratamento de gordura localizada. O campo da estética acende de maneira crescente vertiginosa e está ligada com o bem-estar dos indivíduos, requisita maiores informações uma vez que a competência técnica e científica se faz presentes no conjunto do aprimoramento dos métodos estéticos e de bem-estar das pessoas (BRASIL, 2018).

DESENVOLVIMENTO

Os desajustes corporais causados pelo excesso de peso incidem em um grande problema de saúde pública, causando além do desconforto da imagem, alto custo financeiro e social, risco para o aparecimento de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT), como acidente vascular cerebral – AVC, Hipertensão arterial, diabetes, cardiopatias e alguns tipos de câncer, se constituindo como adversidade mundial (OPAS, 2016).

Nesse contexto, a influência da adiposidade na região abdominal relaciona-se na maioria das vezes à resistência a glicose, modificações no perfil lipídico do plasma e hipertensão arterial. A correlação desses fatores de risco cardiovasculares (hiperinsulimia, hipertensão arterial, diabetes tipo 2, HDL- colesterol baixo) resultam na síndrome plurimetabolica (LIMA et al., 2006).

É oportuno destacar que a gordura localizada, definida como um desarranjo celular no metabolismo dos adipócitos ou no seu desenvolvimento anormal, ocorre prevalentemente nas principais regiões do corpo, das quais destacamos quadris, abdome, coxas e oblíquo. Sua constituição está relacionada a fatores como a abundância, localização das células de gorduras no corpo, à idade, o sexo, ao tipo de alimentação, ao sedentarismo e ainda a fatores genéticos (MACHADO et al., 2017).

A hipoderme, também conhecida como panículo adiposo ou camada mais profunda da pele, é onde se encontra alojada as camadas de tecido adiposo, que consiste em sustentar esse tecido, sua função é armazenar energia por meio dos triglicerídeos, transformar e expelir grupos proteico e não proteicos, reter choques mecânicos, funcionando como isolante e no equilíbrio da temperatura, além de auxiliar no equilíbrio e fixação dos órgãos (METAB, 2006 apud OLIVEIRA, 2016).

Em crianças, tem consistência semelhante, e nos adultos, se modifica conforme a região. No sexo masculino é mais encorpado na nuca, que se localiza próximo da sétima vértebra cervical, recobrindo a região deltoide e o tríceps, região lombossacra e nádegas. No sexo feminino, aparece principalmente nas mamas, nádegas, região epitrocanteriana e anterior da coxa. (BORGES, 2010).

O tecido gorduroso localizado no abdome se constitui como a principal queixa tanto das mulheres como nos homens, os quais utilizam de métodos que envolve a abstinência parcial ou total de alimentos e atividades físicas com o propósito de diminuir medidas, contudo, em determinadas regiões em que há demasia de tecido adiposo, esses procedimentos não surtem efeitos satisfatórios, o que os fazem recorrer a procedimentos estéticos (MACHADO et al., 2017).

Brescia (2009, p. 5) descreve que o tecido adiposo se classifica em: tecido adiposo branco com características para o amarelo, comum ou unilocular e tecido adiposo marrom com características de pardo ou multilocular, no qual se diferem pela quantidade, cor, vascularização, número de organelas, atividade metabólica e distribuição no organismo, ou seja, apresenta distribuição morfológica e funções diferenciadas.

Esse mecanismo funciona como o importante depósito energético do organismo e, para que essa fonte de energia seja disponibilizada é necessário que ocorra a lipólise.

A quebra da célula de gordura ocorre com a ativação da lípase hormônio, que é sensível às catecolaminas, mediante a estimulação de receptores β- adrenérgicos, levando à quebra das moléculas de triglicerol e a liberação de ácidos graxos livres e glicerol dos adipócitos (BORGES, 2006).

Estudos comprovam que alguns princípios ativos que são utilizados com o fim de reduzir a liposidade localizada ainda merecem ser aprofundados, para comprovar sua ação, uma vez que podem não ter efeitos significativos com comprovação científica para a redução da gordura localizada e consequentemente redução de medidas, desestimulando o cliente a realizar o protocolo correto e indicado para resolução do problema (COSTA, 2012).

A mesoterapia tem sido bastante difundida como uma das técnicas para a redução do tecido adiposo. Essa técnica, também conhecida como intradermoterapia, é conceituada como técnica minimamente invasiva que consiste em terapia intradérmica de enzimas local através de múltiplas injeções, é utilizada para auxiliar na absorção de gorduras, atuando ainda na redução da queda de cabelo (ALVES, 2017).

A mesoterapia foi desenvolvida em 1952 pelo médico francês Dr. Michel Pistor para o tratamento da dor e de distúrbios vasculares. Pistor começou injetando procaína por via intravenosa para tratar um asmático. Ele descobriu que, embora a condição original não melhorasse, a audição do paciente melhorava. Com a intenção de reforçar o efeito, Pistor injetou pequenas doses de procaína de 3 a 5 mm de profundidade na orelha do paciente. A partir daí dezenas de pacientes surdos procuraram Pistor para o tratamento. (SIVAGNANAM, 2010).

Apesar de seu descobridor não utilizar desse procedimento para a redução de gorduras no organismo, essa técnica vem sendo utilizada para ajudar no delineamento do corpo, porém não se constitui como tratamento para a obesidade. O que se observa quanto a sua utilização é que os melhores resultados são analisados em indivíduos que estão próximos ao seu peso desejável e que buscam a remoção de pequenas áreas específicas de gordura corporal. Um uso adicional da mesoterapia lipolítica é administrar em áreas do corpo onde a gordura é preferencialmente perdida durante um programa da perda do peso. (JAYASINGHE, 2013).

Ademais, é considerada como uma técnica de baixo custo, pois se utiliza doses diluídas de fármacos. A técnica de injeções subcutâneas de fosfatidilcolina, combinada com seu emulsionante, o desoxicolato que se mostra eficaz na remoção de pequenas porções de tecido adiposo, devido à ação detergente do desoxicolato que promove a lise celular. Desse modo, sendo a mesoterapia uma técnica de acesso consideravelmente facilitado e pouco invasiva, a mesma atrai muitos adeptos interessados na possível diminuição ou eliminação da gordura localizada (ROTUNDA et al., 2005).

Na contramão desse pensamento, Varela, 2018, destaca que o uso de produtos injetáveis (mesoterapia ou intradermoterapia), em que seus métodos são muito variáveis, possuem a eficácia do tratamento bastante questionada, mas em teoria, os ativos atuam na fisiopatologia da gordura localizada com uma perspectiva de melhora no local aplicado.

Diante de tais apontamentos, entende-se que o tratamento com técnica da intradermoterapia (ou mesoterapia), para solução da gordura localizada, é uma boa opção, desde que tenha em vista fundamentos baseados na fisiologia do tecido adiposo. Contudo, é visível que esse tipo de tratamento não é indicado para reversão da obesidade, pois ao traçar como objetivo a redução do tecido de gordura, busca-se a diminuição da acumulação de células adiposas em determinada região e, portanto, a contenção de medidas apenas (ROTUNDA et al., 2005).

Para promover melhor visibilidade sobre o procedimento da mesoterapia, será apresentado a seguir uma análise mais específica, por meio das fichas-síntese dos artigos selecionados. Estas se constituem como procedimento fundamental considerando que nelas contém informações importantes sobre o estudo. Ressalta-se que a partir desta, o leitor tem a oportunidade de compreender as informações que cada artigo traz sobre o tema em questão.

Ficha-síntese 1: Mesoterapia como tratamento para gordura localizada: uma revisão da literatura

Autor (es) Damasceno, Débora Gonçalves de Sousa.
Ano de publicação 2018
Plataforma Repositório Uniceub
Palavras – chave Intradermoterapia, injeções intradérmicas, desoxicolato de sódio, fosfatidilcolina.
Área de conhecimento Saúde e Estética
Síntese do artigo

 

O artigo se propõe a explicar os apontamentos apresentados por autores renomados sobre a mesoterapia no tratamento da gordura localizada

A autora segue conceituando e explicado sobre: tecido adiposo, metabolismo dos adipócitos, atividade lipogênica, captação de ácidos graxos pelos adipócitos, atividade lipolítica, mesoterapia, principais princípios ativos, fosfatidilcolina e desoxicolato de sódio.

A autora conclui e segue afirmando que a mesoterapia é apontada como um método alternativo para o tratamento da gordura localizada, contudo é indispensável que a moderação calórica associado à prática regular de exercícios físicos seja inclusa no tratamento para que os resultados sejam satisfatórios.

Fonte: Autoria própria (2021)

Os autores trazem informações sobre o padrão de beleza instituído pela sociedade, ressaltando os vários procedimentos utilizados pelas pessoas para alcançar a “perfeição” corporal. Nesse sentido, o texto permite contextualizar a partir do questionamento que direciona esse estudo, uma vez que os autores defendem o uso da mesoterapia para fins de redução da gordura localizada, contudo é preciso aliar à prática de exercícios físicos e a redução calórica (DAMASCENO, 2018).

Ficha-síntese 2: Intradermoterapia/mesoterapia para o tratamento de gordura localizada: ênfase farmacêutica

Autor (es) Wappler, Patrícia Raquel.
Ano de publicação 2020
Plataforma Unisc online
Palavras-chave Intradermoterapia, mesoterapia, gordura localizada
Área de conhecimento Saúde e Estética
Síntese do artigo

 

O trabalho nos traz informações sobre os tecidos, disfunções e utilização da intradermoterapia, bem como a habilidade e liberação da prática para profissionais farmacêuticos. Constitui-se como revisão de literatura.

Ressalta sobre a Resolução nº 616, de 25 de novembro de 2015, que trata requisitos técnicos para o exercício profissional do farmacêutico no âmbito da saúde estética, ampliando o rol das técnicas e recursos terapêuticos utilizados por esses profissionais.

Ao concluir, a autora destaca que a mesoterapia é um procedimento menos invasivo e se compõe como procedimento alternativo para o tratamento da gordura localizada em paciente que almejam a remoção de gorduras em áreas específicas do corpo, não sendo, portanto, considerado como tratamento para obesidade.

Fonte: Autoria própria (2021)

Wappler (2010) descreve como se iniciou o uso da Intradermoterapia, que inicialmente era empregada para tratamento de dores e que após observado como isso se comportava no corpo, passou a ser utilizada como tratamento estético. Contudo, os autores pesquisados, defendem maior aprofundamento quanto aos estudos que comprovam a eficácia desse procedimento, o que vai ao encontro do questionamento proposto pelos autores desse estudo, ou seja, a mesoterapia provoca de fato benefícios para a redução da gordura localizada?

Ficha-síntese 3: Intradermoterapia no tratamento de gordura localizada

Autor (es) Severo. Vanessa Fuhr; Emanuelle Kerber Viera.
Ano de publicação 2018
Plataforma Revista saúde integrada v. 11, n. 21 (2018)
Palavras-chave Intradermoterapia. Gordura localizada. Substâncias lipolíticas.
Área de conhecimento Saúde e Estética
Síntese do artigo

 

O texto discute sobre os efeitos fisiológicos, as restrições e as contraindicações dos principais ativos cosméticos lipolíticos, termogênicos e vasodilatadores utilizados para o tratamento da gordura localizada, ressaltando que apesar dos avanços científicos na abrangência da cosmetologia, as inovações ainda são restritas no que tange aos princípios ativos.

Na conclusão os autores descrevem que para o tratamento da gordura localizada, os lipolíticos, auxiliam na lipólise, bem como os termogênicos que atuam na microcirculação em conjunto com os vasodilatadores.

Afirmam que muitos cosméticos ainda merecem ser estudados, considerando que os mecanismos de ação e efeitos fisiológicos são pouco esclarecidos, embora sejam comercializados sem restrições.

Fonte: Autoria própria (2021)

A procura de um corpo perfeito não mais se restringe às mulheres, mas também às pessoas do sexo masculino que manifestam o desejo de mudar a estética corporal, necessitando que seja comprovado cientificamente a eficácia dos procedimentos estéticos, utilizados para esse fim (SEVERO e VIEIRA, 2018).

O texto que aborda sobre a Intradermoterapia no tratamento de gordura localizada, aponta que mesmo sendo disponibilizado os recursos da Intradermoterapia associado a outros tratamentos, não se comprovam sua eficiência de forma sistematizada e os estudos precisam ser continuados para que se tenha uma conclusão desse processo de forma significativa e alusivas ao contexto da redução da gordura localizada (SEVERO e VIEIRA, 2018).

 Ficha-síntese 4: Mesoterapia: uma revisão bibliográfica

Autor (es) Herreros. Fernanda Oliveira Camargo; Aparecida Machado de Moraes; Paulo Eduardo Neves Ferreira Velho.
Ano de publicação 2011
Plataforma Scielo
Palavras-chave Injeções intradérmicas; Pele; Revisão; Terapêutica.
Área de conhecimento Saúde e Estética
Síntese do artigo

 

O estudo trata de uma revisão de literatura sobre a mesoterapia, evidenciando o seu processo histórico e os prós e contras dessa terapia. Descrevem todo o processo, incluindo o detalhamento de utilização do material.

O trabalho é concluído e destaca que há poucos estudos que evidenciem a comprovação e eficácia do procedimento, colocando em dúvida a credibilidade de alguns dermatologistas em relação à técnica. Os autores relatam quanto à necessidade de maior aprofundamento para mostrar o real valor da intradermoterapia como procedimento útil no tratamento dermatológico.

Fonte: Autoria própria (2021)

O texto apresenta uma profunda explicação de como surgiu a mesoterapia, considerando que se trata de uma revisão de literatura para que se entenda os mecanismos dessa técnica no ser humano. Os autores ressaltam muito mais as complicações dessa terapia do que os efeitos positivos e reforçam a ideia de outros autores quando afirma que são necessários estudos mais aprofundados para a comprovação desse procedimento para a redução da gordura localizada e/ou tratamento dermatológico (HERREROS; MORAES e VELHO, 2011).

Ficha-síntese 5: Infecções pós-procedimentos estéticos: uma revisão sistemática da literatura

Autor (es) Vieira. Ingrid de Sousa; Fabíola Fernandes dos Santos Castro.
Ano de publicação 2018
Plataforma Repositório Uniceub
Palavras-chave Infecção; Estética; Microrganismo; Bactéria; Pós-operatório.
Área de conhecimento Saúde e Estética
Síntese do artigo

 

O texto trata de uma revisão sistemática da literatura e descreve as principais infecções associadas aos procedimentos estéticos, bem como os tipos de micro-organismos mais prevalentes relacionados.

O estudo foi concluído e partir dos resultados, ficou evidenciado que a maioria das infecções se dá por descuido profissional, seja pela falta do uso adequado de EPIs, como o uso de luvas não estéreis, por exemplo, ou pela falta de orientação de cuidados que o paciente deve realizar após o procedimento.

Observou-se ainda que o número de estudos publicados relacionados às complicações pós-procedimentos estéticos minimamente invasivos é muito

escasso, e isso ocorre, devido a essa área ser uma novidade para a estética no Brasil, observando a abrangência das especialidades que realizam o procedimento.

Fonte: Autoria própria (2021)

Os avanços tecnológicos e científicos na área de saúde, apesar de se constituírem como processo inovador ainda não são suficientes para conter os fatores de risco quanto às Infecção Relacionada à Assistência em Saúde (IRAS) e o texto nos apresentam essas informações e sinalizam que é importante o cuidado com as técnicas não invasivas considerando as manifestações infecciosas relacionadas a essas práticas (VIEIRA; CASTRO, 2018).

O estudo nos mostra uma análise da identificação de patógenos em alguns procedimentos e nos permite questionar sobre a eficácia da técnica da mesoterapia (VIEIRA; CASTRO, 2018).

Ficha-síntese 6: Ciência, Saúde e Beleza nas revistas femininas

Autor (es) Gomes. Isaltina Maria de Azevedo Mello, José Carlos de Melo e Silva.
Ano de publicação 2021
Plataforma Revista Digital
Palavras-chave Revistas femininas; mercado de beleza e juventude X saúde
Área de conhecimento Saúde e Estética
Síntese do artigo

 

A publicação se atenta em verificar como as informações científicas são utilizadas para dar respaldo e credibilidade a novos produtos e técnicas de beleza.  Descreve sobre as abordagens das revistas Corpo a Corpo, Boa Forma e Plástica e Beleza, publicadas nos meses de outubro, novembro e dezembro de 2004. Observando que nas informações estão contidas matérias que reforçam a ideologia de um mercado de beleza e saúde que envolve renomados profissionais, médicos e cirurgiões, clínicas, serviços e produtos da indústria cosmética, todos conectados ao mito da beleza feminina e à atração da felicidade plena, via modificações físicas.

A conclusão atribuída é que os requisitos de beleza e estética têm sido impregnados de forma hegemônica pela sociedade, principalmente por meio da mídia. Os autores afirmam que: “Uma intervenção cirúrgica torna-se muito prática e acessível nas páginas dessas revistas, a felicidade pode ser adquirida juntamente com um pacote de beleza, ser jovem nunca foi tão fácil”.

Fonte: Autoria própria (2021)

Esse estudo nos mostra como a indústria da beleza vem crescendo no mundo, caracterizando de certa forma uma ênfase descontrolada para demanda de produtos e serviços sem comprovação científica da sua eficiência, sustentando os interesses estritamente comerciais. Essa afirmação nos reporta ao questionamento apresentado para o estudo em pauta, onde os procedimentos estéticos adotados para o alcance da “beleza”, sobrepõe aos estudos realizados com comprovações científicas (GOMES; SILVA, 2021).

Ficha-síntese 7: A Importância dos procedimentos estéticos na autoestima da mulher.

Autor (es) Martins. Roseneide da Silva Gusmão; Zamia Aline Barros Ferreira.
Ano de publicação 2020
Plataforma Revista Multidisciplinar e de Psicologia.
Palavras-chave Autoestima. Importância. Procedimento estético
Área de conhecimento Saúde e Estética
Síntese do artigo

 

É um estudo de revisão de literatura, observando que na atualidade existe uma constante busca pelo corpo perfeito.

Os resultados apresentados corroboraram para confirmar que os procedimentos estéticos aumentam a autoestima e dá autoconfiança às pessoas que optam por esse tipo de tratamento.

Os autores expuseram que a pesquisa favoreceu reflexões e questionamentos em relação ao senso crítico envolvendo a temática, considerando que envolve indiretamente toda sociedade.

Fonte: Autoria própria (2021)

O prazer de se sentir bem deve ir além da beleza física, contudo as pessoas fazem cada vez mais uso de procedimentos estéticos para alcançar o fim de se sentirem realizadas ou moldadas dentro daquilo que a sociedade preconiza e define como padrão (MARTINS; FERREIRA, 2020).

O estudo destaca que a indústria da beleza é um seguimento que está em alta assim como área de formação profissional e direcionar essa atividade atacando o que as pessoas têm como ponto fraco é a aposta da vez (MARTINS; FERREIRA, 2020).

É importante destacar que a autoestima se efetiva como consequência de atos ou situações para que o indivíduo esteja bem e pensar isso a partir da realização de um corpo bonito é um direito individual, contudo é preciso identificar o que é ou o que não é viável realizar para não colocar em risco a saúde das pessoas (MARTINS; FERREIRA, 2020).

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Mediante esta revisão literária, observa-se que o aumento da preocupação do ser humano com a sua aparência impulsiona o uso de tratamentos estéticos que se tornam cada vez mais frequentes na sociedade atual, tendo em vista que a gordura localizada é algo que não escolhe cor, sexo ou classe social, mas incomoda a todos.

Diante disso, emergem alternativas (como a mesoterapia) capazes de esculpir um corpo “perfeito” e consequentemente reduzir o peso (mesmo não sendo uma opção válida para a redução da obesidade).

Pelo exposto, após a análise de diversos artigos acadêmicos envolvendo o uso da mesoterapia no tratamento da gordura localizada, foi possível constatar que não houve um resultado plenamente satisfatório, tendo em vista as controvérsias acerca da aplicação e dos resultados, observando que possuem conclusões não favoráveis e outras positivas sobre o assunto.

Assim, diante do que foi estudado, a resposta ao questionamento feito no que se refere aos benefícios da mesoterapia para redução da gordura localizada é que os estudos são inconclusivos, haja vista que grande parte das publicações defendem que se faz necessário mais estudos para que se comprove de forma satisfatória o uso dessa terapia para esse fim. Conclui-se, portanto, que é preciso levar em consideração as pesquisas científicas para promover a proteção, segurança e eficácia desse procedimento, avaliando os efeitos colaterais como dores e/ou reações alérgicas conforme observado a partir dos resultados apresentados quando utilizado para fins estéticos.

REFERÊNCIAS

ALVES, Marina Moreira. Mesoterapia e risco cardiovascular: uma revisão narrativa da literatura. / Mariana Moreira Alves; Profa. Dr. Caroline Fernandes dos Santos Bottino, orientadora. Nova Friburgo, RJ: [s.n.], 2017. 34 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) – Universidade Federal Fluminense, Instituto de Saúde de Nova Friburgo, 2017.

BARRA, Renato. É possível ter um peso saudável, mas excesso de gordura no corpo? Categoria: Saúde e Bem-estar. 15 de maio de 2018. Disponível em: https://imeb.com.br/e-possivel-ter-um-peso-saudavel-mas-excesso-de-gordura-corpo/. Acesso em: 15 de Jun. 2021.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria n. 2616, Diário Oficial da União, Brasília, 12 de maio de 1998. Disponível em: http://www4.anvisa.gov.br/base/visadoc/CP/CP%5B5978-1-0%5D.PDF . Acesso em jun. 2021.

BRESCIA, et al. Análise morfológica do tecido adiposo subcutâneo submetido à estimulação por ultrassom associado à corrente elétrica: Estudo piloto. Revista K, Belo Horizonte, p.03-08, 01 mar. 2009.

BORGES, Fábio dos Santos. Dermato-Funcional, Modalidades terapêuticas nas disfunções estéticas. 1ª ed. São Paulo, 2006.

BORGES, F. S. 2 ed. Dermato-funcional: Modalidades terapêuticas nas disfunções estéticas. São Paulo, SP: Phorte, 2010.

COSTA; M., E.; KRUPEK, T. Mecanismo de ação de compostos utilizados na cosmética para o tratamento da gordura localizada e da celulite. Revista Saúde e Pesquisa. v. 5, n. 3, p. 555-566. Set., 2012.

DAMASCENO, D. G. de S. Mesoterapia como tratamento para gordura localizada: uma revisão da literatura. Repositório Uniceub, 2018.

GOMES, I. M. de A. M.; SILVA, J. C. de M. e. 2021. Revista Digital.

HERREROS, F. O. C.; MORAES, A. M. de; VELHO, P. E. N. F. Mesoterapia: uma revisão bibliográfica. 2011. Scielo. Disponível em: https://www.scielo.br/j/abd/a/KzLfrySbsDSPYSrnWWz8GZx/abstract/?lang=pt

JAYASINGHE, Samantha. Mesoterapia para redução de gordura local. Obes Rev, v. 14, n. 10, p. 780-91, Oct 2013.

KAKESHITA IS, Almeida SS. Relação entre índice de massa corporal e a percepção da autoimagem em universitários. Rev Saúde Pública. 2006;40(3):497-504.

LIMA, Costa Mayrink; ARAUJO, Marcela França; BARBOSA, Maria carvalho; SANTOS, Vilma Natividade (2006). Analise bioquímica da urina após aplicação do procedimento de elerolipólise. Gest. Prod. Disponível em: files.dermatofuncional.webnode.com.br/…/An%25C3%25A1lise_bio. Acesso em jun. 2021.

MACHADO, A.T.O.M. et al. Benefícios da Massagem Modeladora na Lipodistrofia Localizada. Revista Multidisciplinar e de Psicologia. v. 11, n. 35, p. 1-12, 2017.

MARTINS, R. da S. G.; FERREIRA, Z. A. B. A importância dos procedimentos estéticos na autoestima da mulher. 2020. Revista Multidisciplinar e de Psicologia.

ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DA SAÚDE – OPAS – Obesidade como fator de risco para morbidade e mortalidade: evidências sobre o manejo com medidas não medicamentosas. ISBN: 978-85-7967-108-1 Vol. 1, Nº 7 Brasília, maio de 2016

PRODANOV, Cleber Cristiano. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico / Cleber Cristiano Prodanov, Ernani Cesar de Freitas. – 2. ed. – Novo Hamburgo: Fev. 2013.

ROTUNDA, Adam M .; ABLON, Glynis .; KOLODNEY, Michael S. Lipomas tratados com injeções subcutâneas de desoxicolato. J Am Acad Dermatol, v. 53, n. 6, pág. 973-8, dezembro de 2005.

SIVAGNANAM, Gurusamy. Mesoterapia – a conexão francesa. J Pharmacol Pharmacother, v. 1, n. 1, pág. 4-8, janeiro de 2010. ISSN 0976-500x. Disponível em: <http://www.jpharmacol.com/article.asp?issn=0976500X;year=2010;volume=1;issue=1;spage=4;epage=8;aulast=Sivagnanam>.  Acesso em 12 de agosto de 2021.

SEVERO, V. F.; VIEIRA, E. K. Intradermoterapia No Tratamento De Gordura Localizada. 2018. Revista saúde integrada v. 11, n. 21.

TACANI RE, Tacani PM. Drenagem linfática manual terapêutica ou estética: existe diferença? Rev Bras Cienc Saúde. 2008;17:71-7.

TACANI PM, Machado AFP, Tacani RE. Perfil clínico dos pacientes atendidos em fisioterapia dermatofuncional na clínica da USCS. Rev Bras Cienc Saúde. 2009;7(21):36-44.

TOGNI, A. B. Avaliação dos efeitos do ultrassom associado à fonoforese e endermologia no tratamento do fibro edema geloide. Tubarão, SC, 2006. Monografia (Graduação). Curso de Fisioterapia, Universidade do Sul de Santa Catarina.

VIEIRA, I. de S.; CASTRO, F. F. dos S. Infecções pós procedimentos estéticos: uma revisão sistemática da literatura. – Faculdade de Ciências da Educação e Saúde, Centro Universitário de Brasília, Brasília, 2018. Repositório Uniceub. Disponível em: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/prefix/13048

WAPPLER, P. R. Intradermoterapia / mesoterapia para o tratamento de gordura localizada: ênfase farmacêutica, 2020. Unisc online.

[1] Enfermeira Especialista em Endocrinologia.

[2] Enfermeira Especialista em Saúde Pública.

[3] Doutor em Ciências Biomédicas – Universidade Federal de Goiás.

Enviado: Agosto, 2021.

Aprovado: Novembro, 2021.

Rate this post

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here