Início Saúde Perfil de Hábitos Alimentares e IMC dos Alunos dos Cursos de Educação...

Perfil de Hábitos Alimentares e IMC dos Alunos dos Cursos de Educação Física e Tecnologia da Informação

RC: 4417 -
Perfil de Hábitos Alimentares e IMC dos Alunos dos Cursos de Educação Física e Tecnologia da Informação
Classificar o Artigo!
853
0
ARTIGO EM PDF

BALBINO, Jhonatan Sousa [1]

SOUZA, Vanessa Batista [2]

BALBINO, jhonatan Sousa e SOUZA, Vanessa Batista – Perfil de hábitos alimentares e IMC dos alunos do curso de educação física e tecnologia da informação. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. Ano 1. Vol. 8- Setembro de 2016. ISSN: 2448-0959.

Resumo

Este projeto foi realizado visando avaliar os hábitos alimentares e índice de massa corporal de dois grupos distintos de estudantes do 4° semestre dos cursos de Educação Física e Tecnologia da Informação. Tais cursos são de áreas totalmente diferentes e tendo em vista as atividades que desenvolvem, abordaremos mais precisamente as diferenças alimentares e também seus hábitos em relação à prática de exercícios físicos. Sendo assim comparar os resultados e orientá-los de acordo com a necessidade de cada grupo.

Palavras-chave: hábitos, educação, tecnologia, obesidade.

INTRODUÇÃO

O aparecimento de doenças crônicas tem deixado à população brasileira em alerta nos últimos anos, devido à adoção de um padrão alimentar inadequado. Atualmente, no Brasil, a dieta é caracterizada pelo alto consumo de alimentos ricos em gorduras, açúcar, sal, e pobre em micronutrientes essenciais para o organismo.

Além disto, a baixa ingestão de frutas, legumes, verduras e grãos integrais compromete de modo importante o consumo de vitaminas (POF 2008-2009) ¹. Quase a metade dos brasileiros está com excesso de peso. Segundo pesquisas divulgadas pelo Ministério da Saúde, em 2006, 42,7% da população apresentava-se acima do peso, já em 2011, este percentual passou a ser de 48,5%. A prevalência de adultos obesos no período de 2006 a 2012 passou de 15% para 17,4%. Esta pesquisa também revela que 34,6% dos brasileiros consomem em excesso carnes com gordura, e mais da metade bebe leite integral regularmente (Ministério da saúde – 2011) ². Estes fatores resultam num dos principais motivos do excesso de peso e obesidade no país. O sedentarismo também contribui e muito para este problema, além do elevado consumo de refrigerantes (5 vezes por semana) por 29,8% dos brasileiros (Vigitel – 2011 – 2012) ³.

A obesidade é uma condição clínica caracterizada pelo excesso de gordura no organismo e está associada a várias doenças. Os maus hábitos alimentares aumentam a incidência de doenças como a diabetes, hipertensão arterial e doenças cardiovasculares, podendo levar o indivíduo ao óbito.

MATERIAIS E MÉTODOS

Para desenvolver este trabalho utilizamos um questionário fechado, contendo 10 questões referentes ao sexo, idade, hábitos alimentares e a prática de exercícios físicos de cada aluno (Anexo 1). Fizemos uma avaliação para saber a qualidade de vida e os hábitos alimentares de cada aluno entrevistado. Sendo assim, foram entrevistados 80 (oitenta) universitários; 40 (quarenta) do curso de Educação Física e 40 (quarenta) do curso de Tecnologia da Informação (TI).

Abordamos primeiramente os alunos de Educação Física, sendo 22 (vinte e dois) homens e 18 (dezoito) mulheres. Os alunos responderam ao questionário indicando quais tipos de alimentos consumiam regularmente, a quantidade de exercícios físicos praticados durante a semana e se tinham hábitos de fumar, consumir bebida alcoólica e se eram portadores de diabetes, logo após, aferimos a pressão arterial com um aferidor de pulso, resolvemos utilizar este aparelho pela praticidade, visando o pouco tempo que tínhamos para realizar todo o processo, pois abordamos os alunos antes de suas aulas e no horário de intervalo; medimos as circunferências abdominais, altura e peso de cada universitário e logo após calculamos os Índices de massas corpóreas (IMC), explicando um a um os seus parâmetros e nos quais os mesmos se encontravam dentro da tabela de IMC.

Sendo os índices: menor que 18,5 (abaixo do peso) entre 18,5 e 24,9 (peso normal) entre 25 e 29,9 (sobrepeso) e igual ou acima de 30 (obesidade). Ao fim do processo foram entregues panfletos com dicas de hábitos saudáveis, com a importância de ter uma boa alimentação (Anexo 2) e uma barra de cereal para cada aluno entrevistado, na intenção de incentiva-los a terem uma melhor alimentação e uma melhor qualidade de vida.

Os mesmos procedimentos foram realizados com os alunos do curso de Tecnologia da Informação (TI). Entrevistamos 21 (vinte e um) homens e 19 (dezenove) mulheres.

Portanto os materiais utilizados foram questionários, panfletos, duas caixas de barra de cereal, fita métrica, adesivo dupla face, balança (peso), aferidor de pressão arterial, caneta, calculadora, uma mesa e duas cadeiras.

O cálculo do IMC é realizado da seguinte forma: O peso do aluno dividido pela altura ao quadrado (Peso ÷ Altura²) para obtermos o resultado da massa corporal do aluno.

DISCUSSÃO E RESULTADOS

Na realização desse projeto, observamos que ambas as turmas sabem o que comem e sabem o que faz bem ou não. O fato é que optam pela praticidade, pela opção que não tomem muito do seu tempo.

E nesse caso, as duas turmas nos comprovam que ter uma vida mais saudável, depende da força de vontade de cada um.

De acordo com os dados:

Em relação às bebidas consumidas pelas turmas de Educação Física X Tecnologia da Informação obtivemos os seguintes índices:

Gráfico de barras ilustrando a porcentagem referente à bebida mais consumida.
Figura 1 – Gráfico de barras ilustrando a porcentagem referente à bebida mais consumida.

Em questão a bebida mais consumida, a água é preferência de ambas as turmas. Em segunda opção temos o Suco e o Refrigerante com cerca de 23% dos dados.

Em relação aos alimentos mais consumidos pelas turmas de Educação Física.

Tecnologia da Informação obtivemos os seguintes índices:

Gráfico de barras ilustrando a porcentagem referente à alimentação mais consumida.
Figura 2 – Gráfico de barras ilustrando a porcentagem referente à alimentação mais consumida.

A alimentação que faz parte da Educação Física são as Saladas e os Grelhados com 78% dos apontamentos, já T.I dá preferência ao Prato Feito com 83%. Fast Food e outros ficam em 3ª opção para os universitários. Isso mostra que a escolha dos alunos foge da correria do dia-a-dia.

Em relação aos alunos praticantes de exercícios físicos obtivemos os seguintes dados:

Gráfico de barras ilustrando a porcentagem referente a bebida mais consumida.
Figura 3 – Gráfico de barras ilustrando a porcentagem referente a bebida mais consumida.

Os universitários de Educação Física fazem exercícios já em suas aulas práticas, mas eles se adequam aos exercícios no dia-a-dia com 67% e já os alunos de T.I como não tem muito tempo do seu dia para a prática dos exercícios, eles conciliam o fim de semana para a prática com 47%. A diferença para os alunos de T.I com os de Ed. Física que não praticam exercícios é de 20% a mais.

Em relação aos alunos que fumam, obtivemos os seguintes resultados:

Gráfico de barras ilustrando a porcentagem referente aos alunos fumantes.
Figura 4 – Gráfico de barras ilustrando a porcentagem referente aos alunos fumantes.

A porcentagem de alunos que não fumam é superior em ambas as turmas, com cerca de 98%. Já os que fumam, 12% são estudantes de T.I.

Em relação aos alunos que consomem mais bebida alcoólica obtivemos os seguintes dados:

 

Gráfico de barras ilustrando a porcentagem referente aos alunos que consomem álcool.

Figura 5 – Gráfico de barras ilustrando a porcentagem referente aos alunos que consomem álcool.

Figura 5 – Gráfico de barras ilustrando a porcentagem referente aos alunos que consomem álcool.

O gráfico aponta que a turma de Educação Física não consome álcool como a turma de T.I., porém os dados que nos chamam atenção é que o não consumo de álcool em ambas as turmas é de cerca de 75% para Ed. Física e de 48% para T.I.

Em relação ao IMC foram obtidos os seguintes dados:

Grafico de barras ilustrando a porcentagem referente ao IMC de cada turma.
Figura 6 – Gráfico de barras ilustrando a porcentagem referente ao IMC de cada turma.

CONCLUSÃO

Mesmo que ambas as áreas sejam diferentes, ambos sabem como ter uma vida mais saudável, só não seguem à risca. A princípio pensamos que Educação Física iria ser a turma que mais tem hábitos saudáveis, mas os dados nos apontaram que não, a turma de T.I por mais que não tenha tempo hábil para praticar suas atividades físicas, faz uma conciliação com o seu fim de semana, nem que sejam 30 minutos no sábado, e 30 minutos no domingo.

Mas sempre fazem algum tipo de exercício. O IMC das turmas nos mostra que a maioria está entre o peso normal e o sobrepeso, mas nada que chegue ao sedentarismo total. Fazendo com que a tese de que turmas que utilizam computadores no cotidiano sejam sedentárias, a ponto de que a pessoa nem se levante da cadeira para almoçar, muito menos para reservar um tempo do seu dia para fazer algo que lhe faça bem.

O consumo de fast food e bebida alcóolica vêm subindo gradualmente entre os universitários, mas entre essas turmas não houve um dado que fosse relevante a sua conclusão.

Na realidade, o hábito de vida saudável vai de cada pessoa, não importa em qual momento da sua semana ela seja realizada, desde que você pense realmente na sua saúde.

Anexo 1

Questionário – ESTILO DE VIDA

NOME: _______________________________________________________ (Opcional)

SEXO: ( ) feminino   (   ) masculino

IDADE: ______ anos / PESO: ______ kg / ALTURA: ______

PRESSÃO (P.A): ______ / IMC: ______ / CIRCUNFERÊNCIA ABDOMINAL: ______

Qual bebida você consome com maior frequência?

( ) Refrigerante                              ( ) Água

( ) Suco Natural                             ( ) Bebida Alcoólica

Obs.: ______________________________________________________

Qual tipo de alimentação faz parte do seu dia-a-dia?

( ) Lanches Naturais                      ( ) Refeição Básica (P.F)                                                                                                  (Arroz, Feijão, carne…)

(  ) Fast Food                               (   ) Salada e Grelhado

Pratica exercícios físicos? (Semana)

(   ) Até 2x            (   ) Até 5x                  (   ) Diariamente

(   ) Não pratico exercícios físicos

Fuma? (   ) SIM                     (   ) NÃO

Consome bebida alcoólica? (   ) SIM      (   ) NÃO

 

Frequência Alimentar – SEMANA
  Nunca 1 vez 2 a 3 vezes 4 a 6 vezes Diariamente
a)      Frutas          
a)      Vegetais          
b)     Carne          
c)      Peixe          
d)     Lacticínios

(Queijo, Leite, iogurtes)

         
e)      Cereais

(Pão, bolachas)

         

 

Referente aos seus hábitos alimentares, com que frequência consome os seguintes alimentos:

referente-aos-seus-habitos-alimentares-com-que-frequencia-consome-os-seguintes-alimentos

 

 

Referências

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Análise de Situação de Saúde. – Brasília: Ministério da Saúde, 2011.

BRASIL. Vigitel Brasil 2011: Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico. Brasília: Ministério da Saúde, 2012.

NUNES, Maria Angélica. Transtornos alimentares e Obesidade. 2.ed. Porto alegre: Artmed, 2008.São Paulo / 2014

PESQUISA de orçamentos familiares 2008-2009: análise do consumo alimentar pessoal no Brasil / IBGE, Coordenação de Trabalho e Rendimento. – Rio de Janeiro: IBGE, 2011.

[1] Graduando em Biomedicina pela Universidade da Cidade de São Paulo. Contato: autor@nucleodoconhecimento.com.br

[2] Graduanda em Biomedicina pela Universidade da Cidade de São Paulo. Contato: autor@nucleodoconhecimento.com.br

Como publicar Artigo Científico

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here